terça-feira, 17 de março de 2009

As bolsas ou a vida...??? Mãos ao alto eleitor/contribuinte...

Há sobre as bolsas de estudo para alunos do ensino fundamental muita controvérsia, e boa parte do que se tinha que falar, foi dito...Ou por comentaristas desse, e de outros blogs, ou por seus editores...
Um dos textos primorosos foi escrito pelo "decano" dos blogueiros, Roberto Moraes, no post: Educação ou enrolação....

Mas como não poderia deixar de ser, a TrOlha gostaria de acrescentar algumas dúvidas sobre o processo de recadastramento e remodelação do programa de bolsas...

Foi anunciado que não haveria inclusão de novos beneficiados pelo programa, e o recadastramento se prestaria a corrigir distorções, onde só os alunos hipossuficientes seriam mantidos...
Como o governo dos mil patetas adora se proclamar transparente, embora não pratique nenhuma forma de transparência em seus atos, fica a pergunta: 
Por que não anunciar a lista dos beneficiados no ano anterior, e a lista atual para que a sociedade possa conferir e fiscalizar se houve ou não fidelidade ao que foi prometido...? 

Outra pergunta:
Como se define quais as instituições de ensino privadas que serão contempladas com as bolsas...Há algum edital com exigências, algum tipo de licitação...? 
Pelo visto não, e o governo atual se limitou a continuar as distorções que denunciam no governo anterior...

É bom lembrar, como bem mencionaram tantos outros analistas, que bolsas são uma exceção a regra, ou seja: dinheiro público é para escola pública...

11 comentários:

Anônimo disse...

Quem quiser pode fazer um teste......vá ao blog do garotinho e escreva um comentário falando dos critérios da bolsa já que na lista tá cheio de filho de políticos e secretários que n precisam. Ele não posta nenhum comentário nesse sentido, então divulguemos nos blogs imparciais de nossa cidade para que ele sábado possa gaguejar na rádio tentando justificar a falta de critérios.

Xacal disse...

Creio que dessa vez ele demite a pateta freitas e anuncia o novo(a)pateta da educação...

Anônimo disse...

Ihh Xacal... o cara chamou de imparcial... :-)

Agora serio, nao sei a razao de bolsas para escola privada. Aluno que nao tem como pagar, vai para a publica. E e la que o dinheiro da prefeitura tem que ser usado. Qualquer coisa que nao seja neste sentido e esquema para escola ganhar dinheiro...

Anônimo disse...

Pois, pois, anônimo das 11:34... A prefeitura investe muito mais na educação particular na planície do que na pública...
Não presta contas do fundef, que hoje se amplia pelo educação básica (fundeb)...
A hora é agora, categoria... todas (os) na assembléia convocada pelo SEPE amanhã, às 18:00 no sindicato dos Bancários...Os (a) prefeitos são passageiros, mas profissionais de educação são pra sempre!!!

Anônimo disse...

Estranho esse critério da prefeitura sobre bolsas de estudo, estou me formando agora, na faculdade de Odontologia, sempre tentei conseguir uma bolsa, porque realmente precisava, já que tinha 50por cento do prouni, precisava do restante, mas nunca consegui, foi a própria faculdade que me ajudou nessa caminhada que realmente não foi fácil!

Joca Muylaert disse...

Caro Xacal,

O texto do Roberto está realmente impecável. Concordo também com suas palavras.
A realidade é que não existe uma rede de ensino fundamental em Campos capaz de preparar alunos para dar seguimento aos estudos após esta fase.
Minhas duas filhas mais velhas (do casamento + novo) são bolsistas e a terceira tem desconto da própria instituição. Apelar para a bolsa foi o último recurso que tivemos para colocá-las em sala de aula quando nos mudamos.
Isto pq não há escola pública após a 4ª na minha região, cabendo aí bolsa. Ontem, após este problema com a cassação de inúmeras crianças das salas de aula, inclusive as minhas, me dirigi à E.M. Ferroviário Jacyr Barbeto no intuito de resolver o problema. Não há a vaidade da escola particular, mas péra lá... Saí de lá penalizado ao me deparar com a realidade do espaço mínimo de uma sala de aula -não mais de 4X4 - com crianças espremidas e sem o mínimo de conforto necessário(estou sendo elegante com o que vi). Aquilo, sim aquilo, é apenas pra dizer que tem escola, imagino o sufoco dos profissionais que trabalham
Uma mãe, suponho, indagava se poderia levar o filho à terde. Ouvi a profissional informar que "hoje vai vir uma professora nova". A mesma que me atendeu e informou do limite da série.Véio estamos no meio de março e só agora a sec. de educação define quem pode ou não continuar em sala de aula?
Com todos os equívocos, a mudança, ao meu ver, deveria ser para o próximo ano. Tempo suficiente não só para os pais se reorganizarem, mas para a prefeitura se organizar e oferecer escolas dígnas.
Veja a matéria acerca da demora da Auxiliadora pra receber os companheiros do SEPE. Eles podem em muito colaborar com o fim deste caos na educação de Campos.
E mais, vou fundo para que meus filhos e demais crianças possam ter o que de melhor todos merecem como maior patrimônio - a educação.
No mais, sempre estudei em escola pública. Fiz o jardim no Paulo Barroso (pq. Leopoldina) fui direto para o 15 de novembro onde fui preparado para um exame de admissão que concorri em pé de igualdade com os demais alunos da rede particular de ensino a uma vaga para a Escola Técnica, então disputadíssima, me colocando muito bem. Onde agradeço a minha formação não só técnica, mas também social e humana.
Detalhe: tenho 51 anos e isso faz tempo pra chuchu. O suficiente para destruirem tudo!

joca

Anônimo disse...

Sou professora da rede municipal de ensino. Minha filha agora perdeu o direito a bolsa que tinha. Fico pensando que esse governo que os professores já ganham o suficiente para pagar uma escola, daí a secretaria não receber o SEPE.
Outra vez me pergunto que mudança foi essa, que até quem ganha pouco perde o que tinha e tem que se virar para pagar.
A escola onde trabalho falta professores, enquanto em outras sobra, falta os livros, merenda pessoal de apoio, e na SMEC somos tratados como estorvo. Assim é que se muda. pra pior.
Porque nao nos deram um prazo para que possamos nos preparar para pagar. E agora o que faço?

Botelho Pinto disse...

Segue abaixo um apanhado de denúncias:

No colégio João XXIII, tem na listagem vários sobrinhos do Quintanilha. Isso mesmo! E ó, não é que não precisem, mas tem 2 irmãos que conseguiram a bolsa.
E O CEFA? LÁ JORNALISTA JÚLIO CÉSAR, QUE FOI ASSESSOR DO DR. CLÁUDIO AQUINO LEVOU DUAS BOLSAS PARA OS FILHOS.
SE NÃO ME ENGANO, ELE TRABALHA E A ESPOSA TAMBEM. E EU CONHEÇO GENTE QUE NADA TEM E NADA CONSEGUIU. DONA AUXILIADORA, QUAL FOI MESMO A SUA METODOLOGIA?
Essa menina Jade Aquino é neta do empresário Orêncio Aquino e filha da procuradora do município a Sra. Tininha,será que ela necessita de bolsa?Vamos denunciar essa quadrilha e falsos moralistas.
E completando a informação acima,Júlio César é jornalista e a esposa dele é chefe de setor na secretaria de saúde,se não engano dos otomizados.
bolsa de estudo?
Jorge Rangel
Otavio Cabral
Cesar Ronaldi
JORGE RANGEL
sobrinhos de Quintanilha
Julio
quer mais??? É só esperar

Anônimo disse...

Engraçado , nome de parentes de Jorge Rangel ,Cesar Ronald e outros políticos que conseguiram bolsa ,não aparece mas de uma criança que já se sabe que não tem bolsa ,pois o Colégio Auxiliadora onde ela estuda , não oferece bolsa no Ensino Fundamental) continua saindo impunemente .Cade os nomes dos parentes dos políticos.????? Isso tá parecendo mais é implicância pessoal .

Anônimo disse...

Quem são os sobrinhos de Quintanilha ? os 2 filhos de Julio Cesar ,os parentes de Otavio Cabral,Cesar Ronaldi e Jorge Rangel .De nomes aos bois pq o único nome que vcs usaram é de informação falsa. Queremos denúncias verdadeiras !!!!!Pra que polemizar com mentiras ????

Anônimo disse...

Xacal , não mexa com quem tá quieto . A denúncia só tem utilidade se puder ser comprovada . Caso contrário vc pode levar uma trolhada .Se cuide !!