quinta-feira, 30 de abril de 2009

Na contramão...

O anúncio da falência da Chrysler, montadora estadunidense de automóveis, é mostra de que os efeitos da crise econômica mundial, que tem seu epicentro nos EEUU, está longe terem arrefecido...

Mesmo com todas as tentativas de reescalonamento de sua dívida frente aos credores, e a injeção de recursos governamentais, não houve possibilidade de recuperar um dos símbolos da indústria daquele país...

Desde 1933, não havia uma quebra de uma empresa do setor, que se acostumou a concorrência de outras montadoras em seu mercado interno, mas sempre manteve a primazia para as fábricas nacionais, como demonstração do vigor de seu capitalismo...

O acordo anunciado com a FIAT, montadora italiana, é um duro golpe no orgulho estadunidense, que cede espaço para a desnacionalização do capital de suas maiores empresas...

Por vias transversas, podemos dizer que, finalmente, a globalização "entra" nos EEUU, uma vez que das 500 maiores empresas transnacionais, mais de 80% são estadunidenses, e quem sabe, com a crise, haja uma retração que reequilibre a divisão de riquezas mundiais...

Assim substituiríamos a "americanização" do mundo, por uma verdadeira globalização...!


TROLha Mural...

O Carlos Ferreira, lá dos lados de Minas manda avisar, e nós registramos:

Carlos Ferreira

 
mostrar detalhes 17:27 (1 hora atrás)
Responder

Apresento meu modesto BLOG: www.carlosferreirajf.blogspot.com para visitas, críticas e sugestões.

Sua visita é sempre muito importante.

Nele você encontra:

- Notícias do futebol mineiro,

- As conquistas do FLUMINENSE,

- Informações sobre o rádio,

- Curiosidades.

Música de qualidade você tem aqui: www.radiomineira.com.br (Sistema Multimídia de Comunicação).

Ouça!!!

Estou de segunda/sábado, de 08/12 horas, no programa do Márcio Augusto, com o noticiário esportivo e fazendo Unidade Móvel, pela Rádio Energia FM, 96,7 (Juiz de Fora-MG), www.radioenergiajf.com.br.

Atenciosamente,

Carlos Alberto Fernandes Ferreira

- Radialista

- Técnico em Contabilidade

Juiz de Fora-MG

BLOG: www.carlosferreirajf.blogspot.com

Pá de cal...

Acho que já demos repercussão além do que merecia Vossa Excelência...Mas como bem lembra o Roberto Torres,  lá dos outroscampos.blogspot.com/, não basta denunciar a fala do vereador em si, mas o que está por detrás dela...

Apresentamos, aqui na TrOLha, o texto que gostaríamos de escrever sobre o assunto, mas por absoluta falta de capacidade e erudição, nos contentamos em copiá-lo:

QUINTA-FEIRA, 30 DE ABRIL DE 2009

Nós, os “blogueiros desocupados”....

Roberto Torres

Dando uma passeada agora pela rede campista de Blogs, acabo de tomar conhecimento da manifestação do presidente da Camara Municipal diante das críticas que os “vereadores-vendidos” (lembrando o “banqueiro-bandido” do Protógenes) vem sofrendo em alguns Blogs. Segundo Nelson Nahim, tratam-se de “blogueiros desocupados” os que ficam escrevendo contra a “moral de nossos vereadores.” Não quero aqui discutir em que medida os Blogs atacam ou não a moral dos vereadores. O comportamento que a “Casa das Leis”, onde “nós, o povo”, nos faríamos representar, diante de todos os absurdos administrativos e políticos de qualquer governo que compra as suas vozes (seja o do “Macabro”, seja esse ai da família Garotinho...) já basta para provar que eles não agem de acordo com nenhuma moral próxima daquela a que eles juram adesão quando tomam posse. O que eu quero discutir aqui é o conteúdo implícito da fala do presidente da casa.
Qual o sentido de “desocupados” no contexto da gramática política de Nahim e seus “honrados amigos vereadores”, gramática essa que podemos, creio eu, aludir ao que chamamos vagamente de “cultura política local” (que, na verdade, é muito mais que “cultural” e do que “local...”)? Não somos desocupados simplesmente porque temos tempo livre e porque manchamos a moral do trabalho “tao cara” à Nahim e a seus amigos, eleitores e todos os que dão legitimidade a seu discurso e comportamento. Ter tempo livre não é um incomodo para a boa consciência para essa gente que se incomoda com a desocupação dos blogueiros. Eles tem bastante, haja vista a quantidade de faltas nas seções da Casa, e os “debates” sobre o novo Bar da Pelinca quanto estão presentes. O tempo livre em si não é o que contraria essa forma de ver a agir na política que, em Campos, é praticamente feita a céu aberto. Ficar em casa escrevendo na internet não é condenável desde que não se mexa com a vida alheia e com os negócios alheios. É assim que Nahim e seus colegas percebem a vereança: como um negócio particular. A arrogância que sai de sua manifestação expressa mesmo toda a ignorância prática, nada ingenua, sobre o que seja a vida pública: diante de críticas à conduta dos vereadores como homens que desempenham funções públicas, Nahim reage como alguém que se sente violado em sua vida privada. 
Não acho que os maiores problemas de uma sociedade, assim como de uma cidade, devam ser compreendidos a partir das mazelas e esquizofrenias do poder público, embora não se possa ignorar isso. Acho que devemos sempre combinar a “crítica da política” com a crítica analítica das condições sociais que dão o sentido à ação de um indivíduo na política. Devemos saber que Nahim fala a gramática predominante da política em Campos e não apenas a sua ou a do “Clã Garotinho”. Mas devemos também saber “o que fazer” com nossa análise quando ela se refere a algo tao absurdamente presente e repugnante para os que querem enfrentar essa gramática que leva a política para dentro de casa e do convívio doméstico. Como só temos as míseras palavras... ai vai minha opinião sobe o que devemos fazer com elas: Nahim foi ridículo e com isso nos mostra que devemos avançar na crítica detalhada que irrite o quando mais esse poder nefasto. Nenhuma tolerância! Nenhuma flexibilidade. Esse é o nosso papel.

Veloz, furioso e assassino...








Tragédia em Apeldoorn, Holanda...
4 pessoas morreram, e pelo memos outras 13 ficaram feridas, quando um motorista ao volante de seu carro, um Suzuki preto, investiu contra uma multidão que assistia um desfile pelas comemorações do Dia da Rainha naquele país...

Após atropelar essas pessoas, o carro se chocou contra um monumento, de onde foi retirado e preso o seu condutor..

Apeldoorn fica a cerca de 90 km de Amsterdã, e foi escolhido esse ano para as celebrações, onde estava presente a rainha Beatriz, que junto com a multidão, assistiu horrorizada a cena...

As autoridades locais ainda não divulgaram o motivo, ou as circunstâncias que levaram a esse incidente...


Fonte: El País

Desagravo...!

Para nossos nobres vereadores, OCUPADOS em um acalorado e valoroso debate sobre um assunto de fundamental e BAVIERA urgência para os destinos de nosso muncípio, nossa MOÇÃO DE APLAUSO...!

É verdade...MORAL e HONRA é isso aí, o resto é conversa de botequim...!

Nossas veementes escusas se em algum texto possamos ter ofendido tão ilustres personagens da nossa comunidade...

Na data de ontem, tivemos a plena convicção que estávamos errados, e fizemos um mal juízo de Vossas atuações como legisladores e fiscalizadores...  

A TrOlha, desde já, se oferece para custear um jantar, ou se preferirem,  podem ser bebericagens e petiscos, em Vosso desagravo...

O BAR, Vossas BAVIERAS Excelências podem escolher...Nós acataremos sem discussão a Vossa decisão...

Um abraço da TrOlha, e continuem a nos prestigiar com tanto trabalho e dedicação pela nossa cidade...! 

Tin-tin, ou como gostam nossos colonistas: Chess...!

Mural da TRolHA...

A Vera Pletitsch nos envia convite para outra Exposição de sua arte-militante, com viés dos Direitos Humanos...

Leia, compareça e prestigie...

EXPOSIÇÃO

DIREITOS HUMANOS – A EXCEÇÃO E A REGRA

SESC Campos

Integrando o projeto Marco Universal serão apresentados vinte e um painéis de fotojornalistas que se destacam por registrar fatos e denúncias sobre direitos humanos no Brasil e um vídeo com documentários sobre o assunto.

Abertura dia 06 de maio às 19h com exibição do documentário “O pequeno e o grande” e palestra com as Assistentes Sociais Júnia de Souza Elias e Luciana Custódio.

Visitas monitoradas na exposição: de 3ª à 5ª, das 13h às 15h e domingos das 14:30h às 17:30h, ou em outros horários a combinar.

Agendar com Vera (22) 8117-5398  ou  vera_plet@yahoo.com.br

Dia 09 de maio (sábado) das 14h às 17h – ARTES COMPARTILHADAS

Encontro de sensibilização para pais e educadores com vistas a uma melhor compreensão do universo cultural, explorando as possibilidades de extensão das programações sobre Direitos Humanos. Os participantes receberão certificado e material de apoio pedagógico visando a preparação de grupos que participarão do programa.

 Atenção: O horário do Encontro ARTES COMPARTILHADAS é das 14h às 17h

SESC CamposAv Alberto Torres, 397, Centro, Campos dos Goytacazes, RJ. Informações (22) 2725-1210  /  2725-6683

Vera L. Pletitsch 
vera_plet@yahoo.com.br 
veralpz@uenf.br 
(22) 2723-5593 
(22) 8117-5398
(22) 2724-3471 (Pólo Regional Arte na Escola - UENF - CCVM)


Massa de pão...

A nossa seção goitacá da bolgosfera quanto mais apanha, mais cresce, para desespero dos colarinhos brancos, colonistas e jornalistas de coleira...

Veja aí quem mandou botar água no feijão, porque está chegando:

Blog de Morro do Coco, www.morrodococo.blogspot.com/ com notícias do maior distrito do Norte Fluminense, terra de Nilo Peçanha, e Thetônio Ferreira de Aráujo...De responsabilidade do Ciro Mendes, o blog vai, com certeza, cumprir sua missão de aproximar nossas demandas de forma integrada, sem esquecer, no entanto, as particularidades daquela localidade...


Blog Palavras Acesas, da companheira Graciete Santana Nogueira Nunes, líder sindical do SEPE, militante-dirigente do PCB, e amiga de longa data...Lá no blog gracietesantana.blogspot.com você poderá compartilhar um pouco da maior característica que admiramos da guerreira: Sua capacidade de lutar pelo que acredita, a despeito de todas as dificuldades...Concorde-se ou não com suas crenças políticas, uma coisa é inegável: Ela tem coragem...!

Blog Simplificando a Informática, brunobuexm.blogspot.com/ do Bruno Buexm, que se junta ao blog do Márcio Valério, para nos dar dicas, e funcionar como um oásis nesse árido deserto de nossa ignorância cibernética...Mais uma prova que além de politizada, combativa e irreverente, nós temos por aqui uma segmentação de blogs por área de interesse, que no final, fortalece o fenômeno como um todo...


Sejam todos bem-vindos, e saibam: A TrOLha está firme com vocês...!

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Por que não te calas...?

Eu sou de um tempo no qual a gente respeitava parlamentares e autoridades...

Bom, alguns podem dizer que esse formalismo, na verdade, escondia as falcatruas sob o manto da hipocrisia, e que é mais saudável para a Democracia que os "podres" sejam expostos à luz do dia...

Pode ser...

Mas me preocupa a banalização da canalhice dos nossos representantes, sua incapacidade de falar algo relevante, e enfim, sua inaptidão e falta de estatura para ocupar os mandatos que lhes são conferidos...

É lógico que sempre houve personagnes "folclóricos", imprensa de coleira, e o exercício da política sob o signo dos interesses escusos...
Mas de um tempo para cá, em nossa lamacenta planície, a impressão que temos é que não há esperança...Tudo tende a piorar...

Ano passado, dizíamos que aquela legislatura da câmara do telhado de vidro era o que de pior poderia nos representar...
Imaginávamos que nada poderia superar tanta ignomínia...

Estávamos errados...Infelizmente...E a atual legislatura nos faz crer que o que está muito ruim, ainda pode ficar muito pior...

Será que esses edis são o reflexo da nossa comunidade...?
Será que é só isso que somos...?

Sei lá...

Além de serem péssimos parlamentares, ainda fazem bravatas sem o menor conhecimento de causa...

Leia aí a publicação do sempre atento Cléber Tinoco, sobre as últimas patetadas proferidas da cadeira da presidência daquela triste casa atos tristes...Querem ameaçar, e nem isso sabem fazer direito...

Devemos estar bem próximos do fim...Quem sabe será o anúncio de um novo começo...?

QUARTA-FEIRA, 29 DE ABRIL DE 2009

A Câmara Municipal tem legitimidade para defender a honra de vereador?

A doutrina e a jurisprudência acentuam que a personalidade judiciária (capacidade de ser parte autora ou ré) da Câmara restringe-se a defesa de seus direitos institucionais, não sendo admitida a defesa de interesses patrimoniais (como, por exemplo, indenização por danos morais) titularizados por seus membros. Portanto, não é juridicamente possível a defesa de interesses privados de vereadores através da Câmara de Vereadores, cabendo ao edil que se sentir prejudicado agir em nome próprio na defesa judicial de seus interesses, assumindo pessoalmente o risco da sucumbência (obrigação de ressarcir a parte vencedora pelas custas processuais e os honorários advocatícios). Afinal, a Câmara Municipal não pode ser usada para perseguir nem financiar aventuras judiciais. Neste sentido, trago à colação julgado do STJ:

"PROCESSO CIVIL E ADMINISTRATIVO – DEFESA JUDICIAL DE ÓRGÃO SEM PERSONALIDADE JURÍDICA – PERSONALIDADE JUDICIÁRIA DA CÂMARA DE VEREADORES. 1. A regra geral é a de que só os entes personalizados, com capacidade jurídica, têm capacidade de estar em juízo, na defesa dos seus direitos. 2. Criação doutrinária acolhida pela jurisprudência no sentido de admitir que órgãos sem personalidade jurídica possam em juízo defender interesses e direitos próprios, excepcionalmente, para manutenção, preservação, autonomia e independência das atividades do órgão em face de outro Poder. 3. Hipótese em que a Câmara de Vereadores pretende não recolher contribuição previdenciária dos salários pagos aos Vereadores, por entender inconstitucional a cobrança. 4. Impertinência da situação excepcional, porque não configurada a hipótese de defesa de interesses e prerrogativas funcionais. 5. Recurso especial improvido".

(http://www.stj.jus.br/SCON/jurisprudencia/doc.jsp?livre=personalidade+judici%E1ria+e+C%E2mara&&b=ACOR&p=true&t=&l=10&i=9)

A TROlha de bom humor....


O chargista Walter Jr nos envia mais algumas de seus petardos hilários...

Confira aí, e divirta-se...



Outros 100 Dias...

A imprensa internacional dá destaque, como não podera deixar de ser, aos primeiros 100 dias de governo do presidente dos EEUU, Barak Obama...

Ao redor do mundo, não se sabe bem o porquê, o número 100 passou a ser uma marca emblemática para as gestões que se iniciam...Quase um número cabalístico...

É interessante notar que Barak Obama tinha pela frente o desafio de implementar medidas significativas contra uma crise mundial, originada em boa parte pela "farra financista", no qual a economia e o mercado de seu país tem papel de liderança, e ao mesmo tempo, demarcar uma diferença drástica em relação a administração anterior...

Guardadas gigantescas diferenças, não é leviano afirmar que na Casa Branca e na pmcg havia uma "herança maldita" a ser debelada...

Agora comparemos o teor dessas "heranças", e o comportamento dos nossos personagens...

Mesmo que se argumente que se tratam de perfis absolutamente distintos, com carreiras políticas diferentes em universos distantes, não custa lembrar que os nossos patetas da lapa vivem a propagandear suas "capacidades" de estadistas, que lhes dão estofo para sonhos mais altos de poder...
Portanto, quem quer posar de "estadista" deve ser comparado a estadistas...

Enquanto Obama sequer menciona seu antecessor, e ataca de frente a crise gigantesca, e de proporções planetárias, que lhe foi transferida, e aponta firmemente da quebra de paradigmas e princípios da administração passada, demonstrando aos seus eleitores e ao mundo, que os EEUU estão a caminho da MUDANÇA, por aqui nossos patetas da lapa não fazem outra coisa a não ser citar os adversários políticos o(r)di(n)ariamente, escondendo suas verdadeiras responsabilidades em erros alheios, e pior: Repetindo os mesmo equívocos e métodos de gestão que foram eleitos para mudar...

Não há dúvidas que Barak Obama assumiu para si a tarefa de mudar a compreensão que o mundo e os estadunidenses tinhasm dos EEUU...

Abertura de arquivos da CIA, fechamento de Guantánamo, etc, etc...

Ações, fatos e não somente propaganda e lamentação...

Enquanto Obama mantém sua popularidade e aceitação, a despeito de erros e percalços, nossos patetas afundam sua credibilidade em escândalos, prisões, compras sem licitações, e etc...

De acordo com pesquisa da CNN, repercutida no New York Times, Obama detém 68%de aprovação, 70%dos entrevistados têm esperança de melhoras no futuro e 75% desses entrevistados aprovam as qualidades pessoais do presidente... 

A piada é desgastada, porém atual: Os estadunidenses têm 100 dias de governo, e nós estamos SEM governo há cem dias... 

IFF na berlinda...

O post sobre o IFF originou um salutar e apropriado debate, que reproduziremos para vocês aqui...
Leia o comentário do leitor sobre a NOTA OFICIAL da Reitora, e nossa resposta...

Tire você suas conclusões...

"As palavras da reitora..."

2 Comentários - Mostrar postagem originalRecolher comentários

Anônimo Anônimo disse...

Gostaria de corrigir o querido blogueiro no que se refere à tradição democrática do IFF. Ao contrário do aludido argumento de que tal tradição seria reflexo de um movimento de fora para dentro da instituição, ela foi conquistada pelos agentes da instituição nos idos do governo militar, e quem viveu este período pode atestar que não foi fácil.Se alguns dos atores desta empreitada não estão entre os seus preferidos, isto não diminui o mérito e os exemplos que o IFF tem dado a toda sociedade campista. 
Neste moment,o vemos o debate interno ser apropriado pelas correntes tradicinais e populistas de nossa cidade. Não é a primeira vez que tais forças vêm tentando tutelar a comunidade educacional, seja bancando campanhas, plantando notícias, estimulando intrigas.
O aparelhamento dos movimentos estudantis, como o movimento pelo 1º emprego, comandado por um "LÍDER" estudantil nomeado DAS pela prefeita e outros que virão demonstram o interesse em se infriltar e manipular a comunidade. As forças que se intitulam PROGRESSISTAS deveriam refletir sobre as consequências de seus atos.Tentar tumultuar este período de transição se utilizando de argumentos falsos é tentar ganhar o poder no tapetão.
Quem quer votar, e acho que todos queremos, deve, em primeiro lugar, aprender a respeitar o resultado das urnas.
Aos neo-democratas e aos rebeldes a procura de uma causa,um grande abraço e a promessa de que sempre estaremos defendendo o direito de voto de toda a comunidade desta gloriosa instituição.

29 de Abril de 2009 09:12

Excluir
Blogger Xacal disse...

Caro comentarista, meus respeitos ao seu argumento...

No entanto, eles não são excludentes ao que publiquei, e na minha rasa visão, apenas complementares...

Creio que uma Instituição como o IFF sempre refletirá movimentos esógenos, na medida dialética que os absorverá e devolverá a sociedade com os filtros de sua realidade interna...

É verdade que o movimento de redemocratização da então ETFC é conquista forjada dentro dos seus muros, e que, a título de comentário, pude viver e acompanhar bem de perto, para minha felicidade...

Mas, não podemos desconhecer que nos idos de 1985, esse era um sentimento que permeava a todas as instâncias políticas da sociedade...

Não dá para exigir uma certa assepsia política do IFF em relação as disputas locais, nem mesmo quando sabemos que os interesses em jogo não são os mais confessáveis...

De certa forma, os próceres do IFF, quadros qualificados e sempre ungidos com a notoriedade de sua biografias e acertos, reclamam para si, no debate EXTERNO a referência que sua história interna proporciona...

Em outras palavras, não é mais possível dissociar o IFF, e a cidade, nem suas disputas, porque do contrário, pretenderíamos uma ILHA, ou ambiente IDEAL para travar certos embates, que embora justos, soariam sempre ARTIFICIAIS...

Por outro lado, não me parece tradicional aos integrantes do IFF utilizar a velha desqualificação dos interlocutores para invalidar seus argumentos...
É claro que isso não implica em evitar e denunciar possíveis "aparelhismos" que façam dessas disputas meras "correias de transmissão" do cenário político regional...

Mas é hora do IFF abrir-se ao debate, e se expor ao "sereno" das necessidades e demandas da comunidade a qual está inserido, e que tanto se orgulha dele...

Um abraço, e obrigado pela contribuição...

29 de Abril de 2009 10:49

terça-feira, 28 de abril de 2009

Enquete do DataTROLHA

Nosso instituto de palpites quer saber o seu...

Você acha que nossos nobres edis OCUPAM seu tempo em trabalhar a favor da moralidade, e dos interesses coletivos da população que paga seus salários...?

Vote aí do lado, e ajude a TrOLha a descobrir uma OCUPAÇÃO útil para quem anda perdendo seu tempo(e nosso dinheiro)com bate-bocas com a blogosfera...

Cadê...?

Onde anda o vereador Renato Barbosa...?

Será que ele tem medo do zumbi da cara preta...?

Ou será que ele tem medo de levar um choque de alta tensão...?

A moral da história...

É sempre assim...

Quando chafurdam no lamaçal que criaram como habitat natural, a tendência é procurar algum bode expiatório para desviar a atenção...Isso é típico do ser humano...

Desde já, é necessário dizer que a Justiça é o caminho natural para aqueles que se imaginam atacados em sua MORAL...

No entanto, a apresentação de sua pretensão ao Judiciário não elide as responsabilidades perante a população, como: fiscalizar o Executivo, manter o decoro, e legislar em favor dos interesses da população...

A melhor forma de defender a MORAL é  agir com a moralidade que o cargo exige, portanto...


As palavras da reitora...

Durante alguns dias, o assunto IFF tem povoado a blogosfera...Como já me posicionei aqui, em resposta a um comentário de um leitor, posso ter inúmeras críticas ao grupo político que comanda o atual IFF, desde 1985, com intervalos...

Mas não posso deixar de reconhecer que a eleição direta para diretores sempre foi uma tradição sobre a qual não restam quaisquer questionamento, e por isso acredito que não seria agora, com a elevação daquela Instituição a um nível de excelência reconhecida, no país e no exterior, que os seus atuais dirigentes mudariam os rumos das conquistas democráticas alcançadas, sendo que o amadurecimento desse processo, em grande parte, é que pode ser apontado como causa da sua qualidade...

A gestão democrática já se incorporou ao cotidiano de sua comunidade acadêmica, e não há, em minha rasa opinião, nenhum sinal de que seus servidores, alunos e a própria sociedade campista e regional possam acatar outro encaminhamento...

Para corroborar essa assertiva, aí está a nota oficial da reitora sobre o assunto...

NOTA OFICIAL EM RESPOSTA À ENTREVISTA DO PROFESSOR LUIZ AUGUSTO CALDAS PEREIRA 

Diante as declarações em entrevista de página inteira do Diretor de Políticas da SETEC-MEC, professor Luiz Augusto Caldas Pereira, a um jornal da cidade e por considerar como verdadeiramente democrático o debate em que todas as vozes possam ser ouvidas, a Reitoria do IF-Fluminense vem a público esclarecer que, em momento algum, se opôs à realização de eleições nesta instituição e nunca cogitou a possibilidade de colocar qualquer entrave para impedir os processos democráticos que tradicionalmente sempre fizeram parte da história desta casa. Em respeito aos nossos servidores e alunos utilizamos este espaço para deixar claras algumas questões.

A lei 11.892 que criou os Institutos garante as eleições para os futuros diretores gerais de todos os novos campi em implantação assim como legítima o mandato daqueles eleitos que, em Janeiro, foram nomeados Reitores. Estipula o prazo de 180 dias para a elaboração dos estatutos e encaminhamento dos mesmos ao Ministério da Educação, mas, em nenhum momento, marca a data dessas eleições.

As leis que regiam os pleitos nos antigos Cefets não valem mais para os Institutos, por isto, em Ofícios Circulares e também em Portarias Regulamentadoras do próprio MEC estão contidas as recomendações de que não sejam realizados processos eleitorais antes de concluído o Estatuto ou antes que os novos campi tenham condições mínimas para que os processos eleitorais sejam de fato legítimos. Condição pela qual ainda não há data definida para a realização dos processos eleitorais nos campi Campos-Centro e Macaé. Vale ressaltar que esta posição foi tomada depois de consultarmos por parecer o Chefe da Procuradoria Federal do IFF. Dr. Júlio César Manhães de Araújo, além de ouvir também Consultoria Jurídica do MEC e o próprio Secretário da SETEC/MEC, professor Eliezer Pacheco, a quem a Diretoria de Políticas é subordinada.

Mas estamos avançando para garantir este direito aos nossos servidores e alunos. Os campi Macaé e Campos-Centro, assim como os demais, já estão em fase de elaboração estatutária. Na antiga Unidade Sede não é diferente. Ela também foi elevada à categoria de campus e está em processo de implantação de sua nova institucionalidade. Em todo IF Fluminense, o novo PDI está sendo discutido e um novo Conselho Superior deverá ser constituído. É como um qualquer processo eleitoral, não há como realizar eleição sem justiça eleitoral constituída. A alegação de que eu teria dito que os processos eleitorais não aconteceriam antes de três anos não procede. Na verdade o que de discutiu nas reuniões do Colégio de Dirigentes foi o prazo ideal para realização dos pleitos, nunca a possibilidade de que eles não acontecessem, sempre dando aos pares o direito de apresentar sugestões. Nunca houve data estipulada formalmente. Quem conhece a história desta instituição sabe que nunca fez parte do nosso projeto (meu e de minha equipe) impedir a escolha de dirigentes de forma democrática. Por isto, nos causa estranheza que este seja o único argumento de alguns para criticar nossa gestão e tumultuar este processo tão complexo que é a transição. Acusações que vêm a tona menos de dois meses após minha posse como Reitora, uma semana após a nomeação dos pró-reitores e antes mesmo do prazo de elaboração do estatuto estipulado pelo MEC ter terminado. Como acusar alguém de não ter feito algo cujo prazo ainda não terminou?

Neste momento, tudo que desejo é preservar nossa instituição e fazer com que ela continue a desenvolver seu projeto institucional de melhor forma possível. Temos 13.000 alunos e cerca de 1.000 servidores que dependem do bom andamento de todas estas ações e por isso mesmo, não posso abrir mão de, enquanto Reitora, conduzir este momento da melhor forma possível, sem ceder a pressões, quaisquer que sejam elas, o que seria total irresponsabilidade. Os processos eleitorais dos campi Campus-Centro e Macaé acontecerão na hora oportuna, com toda a legalidade e legitimidade, sem que os resultados possam ser questionados depois.

Peço a todos e a todas que reflitam sobre esses fatos. Não há interesse outros nesta minha manifestação a não ser o direito que tenho de sair em defesa de um projeto de instituição em que acredito e com a o qual tenho o maior compromisso. Também repúdio os que querem criar obstáculos e macular a trajetória da instituição, hoje, legitimamente sob minha condução. Quem conhece minha trajetória de 33 anos nesta Instituição deve ter certeza disso. Só me resta lamentar que possíveis divergências internas venham a ser tomadas públicas por interesses que mais me parecem de caráter pessoal.

Reafirmo aqui meu compromisso e de toda minha equipe com a gestão democrática. Vamos realizar eleições sim, logo que os trâmites necessários sejam concluídos. Assim foi na época da transformação de ETFC em CEFET, quando, numa transição bem menos complexa, o Diretor Geral teve o seu mandato estendido em até dois anos, mas convocou as eleições em um ano do prazo terminar. É exatamente por respeitar a democracia e por compreender sua importância que defendo que processos sejam feitos com a menor margem de risco possível e que verdadeiramente contribuam pra que nossa instituição continue sendo referência em educação e cidadania. Por isto, sigamos em frente com muita determinação e firmeza para garantir que mais esta etapa de nossa história centenária seja cumprido com ética e responsabilidade.


Cibele Daher Botelho Monteiro
Reitora
 

Pensando bem...

Com a edição eletrônica de hoje e com a sempre misteriosa questão sobre a propriedade do o(r)di(n)ário, podemos adaptar aquele velho ditado:

"jornal de bêbado, não tem dono" 

Cortina de fumaça...

Na verdade, esse clima de oba-oba, patrocinado por edis da situação, e o ex-chefe da tropa de choque do telhado de vidro, e do governo do macabro, marcos bacellar atende aos interesses de todos os vereadores, por um simples e real motivo: se aprofundadas as investigações da CPizza naquela casa legislativa, provavelmente todos sairão com sua imagens arranhadas, uma vez que o "esquema" das emendas, e outros expedientes não muito "ortodoxos" foram, provavelmente, utilizados em proveito próprio...

Estrategicamente distante, o presidente da casa, nelson, o cahim, assiste a tudo, enquanto manipula o presidente da cpi para que dê marcha-à-ré nas investigações e depoimentos...

Sobre CPIs, alguém já disse: "sabemos como começa, mas nunca sabemos como termina..."

De posse desse princípio, os vereadores da oposição, personificados no capitão caverna bacellar, junto com os da situação(que antes eram, também situação), fazem um jogo de cena, onde as apurações permanecem estagnadas...

Desta feita, a casa de telhado de vidro afunda mais e mais no descrédito e na desligitimidade...

Em tempo: onde anda o vereador Renato Barbosa...? Será que anda acuado por que a CPI Zumbi atinge um integrante do grupo político que lhe apoiou, dentro do ex-pt, nas últimas eleições...?
E sobre a Campos Luz, por que o vereador mantém um silêncio cômodo...?
O que teme nosso vereador...?

Desse jeito vai ser difícil que o grupo dos treze dê aval para seus sonhos eleitorais no próximo pleito... 

Que saudade de Antonio Carlos Rangel....

Nem sempre o final é feliz...

Nosso colaborador/leitor e companheiro Gustavo, Don Cabezza, Lopes nos envia oportuno artigo do Delfim Neto, aquele que a Dilma teria planejado seqüestrar, de acordo com as viúvas da redentora e do ffhhcc...

A notícia e a versão

24/04/2009 14:11:33

Delfim Netto

Um dos fatos mais surpreendentes das análises financeiras que invadem nossa televisão às 7 horas da manhã, mostrando o que aconteceu nas bolsas de valores no Oriente, é a convicção com que fornecem explicações aparentemente razoáveis a partir de suposto conhecimento científico. Nada contra a quantidade e a qualidade de informações objetivas sobre o comportamento dos mercados. Destas sempre um pouco mais é melhor. Quando, entretanto, a informação objetiva é fornecida escondendo um contrabando opinativo, seria preciso deixar isso claro ao receptor e chamar a sua atenção para o fato de “que ela deve ser usada com moderação”. 


É necessário dizer que isso nada tem a ver com a competência ou a habilidade do analista. É resultado da própria natureza do sistema econômico e da sua complexidade. Há algum tempo, o avanço dos estudos da dinâmica de sistema no campo das ciências naturais (meteorologia, biologia e física newtoniana) vem mostrando que mesmo os que aparentam simplicidade podem desenvolver comportamentos surpreendentes e inesperados. Sabemos hoje que modelos econômicos dinâmicos ingênuos podem também exibir comportamentos tão ou mais surpreendentes e inesperados quanto os das ciências naturais. 

As análises midiáticas são frequentemente condicionadas pela ideologia hegemônica politicamente correta, construída desde meados dos anos 80 do século passado, em resposta às inadequadas políticas econômicas então executadas. Estas, juntamente com a perversa estrutura do poder político internacional construído durante a Guerra Fria, haviam levado a economia mundial à estagnação e à inflação. 

No fundo, a mansa ideologia hegemônica que exsuda das análises correntes é que os mercados quando deixados a si mesmos (sem a intervenção do governo) têm a extraordinária virtude de conduzir ao equilíbrio a oferta e a procura, o que maximiza os benefícios de todos os participantes. O problema é que o reconhecimento do papel fundamental do bom funcionamento dos mercados para a eficácia produtiva e de sua compatibilização com a liberdade individual não leva, necessariamente, à aceitação desse conto de fadas. Aliás, nem a mão invisível de Adam Smith acreditava nele. 

No momento em que mostraram a sua cara as extravagâncias da desregulação, que até setembro de 2008 era o que exigia o estado-da-arte da “ciência” dos tais analistas, ela colapsou. Todos agora defendem, “cientificamente”, mais regulação, mais Estado, mais controle. Os mais ousados filosofam mesmo sobre “a necessidade de uma profunda modificação da arquitetura do sistema capitalista”. A confusão é geral porque a tragédia que estamos enfrentando deriva da desregulação do sistema financeiro, estimulada pelo próprio Estado. Quando Henry Paulson tomou posse como secretário do Tesouro dos Estados Unidos, em 2006, a crise atual já era intuída, mas ele afirmou que vinha para completar a desmontagem do excesso de regulação do sistema financeiro dos anos 80, que continuava prejudicando o desenvolvimento econômico. 

A eficácia dos mercados de bens e serviços depende da qualidade do mercado financeiro em dois sentidos: 1. Porque o processo de desenvolvimento econômico é pouco mais do que a soma de inovação com crédito. Ele acontece quando uma nova ideia se transforma num novo produto, graças aos riscos tomados por algum banqueiro para financiá-lo. 2. Porque é a fluidez do crédito que garante a reprodução do circuito econômico. Como o funcionamento de todo o sistema depende das expectativas dos agentes (dos consumidores, dos produtores e dos banqueiros) e o crédito depende da confiança construída entre eles, deve ser claro que o circuito econômico só voltará à regularidade quando se restabelecer a confiança (no fundo, a volta do crédito interbancário). É isso que tentam os bancos centrais do mundo, inclusive o nosso, ainda que tardiamente e sem convicção sobre a sua musculatura. 

É preciso deixar claro que, mesmo quanto à construção teórica do equilíbrio dos mercados de bens e serviços que produziriam a “felicidade geral”, há sérias dúvidas. Em certas condições, podem existir preços que os equilibram simultaneamente, mas encontrar os mecanismos que nos levam a eles é outra coisa. É muito perigoso aceitar o conto de fadas que, deixados a si mesmos, os mercados produzem o máximo de bem-estar. A grande verdade prática, por outro lado, é que os últimos 250 anos provam que os mercados (com seus problemas) podem produzir o desenvolvimento econômico com relativa eficácia e dentro de um regime de plena liberdade individual. 


-- 

Ablué, ablué, ablué...

Os jornalistas de coleira do o(r)di(n)ário surtaram de vez...

Quem for hoje em sua página eletrônica poderá conferir o que digo...

A chamada, para a matéria do resgate de um portador de necessidade especial, é ilustrada com a foto de maços de dinheiro...Será fixação com cinqüentinha...?

Outra matéria diz: "Carro cai em buraco", e a foto é do beto barbosa de São Francisco de Itabapoana...Tudo bem que o mandato do beto barbosa dá sinais de que irá para vala, mas não precisava tripudiar...tsk, tsk, tsk...

Como dissemos quem tem patetas como esses não precisa de inimigos...!

Pelamordedeus...se eu fosse jornalista, e tivesse algum amor ao meu diploma da fafic, iria vender bala no sinal...é mais digno...!


zérruela pergunta:

Nesse dia primeiro de maio próximo, o governo dos mil patetas ocupará a mídia para tentar reverter um quadro catastrófico que se instalou nos seus primeiros cem dias SEM governo...

Crise na bancada do governo, denúncias de corrupção feitas pelo líder dessa bancada, declarações do presidente da CPIzza da Campos Luz, que apontam para uma possível procastinação determinada pelo presidente da casa, e primeiro-cunhado-irmão do casal de patetas, Operação Cinqüentinha da PF, dentre outros percalços, envelheceram em tempo récorde, um governo que desejava ter a imagem de vigor e mudança...

Assim, todas as "fichas" serão lançadas no 1º de maio...O carnaval e o cartão-coleira-cidadão...!

Mesmo que esses eventos cumpram seus objetivos, e se transformem em motivo de "orgulho" do governo dos mil patetas, que enfim possa apresentar algo de real(R$1...?), além do discurso puído da herança maldita, restam pesadas dúvidas sobre as formas sobre as quais  essas ações governamentais foram erigidas...

Só um pedido aos patetas e seus asseclas...
Podem xingar o xacal à vontade, e talvez ele seja tudo isso que você falem, e um pouco mais...
Mas lembrem-se, a necessidade de resposta não está vinculada a qualidade de quem pergunta, e sim como um direito inalienável, garantido pela nossa Constituição, de saber como, quando, por que e onde se gasta o dinheiro de nossos impostos...

Façam de conta que quem pergunta aqui é um zérruela qualquer, contra o qual vocês não tenham tanta prevenção...Faz de conta que somos partidários da lapa, e como o vereador magal boca mole estejamos a questionar os "possíveis" desvios de conduta dentro desse (des)governo...

1-Houve licitação para a contratação da montagem de infra-estrutura dos desfiles, ou tudo isso está sob o guarda-chuva das doações(1milhão, aproximadamente)feitas pelo Erário às aassociações das agremiações...Caso tenha havido tais certames, onde estão publicados...?
2-Qual é a modalidade sob a qual se concretiza o repasse de verba para essas agremiações...convênio, contrato...?
3-Como é a prestação de contas do gasto desse dinheiro pelas agremiações...?
4-Qual o argumento para fazer com que a DELTA "torre" 200 mil caraminguás nos desfiles...?
5-Esse dinheiro foi direto para as agremiações, ou foi "gasto" na infra-estrtura...?
6-A DELTA contrata com esse governo...?
7-Haverá compra de bebidas alcóolicas para serem servidos nos camarotes oficiais e dos jurados com o dinheiro do contribuinte...?
8-Quanto afinal custará todo o Carnaval, aí incluída a verba junto com o gasto de infra-estrtura...?

Agora, passemos ao cartão-coleira-cidadão...

1-As linhas foram licitadas...? Como está a situação jurídica dessas concessões...?
2-Houve custo para a municipalidade para a implantação do cartão...?
3-Quanto foi...?
4-Esses valores foram submetidos a licitação, de qual natureza...?
5-Qual a periodicidade das reuniões do Conselho Municipal de Trânsito...?
6-Essas reuniões são abertas à comunidade...?
7-Há representação dos usuários nesse conselho...? Quais as entidades...?
8-Houve uma conferência municipal de trânsito, para, democraticamente, instituir esse conselho, como aliás acontece na maioria deles...?
9-Enfim, se houve alocação de recursos públicos para subvenciionamento da atividade econômica(transporte coletivo), qual foi a contrapartida exigida pelo poder concedente(pmcg)...mais ônibus e renovação da frota, pontualidade...? lembrem-se que essas deveriam ser obrigações já cumpridas pelos empresários para explorarem essas concessões...!
10-Se era para "torrar" dinheiro, para lucro de empresário, por que não municipalizar a atividade, com controle estatal...? 


Pronto, meus caros patetas...
Não é preciso responder essas perguntas ao xacal...De certa forma, já sabemos, e sabíamos a resposta há muito tempo...
Respondam aos contribuintes/cidadãos...

Quem reivindica ser legitimado como governo, deve agir como tal...

Mais humor na área...

E assim, nossa secção goitacá da blogosfera vai de consolidando...Embora o termo blogosfera seja discutível, como uma instância estável e uniforme, e mais ainda, quando falamos de uma parte dela destinada a uma região específica, ou seja, a planície pantaonosa, não dá para ignorar que em cada localidade, onde o debate é intenso, os temas relacionados ao nosso cotidiano dão contornos regionais a esse fenômeno...

Por outro lado, os eixos tranversais são sempre universais, como moral, ética, República, Democracia, Política e Partidos, Gestão Pública, Liberdade de Expressão, etc, etc...

Nesse contexto, nosso humor faz graça como todos os outros, mas é nosso por que se utiliza de personagens que não existem em nenhum outro lugar...

Para reforçar o time dos blogs que utlizam o riso como ferramenta de contestação, chegou o blog do Walter Silva Jr(waltercharges.blogspot.com)...

Vá lá e confira, e lembre-se: o ser humano é o único que ri da própria desgraça, e tem consciência disso...

segunda-feira, 27 de abril de 2009

TrOLHa Mural...

A grande novidade desse próximo dia 28/04 é a presença de Gabriel, o Pensador em atividade diferente do que costume...

Outro recado, é a palestra sobre Malária...

Leia aí os avisos do pessoal da Ímpar Assessoria... 

Gabriel, O Pensador, fala de cidadania e juventude, em Campos

Evento acontece no IF Fluminense

 

            O cantor, compositor e escritor Gabriel, O Pensador, estará em Campos nesta terça-feira, dia 28, para um bate-papo sobre cidadania e juventude com estudantes universitários de Campos. O encontro está marcado para às 19h, no auditório Cristina Bastos, do IF Fluminense. Antes, às 18h30, Gabriel se reúne com a imprensa para uma coletiva, no mesmo local.

            O evento é uma realização da Federação dos Estudantes Universitários de Campos cuja primeira posse da diretoria será na mesma ocasião. A FEUC foi criada em março e o estudante de Direito, João Paulo Soares Paes, foi eleito para dois anos de mandato, em uma votação que reuniu representantes dos 13 diretórios acadêmicos da cidade.

            A noite também vai homenagear cinco líderes estudantis que marcaram época e realizaram importantes trabalhos em prol da juventude. O evento tem apoio do IF Fluminense e da Prefeitura de Campos, através da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima e da Fundação Municipal da Infância e Juventude.

 

 

Mais Informações

 

Ímpar Comunicação

Ferdinanda Maia – 9832 5731

Kamilla Coutinho – 9909 0899


-- 
ÍMPAR Comunicação

Palestra sobre MALÁRIA no IF Fluminense

 

      Nesta terça-feira, dia 28 de abril, às 14h e 30 acontece no auditório Miguel Ramalho, no IF Fluminense, uma palestra com o Dr. Cláudio Arantes para esclarecer todos os questionamentos sobre a MALÁRIA. O médico é o responsável pelo tratamento do angolano Manuel Samuel que chegou a Campos para freqüentar o curso de formação de professores do programa Angola Brasil.  Dr. Cláudio aceitou o convite para trabalhar no Projeto Angola-Brasil prestando assessoria na área de saúde para as equipes do IFF que viajarem a Angola e às delegações angolanas que vierem ao Brasil. 
    

    Desde maio do ano passado, 90 angolanos estiveram na cidade para participar da capacitação e 30 profissionais do IFF foram até a África. O IFF foi escolhido pelo governo angolano, que custeia o projeto, para implantar cinco centros de formação em seu país.

 

 

Mais Informações

Ímpar Comunicação

Ferdinanda Maia – 9832 5731

Kamilla Coutinho – 9909 0899


Casa Grande, Senzala, e dependências de "empregada"...

Hoje é comemorado o dia da trabalhadora doméstica, e por serem em sua maioria do gênero feminino, é quase imperativo que a inflexão dos vocábulos cedam a elas...

A trabalhadora doméstica, ou empregada doméstica(na fala popular e politicamente incorreta), na forma como temos aqui em nosso país, é uma herança dos tempos escravocratas, tão bem definidos nos postulados de Gilbrto Freyre...

Assim como a mucama, as cozinheiras, e outras escravas da "casa" eram incorporadas ao cotidiano da Casa Grande, gozando da intimidade dos senhores, e por muitas vezes, funcionando como parte do "acerto" miscigenante que uniu raças, mas deixou intactas as relações de poder e de exclusão, as trabalhadoras domésticas também foram, por muito tempo, tratadas como "da família", embora essa condição quase sempre implicasse em ser "quase-propriedade", ou um "quase-utensílio", do qual se usufruía a utilidade, conferia proximidade(por motivos óbvios), mas se negava qualquer reconhecimento ou direito...
Como as escravas, as trabalhadoras domésticas foram, e boa parte até hoje são, responsáveis pela iniciação sexual dos filhos do patrão, quer por escolha(em alguns casos, é verdade), quer por coação, mas sempre dentro de um contexto onde a posição social é bem nítida...  
Em outras situações, o assédio é do próprio empregador, e a vergonha, ou medo, ou quem sabe tudo isso junto, faz com que a maioria silencie sobre tais fatos...
Há, é claro, os casos onde a opção em "servir" aos patrões é uma tentativa de ascender socialmente...Mas ainda assim, não se desfazem os laços opressores que roubam os sonhos e a dignidade de quem se dá para fugir da miséria...!

Não é demais lembrar que boa parte das trabalhadoras domésticas ainda é submetida aos caprichos das famílias, e desconhecem limite para carga horária...No campo dos direitos trabalhistas sua submissão e exploração ainda é aviltante...

Lógico, que nem toda a relação trabalhista é ruim, e há casos de ótimo relacionamento, sem supressão dos direitos...

Mas infelizmente, esses casos ainda são minoria...


No entanto,a todos às trabalhadoras e trabalhadores domésticos do Brasil, congratulações pelo seu dia...

Segue a Democracia na América Latina...


A reeleição do Presidente do Equador, Rafael Correa, logo no primeiro turno, com 51% dos votos não deixa dúvida de que a América Latina vive um momento propício para a reafirmação das conquistas das suas populações marginalizadas, sempre dentro do espectro democrático...

É claro, que durante a sedimentação desse processo, muitos acidentes de percurso ocorrerão, uma vez que as elites conservadoras quase sempre não estão dispostas a aceitar as regras do jogo que eles mesmos impuseram...

Mas na ausência da bipolaridade presente nos tempos da guerra fria, e com os EEUU enredados em seus próprios problemas sócio-econômicos, e geopolíticos, que sempre assumem proporções gigantescas e globais, há uma oportunidade sui generis para que esses líderes conduzam seus países para um lugar de destaque nesse novo tabuleiro mundial, sem descuidarem dos interesses da maioria das suas populações, sempre marginalizadas e alheias a qualquer benefício das fases capitalistas durante séculos e séculos...

A crise econômica, que atingiu em cheio os centros do mercado financeiro, e as economias dos países que estavam mais próximas a ele, abre condições de repactuar a divisão internacional do trabalho em termos mais justos...

Alerta na Europa...

Oito casos suspeitos de gripe suína foram anunciados, hoje, na Espanha...O jornal El País, em sua página eletrônica publicou que a Ministra de Saúde da Espanha, Trinidad Jiménez...

De acordo com as autoridades sanitárias espanholas, Anadalucía, Catalunia e Aragón detectaram cinco casos suspeitos, somados a outros três, em Valencia, Alamansa e Bilbao, em um total de oito comunicações, todos relacionados a pessoas que viajaram recentemente ao México...

Apesar de nenhum dos enfermos apresentar um quadro grave, todas as pessoas que viajaram no mesmo vôo estão sendo notificadas, e deverão ser acompanhadas pelas autoridades sanitárias...

Em 48 horas, os exames das amostras sangüíneas determinarão, ou não, se houve infecção pelo vírus H1N1...

Entre os 08 possíveis infectados há 04 homens e 04 mulheres,entre os 21 e 30 anos, e que foram espontaneamente aos centros de saúde, assim que começaram os primeiros sintomas, que são parecidos com uma gripe comum: diarréia, náuseas e incômodo nas vias áereas...

Muito embora as autoridades sanitárias contenham, acertadamente, o pânico, sabe-se que o risco de uma pandemia é factível...

E aí, como fica...?

Bom, uma coisa é a TrOlhA tecer críticas ao governo dos mil patetas...Outra coisa, é o líder do governo dos mil patetas na casa de telhado de vidro(câmara municipal), magal boca mole dizer: "como combateremos a corrupção,se existem secretários mantendo corruptos em suas secretarias...?"

Nós vamos um pouco além, caro edil...

No caso da Campos Luz, parece que é o próprio secretário, nesse caso presidente, por se tratar de uma empresa pública municipal, que mantém intactos certos laços com prestadores de serviços que são investigados pelas práticas lesivas ao erário, denunciadas por esse próprio governo, e por seu torquemada da lapa...
São ligações clandestinas, do tipo "gato", que bem podem  "eletrocutar" os planos eleitorais do napoleão da lapa, uma vez que o mandato da prefeita-marionete já dá demonstrações de estar "em curto-cirucuito"...

Outro fato grave é a fala do presidente da CPIzza da Campos Luz, papinha papudo, que disse em alto em bom som: "o presidente(nelson, o cahim)mandou eu desacelerar os depoimentos"...

Mas como...? Desacelerar mais, só se andar de marcha-à-ré...

Será que éesse pessoal que reclama ter sua HONRA ofendida...? Mas que HONRA...? 
Ahhh, sim..Pelo menos eles honram seus acordos escusos, e não deixam tudo vir à tona...!
Deve ser dessa honra que tratam, afinal...

Pensando bem, com aliados e colaboradores como esses, a prefeita-marionete e seu napoleão da lapa nem precisam de inimigos...!

domingo, 26 de abril de 2009

Primeiro round...

Como ficou definido pelo regulamento que o match das finais seria disputado em 180 minutos, parece claro que o melhor ficou para a segunda etapa...

O score do match de hoje, 2 a 2, parece nos indicar que a disputa foi melhor que a do último domingo, quando o Clube de Regatas Flamengo venceu por um tento a zero o Botafogo Futebol e Regatas, também no Estádio Mário Filho...

Em minha rasa opinião, e como torcedor do rubronegro da Gávea, creio que seria correto dizer que o embate desse domingo foi apenas um pouco melhor, o que não é muito, em virtude do péssimo espetáculo apresentado pelos teams na ocasião anterior, na decisão do segundo turno, a chamada Taça Rio...

Algumas modificações táticas fizeram a diferença, e o desenho dos players em campo parecia atender a essas modificações sutis, mas fundamentais...

A falta de Aílton, que joga como terceiro zagueiro, ou para os italianos, il libero, deixou a linha de backs flamenguistas mais vulnerável...

Outro detalhe é que a linha de atack do alvinegro de General Severiano marcou os defensores do Flamengo em seu campo, ou "sobre pressão", o que interrompeu a ligação com a linha média, também muito bem marcada...
Como dizem os boleiros, Nei Franco adiantou seu time...
Os eficientes Ibson e Kléberson foram anulados, o que forçou os players do Flamengo a lançarem bolas em ligação direta defesa-ataque, sem a intervenção dos centers half, o que todos sabem, faz com que a qualidade dos passes diminua, e muito...

Também é de se notar que os dois alas do Flamengo, Léo Moura e Ruan estavam em tardes infelizes, e um deles, Ruan, deu um "chilique" que revelou todo seu descontrole, quem sabe com o mau futebol apresentado por ele e por seus companheiros...

Depois de recompor-se dos primeiros momentos do first half, onde o Flamengo deu sinais(falsos, é verdade)de que iria comandar as ações de ataque, tendo inaugurado o score, com uma cobrança de penalty de falta cometida dentro da área,  Botafogo demonstrou a força de seu ataque e meio campo, associado a uma sólida defesa composta por um Leandro Guerreiro em atuação impecável...
Em suma, o Botafogo foi uma equipe, enquanto o Flamengo foi um amontoado de jogadores dispersos em campo...

Maicosuel, mostrou serviço e de seus pés sairam várias jogadas perigosas, inclusive a falta que originou o goal da virada, marcado pelo back Juninho, em um kick vigoroso, que furou a barreira flamenguista...O forward do Botafogo desta vez menos foi assediado pela marcação de William, que tinha que conduzir a bola, na impossibilidade de tocar aos seus companheiros de meio-campo, que estavam bem marcados...

No final, Flamengo contou duplamente com a sorte, uma vez que os dois melhores jogadores do ataque Botafoguense sucumbiram a contusões, e foram retirados do campo de batalha...

Daí, o esquadrão da Gávea partiu para tentar o goal de empate, mas sem qualquer organização, ou talento, e sim na pura vontade, garra e força...
O resumo desse estado de espírito foi a jogada de William, que literalmente rompeu a defesa alvinegra e chutou em cima do pobre Emerson, que mais uma vez atentou contra o próprio patrimônio...Não houve chance para o bom goal keeper do alvinegro, Renan...

Emoções reservadas para o próximo encontro...

Nós flamenguistas não abrimos mão: Emérson tem que estar em campo...!


PS: Onde está o atack do Flamengo...Será que virão para o próximo match...?

Desacelerar...Como assim...?

Hoje, houve aqui no blog um post logo aí embaixo, que questiona o descompasso entre as duas CPIs que apuram supostas irregularidades no governo do macabro, e que podem ter se estendido ao atual governo...

Vejam só que nossa desconfiança não é de todo leviana...Do blog do causídico Maxsuel Barros Monteiro(maxsuelmonteiro.blogspot.com), consultor jurídico da casa de telhado de vidro, retiramos esse trecho que, de certa forma, ratifica nossas suspeitas...

Leia aí, e conclua por si...

Esta frase foi dita na reunião do PMDB ocorrida na tarde de ontem, pelo Presidente da CPI da Campos Luz Vereador Papinha. Ao se pronunciar o Vereador Magal disse que a CPI da Zunbi dos Palmares estava atuando com rapidez e celeridade, mas a da Campos Luz estava patinando. Ato contínuo o Presidente Estadual do PMDM, Sr. Anthony Garotinho não deixou por menos e perguntou: "Vereador Magal o Sr. está querendo dizer que o Vereador Papinha está na gaveta?" O Vereador Magal desconversouelogiou o Vereador Papinha, mas reafirmou que a CPI da Campos Luzestava emperrada. Dada a palavra ao Vereador Papinha, presidente daCPI, este se defendeu com uma informação surpreendente: "recebi uma ordem do Presidente da Câmara para ir de vagar com a CPI". Será? De qualquer sorte, devo salientar que o Presidente da Câmara não tem poder de hierarquia sobre a CPI, nem sobre qualquer Vereador que tem seus poderes protegidos pela Constituição Federal e pela Lei Orgânica do Município, o que não justifica o acatamento de tal ordem, se é que foi realemnte dada. Há pouco tempo ouvimos pelas ondas sonoras da rádio "diário FM", um embate com uma série de acusações entre o Vereador Magal e Dr. Nelson Nahim, tendo o episódio sido superado após intensas discussões no plenário da Câmara. As próximas sessões da Câmara Municipal devem esquentar, devendo o Veredor Bacellar contribuir para a ebulição. Vamos aguardar.

Por que será...?

De uns dias para cá, o jornal o(r)di(n)ário se dedica com afinco a acompanhar a CPI da Fundação Zumbi...

Tudo bem, se não fosse por um detalhe...Naquela casa de telhado de vidro está em andamento outra CPI, tão ou mais grave, a CPI da Campos Luz...Sobre essa última comissão, o o(r)di(n)ário, órgão para-oficial do governo dos mil patetas nada, ou quase nada fala...

Desde o início, ao que parece, a CPI da Campos Luz estava fadada ao fracasso, fato que inclusive foi tema de um post aqui da TrOLha...A disputa pelo seu controle evidenciava a quantidade de interesses em jogo, o que dificilmente, permitiria a CPI uma conclusão dentro dos seus objetivos: apurar não só os desvios de recursos praticados por Sivaldo, mas principalmente, determinar o destino do dinheiro...

Como no caminhar das investigações vão aparecendo nomes de vereadores, inclusive alguns que ocupam a base governista, e como, pelo jeito os esquemas continuam(leia: governo das trevas), tudo parece que vai ficar por isso mesmo, pelo menos entre os vereadores...

Enquanto isso, a Polícia Civil vai atropelando a cpi, e continua a juntar documentos e depoimentos para ampliar o número de indiciados na segunda fase da Operação ALTA TENSÃO, que teve início logo após o indiciamento das sete pessoas envolvidas, como já publicado por aqui...!