quinta-feira, 9 de abril de 2009

Momentos extremos...gestos extremos...

foto: El País.

Talvez seja essa a única semelhança entre o gesto desesperado do napoleão da lapa, que acuado por investigações e acusações, que seu governo teria se utilizado de um esquema fraudulento de repasse a ongs do dinheiro público, destinado a saúde, e a tentativa de ultimato que o presidente boliviano Evo Morales recorre para emparedar a oposição, que tenta sabotar as eleições gerais que poderão aumentar seu poder, e a representação da maioria indígena e pobre do país, nas esferas de poder institucional...

É temerário fazer análises simplistas que comparem os dois atos...
Em relação ao napoleão da lapa, o que se sabe que as suspeitas tinham fundamento, inclusive porque o desenrolar das apurações que ele tentou adiar, com sua chantagem de quinta categoria, levou a prisão de parentes e colaboradores do primeiro escalão de sua administração e de sua esposa marionete...

Quanto a Evo Morales, o que temos, na maioria das vezes é uma repercussão filtrada pelos interesses conservadores da mídia de seu país, e do nosso PIG local...

Mesmo assim, nós da TrOlha vemos com muita apreensão um país como a Bolívia, com histórico de conflitos sangrentos, toda vez que os cidadãos do andar de baixo da pirâmide tentar reivindicar seus direitos, vilipendiados ao longo dos séculos...

A verdade é que um presidente, que tem que utilizar tais métodos para fazer valer seu poder, de certa forma, declara que as vias democráticas de interlocução e negociação estão muito desgastadas...Nesse ponto, o presidente boliviano toca a tradição caudilhesca, muito cara a certos políticos de nossa região...
Mesmo que reconheçamos que os objetivos e as conjunturas são profundamente distintas, a forma, não nos parece fortalecer a democracia e a tolerância política...

Mas enfim, quem sabe a dor de ser boliviano são os bolivianos...
Qualquer juízo de valor sobre os fatos tem que levar em conta que o nosso desejo de construir um grande campo de esquerda latinoamericano, não pode enfraquecer nossa defesa da democracia como única alternativa para a consolidação dos direitos das populações excluídas...

A utilização desse aparato de "pressão" pode levar a lugares sem retorno...


10 comentários:

Anônimo disse...

Copiado do Blog do Garotinho...
Durmam com essa, se puderem....

"Cem dias de Rosinha: Um Governo presente

Campos é um dos principais municípios do país e do Estado do Rio. Sempre foi uma referência pela importância de seu papel econômico e político.

Infelizmente, o desmando, o desvio de dinheiro público, a corrupção da administração passada envergonharam o nome de nossa cidade.

A prefeita Rosinha Garotinho encontrou uma cidade arrasada. A máquina pública estava emperrada ou quase toda contaminada pelo vírus da corrupção.

Como radialista e líder político do meu partido, por anos denunciei o mar de lama em Campos. Mas confesso que nem eu mesmo imaginava que a situação ser podia tão grave. Rosinha e sua equipe encontraram um quadro de caos administrativo e financeiro.

Dívidas, processos de pagamento de obras que não foram realizadas, postos de saúde abandonados, escolas e creches em estado precário. Uma verdadeira cidade em ruínas.

A prefeita está colocando em prática toda a sua experiência de ex-governadora. Usa de sua firmeza de administradora e de toda a sua coragem pessoal para transformar Campos. Rosinha está mudando Campos com atitude, com presença de governo.

Nestes primeiros 100 dias Rosinha não parou um instante só. Os primeiros dias do governo foram marcados pela austeridade. Contratos e convênios foram revistos e um conjunto de medidas foi adotado para impedir as fraudes e a corrupção, da gestão que a antecedeu.

Rosinha está organizando as contas da administração. Tem se articulado com a União, com o Estado, estabelecendo diálogo onde Campos se encontrava isolada pela inércia dos administradores passados.
Rosinha se reuniu com vários ministros em Brasília e discutiu projetos importantes para Campos.

Ela avançou em importantes pontos do programa de governo. Deu início ao projeto Morar Feliz, que vai construir cinco mil e cem casas populares em dois anos. E serão dez mil nos próximos quatro anos. Lançou o programa da Passagem a R$ 1, que começa a operar em primeiro de maio e que vai beneficiar 200 mil usuários. Está reformando postos de saúde e hospitais, valorizando médicos, humanizando o atendimento. Mais de 125 escolas e creches serão reformadas, além de construídas novas unidades.

A cidade pediu pela mudança em outubro e ela está acontecendo.

Rosinha está fazendo um governo de desenvolvimento. O complexo portuário de Farol-Barra do Furado está acelerando e vai mudar o perfil de Campos, gerando pelo menos 1,8 mil empregos diretos. Tem recebido empresários que buscam a segurança oferecida por seu governo para investirem em Campos.
A prefeitura tem apoiado o micro e pequeno empreendedor, e para eles já determinou ao Fundecam que abra linhas de crédito especiais.

São várias as ações que marcam o compromisso de governar para o povo. É o início de um novo tempo de progresso e justiça social.

É óbvio que existe uma imensidão de problemas a serem enfrentados. Mas a determinação que Rosinha tem demonstrado leva o povo de Campos a acreditar que apesar das armadilhas e da desordem que foram deixadas como herança de Arnaldo Vianna e Alexandre Mocaiber, ela vai cumprir suas promessas de campanha ao longo do seu governo.

Afinal, quatro anos são 1.460 dias de governo e se em 100 dias ela já fez tanto, com o tempo que falta vai fazer muito mais."

KKKKKKKKK, ele tem razão,KKKKKKKK, vou até votar nela na próxima eleição,kkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

a hiena disse...

Só esperamos que ao contrário do "faquir" da lapa", o Evo tenha a sabedoria de concluir o seu gesto nem coma as lautas refeições que eram oferecidas longe dos olhos da mídia.

Anônimo disse...

Voce acha que o Brasil deveria quebrar contratos internacionais e nacionalizar fabricas ?

Acho que e facil demais colocar a empresa no seu pais, ela investir bilhoes e depois ser pilhada, como aconteceu com a Petrobras.

Anônimo disse...

Xacal

Olhando o diário oficial do dia 06/04/09 pude ver a suplementação de verbas para a secretaria de obras num total de 19.000.000,00 de reais.
Esse dinheiro saiu de vários projetos,entre eles:

R$100.000,00 limpeza/manutenção de jardins e parques- Sec Agricultura

R$500.000,00 limpeza/manutenção dos canais pluviais- Sec Agricultura

R$400.000,00 Fundação Munic Esportes

R$2.000.000,00 Fundecam-atraindo empresas

R$10.000.000,00 Projeto viário Artur Bernardes.

Entre outros.

Resumindo:praças,jardins,limpeza de canal,esporte,atrativos para empresas e trânsito ,ainda, não é o objetivo desse governo.

Um abraço.

Anônimo disse...

A Arthur Bernardes foi inugurada no Governo do MAcabro !
Se destinam verba pra uma obra já executada, pode prender.
- É roubo !

Bueca

TERCEIRA VIA disse...

Eles se parecem:
Imbecís, arrogantes, com poder !

TERCEIRA VIA disse...

MUITO PRAZER CARO CHACAL !
UMA DÚVIDA, PORQUE? A TROLHA.

Anônimo disse...

Pois é Xacal, quando é seu queridinho Evo (amiguinho do seu idolatrado Chaves, filhotes do mestre-mor Fidel) que faz greve de fome, você fica tentando imaginar outra razão outra qualquer que não seja: fazer o povo de besta!

Evo Morales, como todo esquerdista, faz o povo de besta??? E você se faz de bobinho, porque também é de esquerda, hoje, um eleitor-corno apaixonado pelo Lulinha.

Quando foi o Huguinho Chaves da Lapa fazendo greve de fome, você foi realista, e falou a verdade. Foi uma tentativa de enganação!

Só não se esqueça que ambos ficam chupando balinhas. Garotinho, às escondidas. Evinho às claras, mas com uma chá e uma folha de coca.


Acorda Xacal!!! assim você se desmoraliza.

Anônimo disse...

Artur Bernades tem outra etapa. Foi inaugurado a primeira (ENTRADA DA CIDADE A BEIRA VALÃO), falta a outra parte que liga a beira valão à UENF.

Anônimo disse...

força, Evo... continue... até o fim