quinta-feira, 5 de março de 2009

Transparência para inglês...e estadunidense verem...

Na revista Carta Capital dessa semana, o jornalista Felipe Marra Mendonça traz alguns exemplos de democracia e acesso a informação pelos contribuintes dos EEUU e Reino Unido...

Trata-se da possibilidade de acompanhar o fluxo dos recursos públicos destinados as empresas para a recuperção econômica desses dois países...

Leia as notas, e se pergunte: O que será mais difícil, montar essa enorme base de dados e disponibilizar para seus contribuintes/eleitores ou fazer um portal com informações para cidadãos de uma cidade de 500 mil habitantes como a nossa...? Só para lembrar que o mandato de Obama e da nossa prefeita começaram na mesma época...

Retomada americana 
O governo Obama montou o site recovery.gov especificamente para mostrar ao cidadão americano o que é feito do pacote para combater os efeitos da recessão nos Estados Unidos. A parte mais interessante é a
seção com dados atualizados sobre os gastos até o momento, o que no futuro deve incluir relatórios de empresas privadas sobre o que fizeram com o dinheiro. 
http://www.recovery.gov 

Retomada britânica 
O Real Help Now UK não tem um título tão fácil de ser digerido quanto a versão americana, mas o site disponibiliza todas as iniciativas tomadas pelo governo britânico para enfrentar a crise. Há seções que abordam as dificuldades para saldar dívidas, quitar a casa própria e encarar o desemprego. 
http://www.realhelpnow.gov.uk

Um comentário:

Anônimo disse...

Tenho certeza que no Recovery.gov, os eleitores vão saber onde e como o dinheiro dos contribuintes está sendo gasto, ao contrário daqui!