domingo, 17 de maio de 2009

Os intestinos abertos da América "Latrina"...

Parafraseamos Eduardo Galeano, autor que "iniciou" minha curiosidade militante, com seus escritos sobre a secular, endêmica e interminável sangria das riquezas latinoamericanas pelas elites locais e seus sócios do primeiro mundo...Eis que a realidade nos prova que, apesar de todos os avanços e conquistas, alguns interesses permanecem intactos...

Ou seja: a lança, a chibata, o fuzil e a santa cruz ainda estão nos altares onde sacrificam, e derramam, diariamente, nosso sangue, em louvor ao diabo/deus-mercado...

Não importa se esse processo se institucionaliza pelas "vias legais", ou pelos porões escuros da corrupção que habitam a base dessa corporações de negócios "respeitáveis"...

Na Guatemala, a divulgação de um vídeo do advogado Rodrigo Rosenberg Marzano, morto recentemente, dá a dimensão dessa tragédia, que poderia, facilmente, superar o roteiro das maiores ficções, pois o espanto causado pela realidade, quase nos faz crer que tudo isso não passaria de um pesadelo...

O vídeo foi divulgado conforme instruções do advogado morto, que dizia "se você está vendo esse filme, é porque estou morto"...

O advogado investigava a morte de seus clientes, Khalil Musa e sua filha Marjorie...A assassinato de ambos estava ligado a uma rede de corrupção, lavagem de dinheiro de narcotraficantes, e contratos ilícitos com o governo guatemalteco de Álvaro Colom...

A família Musa teria sido atraída a emprestar sua credibilidade a uma empresa mista governamental, o Banrural, que movimentava enormes cifras, onde o narcotraficante Gregorio Valdez e a esposa do presidente, mantinham seus tentáculos, e assim, refinanciavam o projeto politico do presidente...

No pequeno país, encravado na América Central, instalou-se uma crise sem precedentes, houve amplas divulgação do DVD pelos meios de comunicação, e a internet "parou", diante de tantos acessos aos sítios onde se veiculava o vídeo...

Para que imagina que tais acontecimentos estejam muito distantes de nós, lembremo-nos que por aqui, tanto no cenário federal, como regional, temos fantasmas como esses rondando nossa Democracia...

Basta que o HD do Daniel Dantas(o rasputin de Brasília) venha à tona, ou que as Fitas da Tucum um dia sejam reveladas...

Publicamos aqui, as palavras do advogado para nossa reflexão:

"No tengo complejo de héroe ni deseo de morir. Pero no podemos seguir igual, viendo cómo están acabando con Guatemala los narcotraficantes, los asesinos y los ladrones". (Não tenho complexo de herói, nem desejo de morrer. Mas não podemos seguir indiferentes, vendo como estão acabando com a Guatemala os narcotraficantes, os assassinos e os ladrões)

Fonte: ElPaís

Nenhum comentário: