sexta-feira, 10 de abril de 2009

"Cada macaco no seu galho"...

A direita ultra conservadora dos EEUU, que de certa forma, orienta e pauta a agenda dos seus congêneres ao redor do globo, começa a por a cabeça do lado de fora, depois da mais acachapante derrota nos últimos tempos, quando tiveram que sair da Casa Branca, "pela porta dos fundos"....

Política externa desastrosa, política econômica catastrófica(para eles, e para o mundo), política interna vergonhosa(com a supressão de liberdades civis, escândalos, etc.)...

Mas, como a política é um jogo dinâmico, e é próprio(e desejável)em regimes democráticos que a oposição se reconstrua, e passe a fazer a sua parte de fiscalizar e estabelecer um contraponto, através do debate, a direita estadunidense procura o tom adequado do discurso, para abrir um flanco, sem no entanto, se chocar com a opinião pública...

A revista The Economist traz uma artigo interessante, entitulado Two cheers and a jeer(algo como: dois aplausos e um escárnio) embora em ditados, a tradução das expressões idiomáticas e ditados sempre seja complicada, é possível entender o sentido quando lemos o texto...

Os críticos da política externa de Obama reclamam que é ótimo ter um presidente amado pelos estrangeiros, mas às vezes é preciso ter um presidente que seja temido...

Lógico que os falcões querem retomar a agenda de combate ao "eixo do mal", ainda que o nome da pauta tenha muudado...

Dizem os republicanos que o presidente tem uma visão romântica do mundo, que fala com os ditadores(nesse caso, a referência é clara ao Irã, e a Coréia do Norte) como se fosse possível trazê-los de volta a um bom comportamento...
Clamam que o presidente se aproxime com um sorriso, mas sempre com um porrete escondido, em uma alusão ao Big Stick...

O problema é que os republicanos, e a direita em geral, tratam da questão a partir de premissas falsas, uma vez que foram eles mesmos que criaram tais "zonas de conflito", que arrastaram boa parte do mundo para uma espiral de violência, tudo isso, para justificar sua "guerra ao terror"...
Como sabemos, essa "guerra ao terror" servia tanto para demarcar novos limites territoriais dos interesses geopolíticos estadunidenses(Iraque, Afeganistão, etc), como para manter a sua sociedade sob permanente estado de "sítio", que permitiu toda sorte de manipulação...

O que desejam os republicanos falcões é que os democratas repitam o fiasco de Jimmy Carter, com o resgate da embaixada iraniana...
Pressionado pela opinião pública, fortemente influenciada por esses valores "big stick", o democrata e pacifista Carter tentou um desastrado resgate de reféns estadunidenses na embaixada estadunidense na capital iraniana, Teerã, com vários mortos, inclusive reféns e soldados...

Assim, a direita estadunidense empurrou Carter para o erro, uma vez que ele assumiu para si uma forma de agir que não é própria dos democratas, e é claro: fracassaram feio, e perderam as eleições...

Democratas devem aprender que não adianta incorporarem valores republicanos, para parecerem mais confiáveis...
Foi assim que o democrata Kennedy empurrou os EEUU para suas maiores vergonhas militares até hoje: O Vietnã e a Invasão da baía dos Porcos, em Cuba...





 

12 comentários:

sérgio provisano disse...

Existe uma máxima que fala o seguinte: "Não há nada mais parecido com um democrata do que um republicano".

Se avaliarmos bem, as diferenças entre um e outro, são sutis, no fundo, todos se acham os donos do mundo. Os americanos agem em relação ao resto do mundo, com sua habitual arrogância e prepotência, sendo governados ora por republicanos, ora por democratas, no final da contas, tratam os outros países que não têm capacidade de enfrentá-los no campo bélico, com desdém e arrogância, como se quintais deles fossem. Os exemplos são muitos e fartamente registrados.

Obama é claro, tem propostas de se relacionar melhor no campo diplomático, buscando o diálogo franco e aberto, sem que nos iludamos de que isso seja uma demonstração de fraqueza, ao contrário, se os interesses americanos forem realmente ameaçados, ele mostrará suas guarras e dentes afiados na mesma hora.

É lógico que ele está em lua-de-mel com a opinião pública mundial, recém-eleito, o mundo no meio de uma crise (causada basicamente pelos próprios dirigentes americanos), enfim, Obama, com seu discurso sedutor, com todo o seu carisma, vai com certeza lançar mão desses recursos de sedução para angariar simpatias para o povo americano, estigmatizado mundo afora e como.

Ninguém em sã consciência acredita que os Estados Unidos tenham em sua essência, mudado sua política externa, seu modo de enxegar o resto do mundo. Para mim, só mudou a mosca, a merda continua a mesma.

Obama é extremamente pragmático, é, na minha limitada visão, um lobo em pele de cordeiro.

Raskolnikov disse...

Oi Xacal, um comentário e uma sugestão: o último governo republicano, em termos ideológicos o núcleo duro do fundamentalismo de direita, era reacionário ao conhecimento científico existente (a negação terminal do aquecimento global e a idiotia criacionista sendo as manifestações mais pornográficas)! Como sugestão o filme do Oliver Stone "W". A entrevista consedida pelo diretor ao jornal O Globo, na semana pasada, contém um inbteressante análise dos desafios do Obama.
Saudações evolucionistas

Anônimo disse...

COMPANHEIRO PROVISANO, LENDO SUA ANALISE, DEDUSO QUE SEJA IGUAL AO PT E PSDB AQUI NO BRASIL.
BUSCA-SE DIFERENÇAS, ENCONTRA-SE SEMELHANÇAS.

Sérgio Provisano disse...

Mais semelhanças do que diferenças, concordo com sua análise.

Anônimo disse...

Sarapiaram uma parte dos salários dos tercerizados sem nenhuma explicação. investigue porque todos os tercerizados que receberam ontem , todos eles tiveram seus salarios sarapiados, em pelo menos 15%?
porque veio faltando salário em todos os tercerizados sem nenhuma explicação??/ estamos aguardando

TERCEIRA VIA disse...

Lá como cá, trata-se apenas de vencedores e derrotados!
Aos derrotados; desajustados e inchados pela derrota e soberba, resta o choro e apelam as criticas vazias.
Desperdiçaram a oportunidade dos louros por seus feitos numa gestão antes de qualquer coisa arrogante e, tentam induzir os vencedores a repetição de sua falha, na única intenção de confirmar como verdade suas atitudes perante o mundo, que todos sabemos, não foi correta.
Mas lá nos EUA, desta vez, quem venceu , não venceu por acaso, foi estratégia adequada e, perfeita execução!
Por aqui, respeitando a proporção e importancia do pleito, derrotados e vencedores não tem futuro garantido, pois é base de suas
ações; inaptidão social, inconsistencia política, indefinição ideológica, total ausência de principios e conceitos éticos e morais.
Lá os derrotados e vitoriosos, falam Inglês com toda a força de suas gargantas, os daqui sussuram pelos subterrâneos, mas, de baixinho a inaldível, nem sequer o idioma podemos identificar !
Falam o que ?
Falam pra quem ?
Falam pra si mesmos!
Eles não acreditam em si mesmos, acreditam muito menos ainda, em possuir capacidade para operar algo de útil e glorioso as necessidades do hoje e, as obrigações para com o futuro.

Anônimo disse...

http://www.momentoverdadeiro.blogspot.com/

Anônimo disse...

O pior nao é isso. Os salários vieram incompletos, muitos ou quase todos receberam menos, uns menos 250,00, outros menos 340,00 outros menos 180,00, nao entendemos nada, o salario a menos. Por que houvve isso? quem autorizou cortar esses salarios que vieram menos? Porque os salarios foram descontados o que? Porque? Favor pedir uma explicaçao por nós ao sec de administração. Todo mundo foi cortado de algum valor que veio a menos no salário. Pode diminuir salário?

Anônimo disse...

O bom hino para o campista cantar:
http://www.youtube.com/watch?v=EGyb11knYYo.

Abs, eu volto

joca

ANONIMATO JÁ disse...

Samba do crioulo doido, foi o texto que saiu no ordinário de hoje, acompanhe...Amy Barbosa ( na capa lado direito inferior ) Infelizmente o texto se torna horrível pois conseguimos perceber que o dito escritor, jornalista e poeta se baseia em 3 coisas, o início do texto é recheado com um e-mail muito conhecido em todo mundo, no meio vem o dever de casa ( Garotinho mandou falar mau do governo ) e pra finalizar a ironia e o merchadising comendo solto.
PS : tem certos momentos que agradeço a Deus não ter nascido poeta.

Anônimo disse...

esse ami é o protótipo do ridículo-enganador-chato de galocha e que se arvora ser escritor.uma bosta ambulante

Gayrotinho disse...

Agora que Rosinha vai ser afastada por minha culpa esse povinho de Campos pensa que eu tiro dinheiro de onde, claro que é do salário de vcs ( mas foi merreca, não dá nem pra pagar o manobrista do "Fasano" ( frequentado pelos mais ricos do Brasil...ver notinha no ordinário na colonista aspirador de pó ). Todos sabem que enterro o dinheiro e assim ninguêm vê.
A questão do 15 milhões em propaganda, analisem comigo se não foi ou é, uma jogada de Mestre. tipo eu encomendo um slogan para um certo programa da prefeitura, pra uns a arte pode custar centavos mas pra mim custaria milhões, afinal como podemos dar valor na arte dos outros. assim fica fácil lavar os 15 milhões, como num passe de mágica. Todo mundo sabe que ia acabar babando e o que fiz foi o mais correto para a minha famiglia, roubei o máximo no mínimo de tempo possível e vcs ainda vem reclamar de 200 300 contos, tá de sacanagem, parece até meu irmão sempre com o pensamento pequeno e preso a migalhas.
Ainda bem que estou longe de Campos e se alguma coisa der errado :
ÉEEEEE RRROOOOOSSSSIIIINNNHHHAAAA!!!