segunda-feira, 2 de março de 2009

A estrela solitária e solidária...

Estão de parabéns os torcedores e jogadores do team botafoguense...Uma tarde de gala, e as cores do pavilhão, alvinegro, não deixam dúvidas: se vestiram de "black tie", e jogaram o fino...

A moça pretendente ao título, o Resende, dançou sem música...
Já o Botafogo Futebol e Regatas jogou embalado "por música" que ecoava das arquibancadas repletas por sua apaixonada torcida...

Não houve dúvidas...

Em um ambiente alvinegro, a zebra de listas de mesma cor só poderia ficar escondida e camuflada...Não apareceu, e se portou como time do tamanho que tem: pequeno...

Já o esquadrão da estrela solitária mostrou um futebol envolvente, rápido e objetivo...O Botafogo foi um time, na completa acepção da palavra, que pressupõe que as individualidades se submetam ao bem coletivo, ou seja, a vitória...
O único jogador que talvez ainda necessite da maturação para entender esse pressuposto é o Maicossuel(nem sei se a grafia é essa), que insistia em jogadas individuais em momentos os quais era necessário o passe...

O técnico Ney Franco, que com seu estilo low profile vai mostrando que técnico bom é aquele que não aparece, ou pelo menos, aparece pouco, se irritou com o "delegado" Maicossuel, que insistia em "prender" a bola...
Mesmo assim não há como deixar de enxergar que o Botafogo, o time da estrela solitária, joga um futebol de estrelas solidárias...

Parabéns ao Botafogo....!

Nenhum comentário: