domingo, 19 de abril de 2009

Exorcismos...

Não há como se comparar países, nem suas experiências ao longo da História, sua relação com a democracia e o amadurecer das suas instituições...Esse processo é próprio de cada nação, e de certa forma, se é verdade que em muitas vezes, essas experiências se entrelaçam, em outras elas se afastam...

No entanto, assim como certos países são influenciados por outros em diversos aspectos, como nossa tradição jurídica ocidental nasce na Roma Antiga, se estrutura no Direito Alemão, nos Códigos Canônicos e amadurece na recente unificação italiana e no republicanismo francês, não há como negar que nenhum outro país do mundo levou tão longe a vivência democrática e republicana como os EEUU, em seus pouco mais de 300 anos de vida como Estado autônomo...

Nos jornais The Independent e o El País, em suas páginas eletrônicas de hoje, há uma clara manifestação desse fenômeno...

Eles noticiam que o presidente Barak Obama  determinou de forma irrevogável que os manuais da CIA sejam conhecidos pela opinião pública, mesmo diante da resistência da comunidade de informação, que dizem que a revelação dos métodos ameaça a segurança nacional...
Nada mais que o bom e velho discurso alarmista para esconder iniqüidades e atrocidades, que nós conhecemos tão bem... 

Não é novidade para o mundo que a CIA (Central Intelligency Agency) utilizava métodos de tortura na era bush jr, para torturar e interrogar os suspeitos de praticar atos de terrorismo, no triste período recente da vida estadunidense conhecida como: war on terror...

Também não é novidade que os agentes da CIA desenvolveram método e o codificaram em um manual, que normativa uma rotina para conseguir o objetivo: arrancar informação...

Mas o que parece novo, ao menos para nossas frágeis democracias aqui da cozinha da América, é a forma com que os estadunidenses tratam de exorcisar os demônios de sua memória, não importando se o ocorrido é recente, e o sangue das masmorras ainda não tenha secado...

Essa forma, que se diga logo, estadunidense de tratar seus traumas tem revelado que isso apenas fortalece suas convicções democráticas, e que são necessárias a cada vez que essas convicções são ameaçadas, ou seja, quanto maior a ofensa aos ideiais republicanos que são a gênese daquele país, mais rápido eles escancaram seus porões, como forma de identificar as fissuras no tecido constitutivo da sua democracia...

Por aqui, ainda patinamos, e sequer nosso Estado admitiu ainda de forma legal que torturou, assassinou e desapareceu com militantes opositores do regime...
As famílias sequer sepultaram seus mortos, e a todo o momento que se toca no assunto, a mídia, as viúvas canalhas desses gorilas, e toda a sorte de gendarmes do autoritarismo, se levantam contra o "revanchismo"...militares de pijama, assassinos desdentados pelo tempo, rosnam em suas "casernas-retiro"...

Ouvem-se as vozes da sombra a sibilar brisas de quebra institucional...

Os estadunidenses sofreram no dia 11 de setembro o maior atentado terrorista da História, e menos de 10 anos depois, discutem abertamente os direitos civis e as garantias dos presos, acusados ou não de participarem das redes terroristas que assombraram sua sociedade...
Menos de 10 anos depois, fazem seu mea culpa e dizem ao mundo que não se tratam "animais" com irracionalidade, e que a maior derrota que esses "animais" poderiam ter lhes infligido seria fazer os EEUU desacreditarem em seu valores...

Por aqui...bem, por aqui...

7 comentários:

Mônica de Sousa disse...

Por aqui chamam a esquerda de tudo quanto é nome quando se exige punição para torturadores e assassinos.

Anônimo disse...

MUDANDO DE ASSUNTO COMPLETAMENTE:

Me desculpem, mas essa não dá pra ficar quieto. Vejam só o que PseudoDotô Caldo Andrade escreveu em seu medíocre brog pra ver se chama atenção de alguéns-pelo-amor-da-santa:

AMERICANO DÁ MEIO TÍTULO AO FLAMENGO

"Ficou nítido no joguinho de hoje que o Flamengo não possui ataque e que os jogadores do Botafogo de 'palha' gastaram a metade de suas energias na derrota para o melhor de Campos. O Americano.

Foi um jogo fraco em que o Flamengo da plebe só conseguiu vencer devido ao gol contra do Botafogo de 'Palha'. Ao meu sentir, o título do Flamengo foi conquistado na quarta-feira, quando o time de General Severiano virou o jogo aos 49 do segundo tempo, contra o Americano e, posteriormente, disputou uma decisão por penaltis, onde foi derrotado.

Com todo esse desgaste ficou mais fácil para o time da plebe que, mesmo assim, só levantou o caneco, devido ao gol contra.

Obs: não vale comentários agressivos....

Cláudio Andrade."

PLEBE? e duas vezes dotô? Cuidado, assim o dotô pode perder uns votinhos de advogados flamenguistas. Aí o sonho de ser um pulíticu igual ao mestre garotinho vai por água abaixo.

Ademar Oliveira de Lima disse...

Estive por aqui aprendendo um pouco com o seu blog!!!
Abraço Ademar!!!

Anônimo disse...

os norte-americanos são mesmo o máximo

Anônimo disse...

os contratos da saude começaram hj pela manha, a pouca vergonha se instalou por la, pessoas antigas sairam na maior e colocaram pessoas novas nos lugares dela, a isto tudo se chama transparencia????

MP tem q ir la e ficar de olho!!!!

os contratos deveriam ser so dos q ja tinham contaratos antigos ou podera se feito contarato novo com novos nomes???

a pouca vergonha esta total no recursos hmanos da saude, sai velho e coloca pessoas novas.

Anônimo disse...

Realmente muitos contratos novos, a familia de cesar ronald todinha

TSF no TCE dos outros e... disse...

Venho em defesa do Claudinho Andrade, quem e de Campos e VIVE em Campos sabe quem ele e. Hoesto e Competente e como a pequena parcela desse tipo de campista desperta um odio tremendo no corruptos, inexcrupulosos e mediocres.
PS - e olha que eu nem sou amigo dele e nem da familia dele, mas sei reconhecer um cidadao de bem. Ahh a entrevista com Jane Nunes foi Demais.
Recado pra Jane - Me senti privlegiado pois assim como Darcy Ribeiro tb tenho a moral de Chamar seu Filho de "Huguinho".
Forte Abraco a vc e toda a sua familia.