quarta-feira, 18 de março de 2009

Lição de cidadania...

A Assembléia de hoje, convocada pelo SEPE, às 17 horas no Sindicato dos Bancários, onde estarão profissionais da educação da rede municipal, professores e funcionários, é um importante marco na retomada do movimento organizado da sociedade civil...

Esse não é uma "sentença" fatalista, do tipo: se der tudo errado, nada irá para frente...Não é isso...

Trata-se de reconhecer nesse evento o estopim que deflagará a articulação de outros setores para enfrentar o descaso, a manipulação e o autoritarismo dos papa doc da lapa...

Como em outras ocasiões históricas, são os profissionais da educação que são chamados a nos "ensinar" lições de coragem e luta...

É possível que haja poucas pessoas nesse encontro...? Pode ser que sim...Pode ser que não...!
Mas política não se faz apenas com quantidade, porém muito mais com simbologias...
Essa Assembléia significa o despertar da categoria, que se alastrará por cada Escola municipal, quer seja com a reivindicação por melhores condições materiais e salariais, quer seja com o movimento eleição direta, diretor...!

Ali a categoria da Educação falará bem alto aos ouvidos anestesiados da sociedade que o governo dos mil patetas detesta a Educação pública, gratuita e de qualidade...
Dirão esses profissionais que não podem mais trabalhar sob o jugo de capitães-do-mato(diretores), indicados em esquemas de vereadores e cabos eleitorais...


Nos ensinarão os mestres, merendeiras, serventes que os mussolinis da lapa dizem "amar" o povo, mas dedicam a ele o pior dos seus esforços...
Não parece estranho que o problema das bolsas tenha sido resolvido antes dos problemas da rede pública, como: diretores, material, recursos humanos, etc, etc, etc...???
O histórico da relação, no mínimo heterodoxa, da atual pateta da educação com o setor privado não é nada bom...Lembram-se da Escola Santo Antônio e Wilma Tâmega...?

Todos a Assembléia. direito se conquista na luta...!


Educação não é brinquedo para "garotinhos"...!
Educação é coisa séria...!

12 comentários:

Gustavo Landim Soffiati disse...

Infelizmente, tenho lá minhas dúvidas quanto a isso em que apostas. Uma coisa são os "representantes" da categoria, outra ela própria. Sabe-se, por exemplo, que grande parte dos servidores públicos municipais nem se sentem representados pelo SEPE, mas pelo SIPROSEP, sobre o qual é melhor nem comentar. Mas isso é apenas uma (triste) constatação, nada mais. Ou não: que a partir dela e da assembléia de hoje, os diretores do SEPE pensem em recursos de mobilização do que, no extremo, pode ser considerado uma massa amorfa.
Bem, é melhor não ir muito longe nos comentários (talvez precipitados) para que não me chamem de preconceituoso...
Ainda que não trabalhe na rede municipal e não represente a categoria, como sindicalista, filiado ao SEPE e cidadão, tentarei estar lá hoje, para, depois, se for o caso, produzir uma avaliação mais abalizada.
Quanto ao seu texto, penso que falta algo no primeiro parágrafo, mais especificamente neste trecho: "onde [estarão?] profissionais da educação da rede municipal, professores e funcionários, é um importante marco na retomada do movimento organizado da sociedade civil..."
Um abraço.

Mariza disse...

Xacal

Parabéns por este postado. Sou também uma otimista e acredito que essa assembléia pode ser o embrião para o renascimento dos movimentos sociais organizados, sem cabrestos ou interesses ocultos, em nosso município.

Espero que os professores municipais se façam presentes e em bom numero, e nos dêem mais essa aula de cidadania.

Quanto ao SIPROSPEP, concordo com o Soffiati, é melhor nem comentar, por esse sindicato estar sempre a serviço de quem está no poder. Para quem não conhece é um belo exemplo de um sindicato pelego dirigido por oportunistas. Hoje mesmo, nos jornais, temos um dirigente (eterno) desse sindicato, fazendo declarações contra o concurso público (para o PSF), usando os mesmos argumentos capengas de dona Rosinha. Eles só se mobilizam ou “pressionam” o governo municipal somente quando autorizados e dentro dos limites pré estabelecidos. Portanto, não devemos esperar por esse sindicato, para organizar o movimento, porque isso não ocorrerá.

Vamos todos, HOJE, a assembléia do SEPE para organizarmos a nossa luta, contra os desmandos que nos estão impondo em nossas escolas.
Espero encontrar com todos os colegas de profissão na assembleia, dispostos a lutar por nossos direitos e por mais respeito por parte das autoridades municipais.

Até lá.

Mônica de Sousa disse...

Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor. Hoje a (o) prefeita (o) vai ter que mostrar como enfrenta os movimentos sociais organizados. Além da ocupação do MST vai ter assembleia de professores. Lidar com massa de manobra é fácil, quero ver é discutir com quem tem argumentos.

Magali disse...

Muito bem analisado, Mônica. Vamos ver como ela enfrenta os movimentos organizados.

Cascão disse...

Ou será que ela vai mandar o marido encarar a discussão?

Cebolinha (clone) disse...

Eu acho que dona Losinha não selá capaz de enflentar os plofessoles. Selá que ela vai levar gás de pimenta?

Gustavo Landim Soffiati disse...

Depois desse diálogo entre personagens de Maurício de Souza, só espero que os servidores da SMEC não mostrem hoje que são da família do Bidu.

Xacal disse...

olha, às vezes eu penso em parar com o blog...mas vocês são demais...mônica, cebolinha, cascão e magali é demais...!

Anônimo disse...

Somos uma turma unida, coerente e de luta,caro Xacal,rs.
É a família Sousa mostrando seu valor.
Um abraço

Maurício de Sousa disse...

Somos uma turma unida, coerente e de luta,caro Xacal,rs.
É a família Sousa mostrando seu valor.
Um abraço

Anônimo disse...

Essa família Souza é f...
hauihauihauihauihaui

Anônimo disse...

Tua máscara já caiu Xaropal!