domingo, 24 de maio de 2009

Imagem subliminar...


Pensando bem, mil palavras de indignação, não valem essa imagem que povoa nossa imaginação...

9 comentários:

Anônimo disse...

Há gente que espera de olhar vazio
A quem nada espanta
Nenhum gesto
Nem raiva ou protesto
Nenhuma palavra

Mas aqui na trolha
O olhar atento
Protestos e indignação
A palavra sempre presente
É o xacal de olhos abertos
lutando por justiça social.

Anônimo disse...

Haja grades prá manter este povo todo distante dos cofres públicos!!!
Ótima foto Xacal...
Abraços domingueiro

Macaco de Auditório disse...

Expectativa!
Se a coluna não estiver desinformada, Garotinho vai estar em Brasília no início desta semana, para comunicar oficialmente sua saída do PMDB. Quanto à entrada no PR, deve acontecer até o final de junho, com direito a foguetório nacional.

Orgulho da Mamãe disse...

Homenagem de Clarissa ao papai Garotinho :
Pelo curto tempo que você sumiu,
Nota-se aparentemente
que você subiu.
Mas o que eu soube a seu respeito
Me entristeceu, ouvi dizer
Que pra subir você desceu,
Você desceu.
Todo mundo quer subir,
A concepção da vida admite,
Ainda mais quando a subida
Tem o céu como limite.
Por isso não adianta estar
No mais alto degrau da fama,
Com a moral
toda enterrada na lama.

Escrita pela pequerruxa aos cinco aninhos já mostrando uma venerável veia política e destreza singular ( ou melhor, Plural ).

Anônimo disse...

Que foto deliciosa...

Anônimo disse...

Que foto maravilhosa, será que vai demorar para que se torne realidade? Espero que não!!! Quero ver essa quadrilha disfarçada de mocinhos igualzinho a foto.

Anônimo disse...

Ambulâncias geram outra Ação Popular


Após uma série de questionamentos sobre obras milionárias, algumas sem licitação, agora é a vez do aluguel de ambulâncias ir parar na Justiça. Matéria publicada pela revista Somos Assim mostra que uma microempresa de Duque de Caxias ganhou licitação de R$ 13 milhões e, mais uma vez, tendo em vista suposta ilegalidade, houve um pedido de anulação.
O advogado Jamilton Damasceno, que impetrou Ação Popular com pedido de liminar na Vara Cível da Comarca de Campos, alega o preterimento dos aprovados no último concurso para motoristas e a proibição de terceirização do serviço de ambulâncias por se tratar de atividade-fim da administração pública. Segundo Damasceno, fica nítido que com o valor que será gasto para alugar ambulâncias era possível fazer a aquisição de dezenas delas. Ainda de acordo como advogado, é evidente que o pregão e os demais procedimentos tem o objetivo certo de beneficiar a empresa George AP. da Silva (GAP).
Folha da Manhã(25/05/09)

Anônimo disse...

Tranca a grade com cadeado, gente. Não deixa ninguém sair não.

Anônimo disse...

Tranca a grade com cadeado, gente. Não deixa ninguém sair não.