sábado, 28 de fevereiro de 2009

Espaço dos leitores...




Recebemos da Professora Norma algumas fotos, divulgadas pela internet, sobre o conflito agrário em PE, que terminou com a morte de quatro milicianos armados que tentavam recuperar essas imagens que flagraram-lhes de arma em punho, em total e completa afronta a Lei...

Como já dissemos, que se faça justiça e se puna os culpados se assim forem declarados os evnvolvidos...

Mas a "postura" dos latifundiários(evidenciada em seus jagunços) não parece nada com o discurso de "respeito a lei e a ordem pública" que os meios de comunicação tentam lhes colocar na boca...

Nunca é demais lembrar: só o Estado pode usar a força para cumprir a Lei...A nós cidadãos cabe recorrer a Justiça, e não formar milícias para fazer valer seus "direitos" a qualquer preço... 


4 comentários:

Tramem disse...

No pantano goitaca onde como dizia o pai de uma conhecida,
" quem tem um quintal posa de fazendeiro" , a questão fundiária sempre vai atrair grandes debates Xacal !
As ocupações aqui não foram banhadas de sangue porque um decreto do velho Leonel Brizola impede que a Polícia Militar atue nesses conflitos sem ordem do executivo, isso mesmo ordem direta do governador, e ai havia tempo de se reverter as questões no judiciário,e deixava o governador de saia justa porque seria o responsável direto pelo massacre que poderia ocorrer. Várias desocupações foram impedidas e ou revertidas com os advogados do MST ou defensoria pública a partir desse decreto.
Prova de que o assunto aqui pega fogo foi a operação da polícia federal na questão das ilhas do paraiba do sul, acho que em 93 ou 94, lembro que na época chegou-se a pensar que PC Farias estivesse sendo preso em Campos, helicopteros, viaturas, um aparato enorme maior que a da telhado de Vidro para levar uns pobres trabalhadores rurais com a alegação de que havia plantio de drogas nas ilhas, o que nao foi confirmado evidentemente. Ambientalistas e fazendeiros do mesmo lado usando o argumento de que a área era de preservação, mas o gado continuava pastando lá, tranquilamente , até o gado de um dos diretores da rede globo,o tal do Bockel, Ai chegou o MST e se juntou aos pescadores e trabalhadores rurais que continuam buscando seu pedaço de chão... E os ambientalistas? Bom acho que a área não é mais de preservação, ninguem diz mais nada, o gado continua lá, assim como algumas velhas paredes dos poucos barracos , cravadas de balas. Era só para assustar". Assustaram sim! Mas não impediram que a luta continuasse. A luta continua! Ocupar ! Resistir e Produzir!

Anônimo disse...

Prova de que o assunto aqui pega fogo foi a operação da polícia federal na questão das ilhas do paraiba do sul, acho que em 93 ou 94, lembro que na época chegou-se a pensar que PC Farias estivesse sendo preso em Campos, helicopteros, viaturas, um aparato enorme maior que a da telhado de Vidro para levar uns pobres trabalhadores rurais com a alegação de que havia plantio de drogas nas ilhas, o que nao foi confirmado evidentemente.

VCS QUEREM QUE OS COITADOS DOS RICOS VENHAM A FICAR POBRES????????????
ESSAS ILHAS CHEGAM A TER 1000(MIL)isso mesmo.MIL CABEÇAS DE GADO SÓ PASTANDO.................HÁ ALGUM MAL OS BOIZINHOS PASTAREM ALI?????????
é SÓ PARA "BATER" OM PASTO rsrsrsrsrsrs................

Tramem disse...

O nobre comentarista acha graça na situação? pasta numa dessas ilhas?

Anônimo disse...

o Brasil é mesmo um esgoto dessa podre América Latrina