terça-feira, 2 de junho de 2009

Com a bunda na janela...

É assim que o jornalismo de coleira de última categoria, representado pela folha de embrulhar peixe podre ficou, após sua infeliz tentativa de ser o "porta-voz" dos setores da oposição do IFF...

Repetimos desde já, e para que fique bem claro: as disputas e debates internos do IFF interessam aos integrantes daquela Instituição, e nosso interesse se resume a acompanhar o desenrolar dos fatos, e torcer para que o Instituto confirme sua vocação para a Democracia, como fez ao longo dos anos, desde 1985...

Nossa crítica se resume a apontar as incongruências desse grupo econômico, que movidos por vários interesses, menos jornalismo, é claro, apontou sua fracas e impotente "artilharia" contra aqueles que identifica como inimigos...ou seja, todos que não aceitam se submeter aos seus caprichos...

Foi muito engraçado, mas também trágico e revelador, as últimas notas do jornal dos barões da mídia local, assumindo seus supostos erros na cobertura dos acontecimentos...

Depois de escalonar uma coluna inteira com suposto zelo, e dividir a "crise fabricada" em datas, e toda a sorte de detalhamento, os folhas assumem publicamente que erraram quando associavam os eventos e as reações dos atores, bem como sua distribuição no tempo...A simples troca de datas, muda toda a concepção do ocorrido, e talvez, a intenção dos atores envolvidos...

Seriam compreensíveis e aceitáveis as escusas, se os folhas gozassem de alguma credibilidade, e se todos nós, moradores dessa planície lamacenta povoada por um jornalismo de caráter sempre duvidoso, não soubéssemos que esses "erros" são escolhas editoriais, fruto do arbítrio e autoritarismo, de quem se acha mais importante que a prórpia notícia que alimenta suas rotativas...

Depois, apelam para uma falsa humildade, como aquele tipo de covarde que espanca as pessoas, e quando encontra adversário à altura, põe os óculos, e tasca: você não bateria em alguém de óculos, bateria...?

Pior que a atuação da folha de embrulhar peixe podre, só a assessoria de imprensa, que imprensou o IFF, e a reitora Cibele Daher a um córner que nunca deveria ter estado, caso funcionasse a estratégia articulada por sua horda de consultores de imagem, pagos é claro, para fornecer ao público a fala da Instituição, e não para buscar uma "neutralidade jornalística", que além de impossível, só reforça os laços corporativos e de submissão que vinculam promiscuamente, jornalistas e seus donos...

De tanto ser "imprensada" por sua assessoria, a professora Cibele rompeu o casulo, e foi a público externar sua indignação com os episódios e o desrespeito ao IFF, independentemente, de estarem certas ou não as reinvindicações dos diversos setores, na luta pela direção dos destinos da consagrada escola, cabe um rito que a preserve a a mantenha em seu rumo...
O desagravo de Cibele Daher, cidadã, antes de ser ou ocupar qualquer cargo, está no blog do Roberto Moraes, sob o título: Desagravo recebido...

Ficaram os dois com a bunda na janela, e nós não resistiremos a passar-lhes a mão e a trolha: nos folhas e na assessoria de imprensa do IFF...

14 comentários:

Anônimo disse...

Por gentileza, quais são os membros da assessoria de imprensa do IFF?

Obrigado.

Xacal disse...

meu caro,

sua pergunta seria melhor dirigida ao IFF e sua reitoria...Ou aos responsáveis pela Ímpar Assessoria...

um abraço...

Anônimo disse...

Caro Xacal, a sua resposta foi sem igual; foi ímpar.

Obrigado!

Anônimo disse...

Adorei!!!

Anônimo disse...

A pergunta era gritantemente capciosa...e xacal naun caiu.

Marcio Pereira.

Anônimo disse...

Assessoria?
Xacal, é arrepiante assistir a tudo o que passa pelo IFF , grupo da diretoria e ASSESSORIA. Folha de embrulhar peixe podre acaba sendo MAGNÍFICA diante de tudo o que acontece.É feia a coisa.

Anônimo disse...

Xacal, querido, você que é meganha, mas fez Jornalismo, estaria por acaso querendo assumir a comunicação do IFF?
Atitude covarde, esta, a sua, de querer pressionar publicamente a assessoria de imprensa do IFF, usando um pseudônimo. É com ele que você se enche de coragem, não é mesmo Douglas da Mata?
Aliás, por falar em coragem, vais tê-la para publicar o comentário?

Xacal disse...

Atitude covarde...como assim...?

Quem se esconde atrás do quê...onde a assinatura do comentário...?

Bom, mas pouco importa quem é, ou deixa de ser, até porque presumo que seja alguém próximo do nada...

Vamos as críticas a assessoria de imprensa do IFF...

1-Não vejo problema em criticar qualquer trabalho, de qualquer natureza, inclusive, porque isso é Democracia...Imagine se a população toda tivesse que cursar medicina para reclamar de médicos, ou engenharia para reclamar de casas que desabam sobre suas cabeças...

2-Nossa crítica aponta para a covardia(nesse caso ratificada pelo comentário "anônimo corajoso")de não escolher uma postura de defesa política da reitora, e se esconder atrás de tecnicidades jornalísticas, pautadas por uma busca infantil da imparcialidade que não existe...

3-A reitora foi exposta pelo que ela representa, e a distorção dos fatos, como ficou provado por nós, e que os ímpares assessores sequer mencionaram em nenhum momento, ou seja, não houve nenhum leve movimento em dizer aos cidadãos que a folha de embrulhar peixe podre achincalhava a reitora, e principalmente o IFF...Fica difícil falar em coragem e covardia nesses termos...

4-Outro ponto crucial é a postura canalha e utilitarista da assessoria, que entope nossa caixa de mensagens com anúncios das ações do IFF, pois não encontra espaço em outros setores de mídia...
Daí, para propagar de graça o material pelo qual recebem(sabe-se lá quanto)os blogs servem, na hora da aproximação para legitimá-los como meio alternativo, os "corajosos e visionários" e ímpares, se recolhem e abanam o rabinho para os barões da mídia...ora, ora, ora...

Agora me expliquem: como alguém pode ser covarde em pressionar publicamente alguém...???

Está aí a síntese do pensamento iluminado dos ímpares: só critica jornalista, quem é jornalista ou quer seus parcos salários...esse pessoal tem a mania de julgar os outros a partir de si mesmos...

Vai aí o aviso:

O xacal é realizado no que faz profissionalmente, e se diverte naquilo que vocês dizem ser especialistas...

O problema, como já dissemos, é que a grande maioria dos jornalistas se julga mais importantes do que os assuntos sobre os quais deveriam tratar...

Para isso, não tem diploma que dê jeito...

Ahhh...vou publicar no mural da TROlha os dois últimos avisos que vocês mandaram..fiquem tranqüilos, não quero dividir o caraminguázinho com vocês, como sempre, farei de graça...

Anônimo disse...

Xacal,
Fique certo. A IMPAR ganha uma boa grana do IF-F. É bem apadrinhada. E a Reitora quer ser vista na mídia.E aí?

Xacal disse...

Então alguém anda enganando a reitora, que paga essa "nota" para aparecer como uma debilóide manipulada, principalmente, por sua assessoria, que a ela deveria obedecer e não a tornar refém...

Anônimo disse...

Falam aqui em jornalistas, assim, minúsculo mesmo. Inacreditavel como ficam pernósticos aqueles que carregam o canudo deste curso da area de Comunicação. Quando observamos com afinco a qualidade (a falta dela) do referido curso nas Universidades pelo Brasil, só resta acreditar que aos jornalistas resta mesmo a empáfia pois o conhecimento é pífio, ronda o nulo...e olha que nem to falando de FAFIC...

Marcio Pereira.

Anônimo disse...

Xacal,
Quem visita seu blog(e são muitos)vem por saber que você trata de QUALQUER assunto com precisão e não achismos.Não importa o seu nome o que vale é escrever opinar,dizer a que veio e pseudônimo sempre foi usado por grandes escritores ,artistas e até jornalistas.
O negócio é não dar confiança para abutres que sabem o seu nome mas que mesmo com nomes pomposos não passam de viver na sombra dos outros!

Anônimo disse...

Xacalzinho, alerta a Professora Reitora. Faça essa caridade.

verinha disse...

Na realidade, eu li a reportagemn do gremio, e vi que foi paurada em aitutede altalmente lucidas, visto que só falaram a verdade de q acontece no iFF.

E quem disse q o gremio é oposiçao?
me explica? surgiu da boca do rafael? ou de alguem?

Veja lá o que fala querido xacal.