sexta-feira, 6 de março de 2009

A hora de parar...

No mundo do esporte de alta performance, o tempo é um limitador cruel...É comum que profissionais do ramo resistam a passagem dos anos, e a deterioração de suas capacidades para praticar sua atividades no mesmo nível de outrora...

Uma das mais difíceis decisões para esses homens e mulheres é a hora da aposentadoria...

Assistimos por várias vezes, esses verdadeiros heróis a cambalear por gramados, quadras, pistas, piscinas, etc, etc, corroendo assim toda a memória dos seus momentos de glória...

Esse é o caso do piloto Rubens Barrichello...

Um bom piloto, que deu o azar de amadurecer para a profissão, justamente quando o maior piloto de todos os tempos dominava as pistas...

Hoje, a impressão que temos é que Rubinho tenta "provar" algo, como se pudesse "resgatar o tempo", agora com a ausência daquele que o subjugara...

Rubinho não precisa provar nada, a não ser ter a sabeoria de enxergar suas limitações e sua "última volta"...

10 comentários:

Sadock disse...

xacal,
ele já parou.
Parou em Mônaco, Spa, Interlagos, Monza, Hungaroring, e em diversas outras corridas...

Toma Ferro disse...

Bom dia Xacal,oq acontece na maioria das vezes é q esses esportistas gastam td qdo começam a assinar contratos milionários no começo da carreira e depois ficam a ver navios qrendo comer daqui ou dali,não sei se isso é o caso do Rubinho...Mas a maioria dos jogadores d futebol fazem isso explodem c salários q chegam a 100.000 e no final acertam c clubes pequenos q não chegam a pagar 10.000,isso é oq dá viver nas baladas!!!

Anônimo disse...

Acho que tem que saber a hora de parar, como fez Pelé!

Anônimo disse...

Caro novo amigo xacal
Estou apavorado como tem empresa de fora alugando galpoes para trabalhar no municipio - sera q é para guardar o formula 1 do proxoneta e ex BB TAMPINHA DA LAPA

Gustavo Rangel disse...

É Xacal...para alguns é difícil saber a hora de parar, pois o cara não se vê fazendo mais nada e não se preparou para este momento. Penso ser o caso de Rubinho. De saber que o seu tempo já passou, que já não tem o mesmo preparo e não terá carro para provar nada, pois essa Honda brigará para não ser a última do grid, só isso. Penso que apesar de sua limitação, Rubinho tem seu valor mas deu o "azar" de andar com um gênio do automobilismo, o Shumacher. É como comparar Leonardo Moura com Leandro "Peixe Frito". O primeiro é bom, o segundo era um craque.
Abs

Anônimo disse...

Rubinho sempre foi coadjuvante e nao tem a fama de Pele para "defender".

Voce pararia ganhando 5 milhoes de dolares por ano ?

Anônimo disse...

Xacal, você não entende de política, economia, mas de F-1 você entende

Xacal disse...

falou o nosso "entendido"...

Renato disse...

Xacal,
quando comecei a ler seu comentário achei que estava falando do retorno de Ronaldo nazário na quarta.
Isto porque era visível que o esforço dos últimos 45 dias não coseguiram reduzir uma pança que não via desfilar pelos gramados desde de aquele atacante paraguaio que tirou o flamengo da libertadores ano passado.
Assim ,não sei se o retorno do fenômeno não será um grande fiasco pois vejo pouca possibilidade de dele manter-se em bom nível até o final do ano.
Um abraço,Renato.

Anônimo disse...

Ronaldo provou q não está na hora de parar!!