domingo, 12 de abril de 2009

Tremei, estruturas do Mário Filho...

Hoje, acontece um match místico, que foi capaz de provocar no agnóstico Nélson Rodrigues uma devoção quase que religiosa...
De onde foi capaz de cunhar termos sagrados: como sobrenatural de Almeida, dentre outros...

Os dois teams que se enfrentam no Estádio Mário Filho(irmão do próprio Nelson), criaram uma rivalidade que é sinônimo de clássico e de grandes duelos, ou seja, o Fla-Flu é antes de tudo um ritual futebolístico, que extrapola as quatro linhas...Quando queremos elevar uma contenda a categoria de vital importância, chamamos de Fla-Flu...

Na minha memória, corroída pelo tempo, habita a barrigada de Renato Gaúcho, em 1995, centenário do Clube e Regatas Flamengo, como epílogo de jogos que estivessem à altura dessa tradição...Uma tragédia para os derrotados, um epopéia heróica para os algozes vencedores...!

Não me recordo de outros após esse...!

Sinal de esvaziamento da rivalidade regional...? Descarecterização do futebol cacrioca e brasileiro...? Incompetência dos "gestores"(cartolas) do espetáculo, em bolar disputas atraentes...?

Tudo isso, e a constatação pura e simples que esses equívocos desembocaram no óbvio e ululante: falta-nos material humano, ou seja, craques...forwards, center halfs, backs que nos façam rememorar Zico, Branco, Leandro, Delei, Adílio, Edinho, Carlos Alberto Caju, Romerito, Doval, Assis, Paulo Vítor, Júnior, etc, etc, etc...

Mesmo assim, a lembrança de tempos de outrora nos remete a sentar em frente a TV para esperarmos lampejos de genialidade, oferecidos no templo mundial do futebol, sob a benção dos deuses, e de Nelson Rodrigues...é claro...!

Que vença o melhor, e que o melhor seja o Flamengo...!


PS: Alguém sabe informar onde será velado o que restou do team da colina...?

Nenhum comentário: