terça-feira, 17 de março de 2009

Silêncio sepulcral...

O mundo político do Brasil, que macaqueia boa parte do que acontece da "metrópole" estadunidense, tornou as pesquisas eleitorais em sentença irremediável da vontade popular...Já discutimos isso aqui...Como, com o auxílio luxuoso da mídia, que em determinadas ocasiões se confundia com os próprios intitutos(vide o datafolha), as sondagens eleitorais se transformaram de ferramentas estatísticas para formulação de táticas e estratégias de campanha em fim em si mesmas...

Faltam mais de um ano para o pleito estadual, e as pesquisas já pipocam por todo o lado...Desde as encomendadas para uso interno, como as de divulgação pública dos humores do eleitorado...

Não há dúvidas de que essas consultas são prematuras para "prever" o que acontecerá em 2010, e repetimos: não cabe as pesquisas essa tarefa...

No entanto, não deixa de ser interessante, quem sabe por voyeurismo político, observar o comportamento de certos personagens frente a preferência da população...

O jornal O Dia noticiou, e o blog Ligação Direta(www.ligaçãodireta.blogspot.com)repercutiu uma pesquisa eleitoral onde os principais nomes que se colocam a frente da corrida eleitoral são: o (des)governador cabralzinho, ursinho puff e o wagner "justiceiro" montes...
O napoleão da lapa, ex-governador(1998-2002) só aparece como campeão de rejeição, e o jornal não divulga seus índices de preferência, o que por si só já demonstra certa má vontade daquele veículo com o torquemada da lapa...

De acordo com jornal, wagner "justiceiro" montes tem 27%, contra 24% do atual(des)governador...O napoleão da lapa soma 27% de rejeição para o cargo de governador, enquanto para o Senado, 17% dizem que não votariam nele...

Sabemos que esses sinais do eleitorado são prematuros, mas nada nos impede de avaliarmos a conjuntura política de HOJE, baseados nesses números:

Primeiro, os 1.105 eleitores fluminenses que responderam ao IBPS, deixam claro ao cabralzinho os desgastes de uma gestão dúbia...Sem grandes sustos, mas sem grandes feitos...Tipo picolé de chuchu...Os analistas dizem ainda que o (des)governador aproveita a popularidade e aprovação de Lula no Estado, que é de 53%...

Por outro lado, e exposição permanente de wagner "justiceiro" montes, a martelar na mídia sobre um tema tão sensível ao população fluminense, a segurança pública, não lhe garante uma plataforma sólida para competir de forma efetiva, mas já o lança de níveis confortáveis...

At last, but not at least, o napô da lapa...
Exilado da cena política estadual, com seu cacife resumido a ser cabo eleitoral de vereadora(a filha), e sombra na campanha da esposa em Campos dos G., o esquecido da lapa atravessa seu deserto de rejeição, que parece consolidado, se avaliarmos que já se vai um bom tempo que ele deixou o governo, e portanto, já seria a hora de sedimentar a lembrança de seu nome sem o enorme ônus de ter chefiado o executivo estadual...

O problema é que os rastros de seu governo(os esqueletos)continuam a assombrar seus sonhos de voltar ao Guanabara, associado a triste e lamentável estratégia política de se isolar politicamente...Fato comprovado pela dificuldade que terá de encontrar uma legenda "respeitável" para concorrer...
Terá que optar pelo ptb de roberto jefferson ou se transformar em um "garozito" no psdb...

Deve ser por isso tudo que o rejeitado da lapa sequer usou seus veículos de comunicação para atacar a pesquisa...Em outros tempos, quando o capital político permitia, desancaria e desacreditaria a consulta...Mas agora, é melhor manter silêncio...!
É aquele ditado:"quem não é visto, não é lembrado"...E no caso do napô, ficar esquecido é melhor que ser lembrado...Quem sabe não arrume um novo apelido, e tente se apresentar como "novidade"...? Napoleão da lapa é sugestão nossa, disso não abrimos mão...!

Triste fim de policarpo da lapa...

11 comentários:

Sérgio Provisano disse...

Pesquisas são um retrato do momento. Faltando cerca de dois anos para as eleições, elas, são no mínimo, prematuras.

Muita água vai rolar por debaixo das pontes mas que é inegável a rejeição ao nome de Anthony Matheus, isso é inegável, além do fato de, segundo li no blog do advogado Jamilton Damasceno (Utilidade Pública - no Ramo do Direito dentre outros) ele, o Anthony, possuir cerca de 1.000 (isso mesmo, mil) processos contra ele.

Isso certamente poderá atrapalhar seus planos políticos.

Há também o fato de que Sérgio Cabral é candidatíssimo à reeleição onde a máquina do estado terá um peso considerável, não podemos negar, além de provavelmente ter o aopio do presidente Lula, que me parece imune às denúncias, angariando cada vez mais popularidade, nunca antes vista neste país tropical, abençoado por Deus...

Por outro lado, sem qualquer ironia, o apoio pna político de Rosinha, Clarissa e Zito, não pode ser desprezado, além do de Roberto Jeferson é claro. Esses apoios podem mudar de maneira radical o quadro sucessório estadual, causar uma reviravolta do nosso Estado.

Mas tudo isso não passam de puras ilações, o que valerá mesmo é quando a campanha eleitoral começar e a verdadeira pesquisa é aquela divulgada horas após a apuração da última urna, aí sim, saberemos a verdadeira vontade do eleitor.

Anônimo disse...

Imagina Collor e Garotinho no mesmo partido...
Estou com medo!rs

Raskolnikov disse...

Perguntinha que não quer calar: "vítima" de "captação de sufrágio" (COMPRA DE VOTO) responde a pesquisa de opinião? Se responde, também vende a opinião ou só o voto? A formação da decisão em quem votar sofre das maiores e multifatoriais contingências (além do fato de as eleições majoritárias e proporcionais passarem por processos totalmente diferentes), muitas vezes a intenção de voto é só recall (portanto não importa se a memória é positiva ou não, contanto que seja fixada). O que nos leva a uma outra pergunta: qual a diferença entre um marqueteiro e um cientista político (para além do fato do 2º ganhar menos)? Nenhuma, ambos trabalham com os mesmos pressupostos de "realidade" e fetichismo analítico! Sugestão: Bezerra da Silva: candidato caô caô.

Anônimo disse...

Esse seu blog vicia!!!
Leitora assídua

Anônimo disse...

Xacal,

com todo respeito, o correto é : Last but not least.

Anônimo disse...

PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL

Está na hora de nos mobilizarmos.

Vamos deixar de imobilismo e mostrar a nossa força.

Compareça a assembléia e convoque os outros colegas da escola.

Dia: 18/03/2009, (quarta-feira). HOJE

Horario: 17:00 horas

Local: SINDICATO DOS BANCÁRIOS (Rua Marechal Floriano, nº 129/133)

Anônimo disse...

E o jornal O Diário, o pasquim ordinário, hein? Não deu sequer uma linha sobre a pesquisa que aponta o chefinho deles com o maior índice de rejeição na capital... o diretor e editor-avestruzes devem achar que se a notícia não for divulgada nele, o povo não vai ficar sabendo sobre a rejeição. Quanta idiotice!

Piroba disse...

esse jornaleco é mesmo uma piada; bem que ele podia se transformar num anedotário, porque a gente não consegue parar de rir das coisas que lê nele;

vejam a matéria sobre duas ambulancias da prefeitura que foram achadas numa casa de Travessão;a reportagem (se é que podemos chamar aquilo de reportagem) não cita o nome do dono da casa onde os veículos foram encontrados e nem diz o motivo pelo qual as ambulancias foram parar lá;
a quem interessa a omissão? o que o jornaleco está encobrindo? essa atitude é tão "bandida" quanto a pessoa que estava com essas ambulancias; ô jornal de merda!

Perguntar não ofende disse...

Alguém sabe dizer se a jornalista-manca-sem-caráter continua achacando empresários?

Alguém sabe dizer se o filho da jornalista-manca-sem-caráter continua na lista dos terceirizados da pmcg com um salário invejável?

Amaro disse...

Com relação a essa noticia sobre as ambulâncias, uma pergunta que não quer calar.

O diretor do Ferreira Machado e o chefe de transporte da Secretaria de Saúde, só foram dar falta dos veículos agora, quase três meses após a posse?

Se já tinham dado falta dos veículos, porque não registram queixa do roubo na policia?

Essa história, sendo verdadeira, mostra principalmente a incompetência administrativa dos atuais dirigentes desses dois órgãos municipais.

Gayrotinho disse...

Foi Mocayber que escondeu!