quarta-feira, 22 de abril de 2009

Ministros à beira de um ataque de nervos...!

É verdade que o Ministro Joaquim Barbosa incorporou o sentimento de boa parte da nação, e enfrentou a altura as sandices daquele que mais desonrou a nossa Suprema Corte...

Esse foi a primeira impressão que tive, quando ao abrir a caixa de comentários para moderar, encontrei os comentários do Fernando Torres e de outro comentarista...

Afinal, ali estavam frases que nos "lavavam a alma"...

Mas depois, pus a refletir, e vi o quanto prejudicial para nossa Justiça e sua instituição maior de controle constitucional, cuja presidência representa um dos nossos poderes...

De certa forma, o "bate-boca" entre ministros, motivado por uma discordância técnico-jurídica,que descambou para outros "assuntos", não pode ser considerado uma instância apropriada para o controle da péssima conduta de um de seus integrantes...Mesmo que esse integrante tenha manchado e maculado a liturgia de seu cargo durante todo o tempo que nele está...

Esse controle deve ser da sociedade, e externo, justamente para evitar que Ministros do STF tenham que misturar na sua pauta assuntos tão estranhos a sua pauta, como a conduta duvidosa de seu presidente, ora para com a mídia, ora para com seus interesses junto ao erário, ora com seus métodos heterodoxos de controlar seus feudos políticos...

É claro que debates acalorados devem existir...Mas tão somente sobre as matérias ali julgadas...

Nós, cidadãos e contribuintes(que afinal, pagamos pelos salários desses servidores públicos)é que devemos estabelecer os ritos para julgar a conduta dos que nos julgam...

Bravos ao Joaquim Barbosa pelo desabafo...
Mas a repetição dessas cenas pode minar a autoridade do Poder Judiciário, já tão abalada pela atual gestão...!

Urge que a sociedade controle o Supremo, antes que o Supremo se descontrole...!

12 comentários:

Provisano disse...

Talvez essa enquadrada que o Joaquim deu no Gilmar, sirva para que o presidente do STF, calce as sandálias da humildade (coisa que não creio que vá ocorrer) e trate com mais respeito os seus pares.

O fato é que Gilmar gosta de aparecer e usa as prerrogativas do cargo que ocupa, para realizar seus desejos de aparecer e transparecer sua vaidade exacerbada.

Ele poderia dormir sem essa enquadrada mas, quem fala o que quer, ouve o que não quer.

Anônimo disse...

Xacal,

Entendo seu ponto... mas esse eh dos casos em que um homem fala pela nacao.

O JB sabe do escandalo do Dantas e sabe que o Gilmar queimou o filme do STF. Agora... que foi essa coisa de capangas ?? hahahha

Xacal disse...

Caros comentaristas,

concordei com vocês no post, e lá vocês podem ver...

no entanto, esse é o perigo de um stf a margem do controle da sociedade: um gilmar "demente" e um "justiceiro" joaquim...

não creio ser essa melhor figura para uma casa onde se faz controle constitucional e representa o Poder Judiciário...

Repito, é claro que o "justiceiro joaquim" enquadrou a "demente"...mas perguntamos: como as coisas chegaram a esse ponto...?

mídia obsequisosa, elites carcomidas e judiciário elitista...estão aí os ingredientes principais para essa mistura que explodiu ontem...

um abraço...

Amaro "O Bicho Cão" disse...

Aqueles que acompanham constantemente as transmissões dos julgamentos do STF, sabem que não foi a primeira vez que o "negão" bate boca com algum colega. Parece-me que há uma certa má vontade de alguns Ministros para com o Joaquim pelo simple fato dele ser um "negão".
Verdade seja dita, Joaquim lavou a alma do povo brasileiro, falou e disee tudo aquilo que muitos teem vontade de dizer, mas não podem.
A moralidade não pode nem deve ser apenas mais uma palavra bonita proferida em discursos inúteis.
Entendo os argumentos do chacal e até concordo com eles mas neste momento.....
Viva o "negão", viva Joaquim.

Amaro "O Bicho Cão"

Anônimo disse...

Parabéns para o Joaquim Barbosa, com certeza lavou a nossa alma!!!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Acho que a coisa não é bem assim:

É verdade que o Gilmar não é o modelo de Presidente que o STF merece: se expõe demais, tem ar e conduta autoritárias e passa a imagem de sucumbir aos lobbys.
Porém, sua contribuição doutrinária é inegável ao desenvolvimento da jurisdição constitucional. Nenhum Ministro entende de controle de constitucionalidade mais do que ele, e nenhum procura atualizar mais os procedimentos do STF e fugir do formalismo, de modo que sua contribuição para a proteção dos direito fundamentais pelo STF é das mais marcantes de toda a história da Corte.
Esta última análise é puramente técnico-jurídica, nada tendo a ver com a simpatia ou não pela pessoa "Gilmar". Mas é uma análise do "Juiz Gilmar" que deve ser confrontada com as desvantagens do "Presidente Gilmar" da primeira análise. Não se deve fazer uma sem a outra.
Quanto ao Joaquim, já brigou com Eros Grau, Marco Aurélio, Celso de Mello, sempre tentando impor sua "extrema moralidade" aos demais, o que o torna tão arrogante quanto o "Presidente Gilmar".
Antes de bater palmas para o Joaquim,sempre procuro assistir aos julgados para escutar "toda a discussão" e assim poder formar meu julgamento, e em todas as suas "brigas" percebi que se tratava do "Juiz Joaquim defensor de sua moral" diante de colegas que estavam tentando se defender de ataques do próprio "Juiz acabaram dizendo algo que colocou em prova essa sua moral absouta.
Fico imaginando quando tivermos o "Presidente Joaquim".

Carlos Alexandre

Anônimo disse...

É bom saber que dentro do STF há pessoas de fibra e honra .

Ruim é saber que o presidente da suprema corte finge estar em uma ilha da fantasia . Seus julgamentos são totalente fora da realidade deta nação ,porém totalemente dentro de "sua" realidade.

Em fim , esse "negão" é PHODA !

Anônimo disse...

Sem tecer muitas loas ao Joaquim Barbosa, que concordando com o colega que postou anteriormente, muitas vezes se faz de superior aos demais em se tratando de moralidade; qualquer coisa que se faça contra ao insuportável Gilmar Mendes é louvável! Ele é prepotente, olha ao redor como se estivesse acima dos demais! Há algumas semanas foi convidado para ser entrevistado por jornalistas numa iniciativa da TV Justiça, e a maneira como ele se portou diante das perguntas ácidas dos jornalistas, foi inacreditável! Ele é agressivo, sem educação, e como não tem argumentos, como por exemplo para justificar o habeas corpus para o banqueiro, ele fica agressivo. Tática antiga, a melhor defesa é o ataque! Sinto, termos como autoridade máxima do judiciário, uma figura nefasta como Gilmar Mendes!

Anônimo disse...

joaquim incorporou o ideal petralha de derrubar qualquer vestígio de instituições a fim de agarrar o poder político como os comparsas ditadores da américa latrina, viva gilmar... antes de vomitar democracia ou moralidade, cadê o mensalão, aloprados, isso pode né?

Uenfiano... disse...

E a funcionária, do STF, especificamente da secretaria da presidência, flagrada de cocicho com o dep. Marcelo Itagiba no depoimento do delegado Protógenes Queiroz na CPI dos Grampos. CPI essa presidida pelo mesmo Itagiba. O que estaria ela fazendo lá? A serviço de Mendes?

Xacal disse...

Caro Uenfiano,

quem sabe do itagiba é a roseana sarney e seu esposo, flagrados com aquele dinheiro, senão me engano às vésperas da eleição de 2002, quando a então governadora desabrochava como opção conservadora a Lula...

quem entende do riscado diz que o "flagrante"(que aliás depois ficou comprovado que o dinheiro não era ilícito)foi realizado graças as "habilidades" do itagiba em escutas indiscretas, logo ele que agora apura caso semelhante na cpi dos grampos(a raposa e o galinheiro)...

itagiba era "homem de ouro" do serra na PF, e depois alugou seu passe para o napoleão da lapa, durante o mandarinato estadual do casal...

vem daí a tabelinha entre o zé-moto-serra e o casal...

Uenfiano... disse...

Lembro disso..operação Lunus.