quinta-feira, 11 de junho de 2009

A (des)informação a serviço da morte...

Uma notícia chama atenção na página eletrônica do El País...

Margaret Chan, diretora da OMS, convocou uma reunião de emrgência para decidir se o organismo internacional que dirige, classificará o surto de gripe A, a ex-gripe mexicana e suína, como uma pandemia...

A divulgação dessa nova gradação, obrigaria aos países a uma série de medidas, inclusive a produção em massa de vacinas...

A pergunta feita pelo jornal é: Por que tanta demora em divulgar essa reclassificação, haja vista que os números não param de crescer...?

Há cerca de 27 mil casos registrados, mas o alarme se deve ao fato de que nos dois últimos dias, foram confirmados mais de 2700 casos...

Dentre os oito países com maior número de pacientes infectados estão: EEUU-13000, México-6000 e Japão-2000, e o Canadá que já superou a faixa de mil casos...

O diretor-geral adjunto da OMS, Keiji Fukuda, avisa que a decretação de grau 06 de alerta(pandemia) não significa maior mortalidade ou que o vírus esteja mais forte...
O status de pandemia, nesse caso, se refere ao fato de que há um contínuo e progressivo alastramento das contaminações em regiões díspares...

De todo jeito, mais uma vez a imprensa mostra como pode ser mais perigosa que as doenças que são noticiadas...

De início, a mídia mundial tratou de rotular e ajudar na formação de confusão e preconceitos ao atribuir ao México a nacionalidade da doença...

Depois um festival de desinformação e espetacularização da tragédia...

Como resultado, temos duas possibilidades, que talvez expliquem porque a OMS está reticente em declarar a infestação de gripe A como pandemia...

O assunto agora não mais mobiliza, e seu potencial de despertar cuidado na população foi esvaziado pelo excesso de exposição a informação ruim e exagerada...Como no caso daqueles que dão falsos alarmes todo o tempo: quando o alarme pe verdadeiro, ninguém acredita...

Por outro lado, em meio a uma crise econômica mundial, que têm seu epicentro nos EEUU, a divulgação de que a pandemia se concentra naquele país, é um duro revés para as tentativas de recuperação da economia estadunidense e do resto do mundo...

Ou seja: sempre por motivos alheios ao bem-estar que dizem proteger, a imprensa contribui para que a (des)informação seja a pior pandemia da Humanidade...


3 comentários:

Anônimo disse...

Novo blog

wwww.feijaonoarroz.blogspot.com

Anônimo disse...

SR. CARLOS ALEXANDRE CURI IZAR, CONTINUA DE FÉRIAS EM TORONTO,ou GRIPOU-SE NO MÉXICO?
QUEM PODE RESPONDER????????????????

Anônimo disse...

garotinho é pior que gripe suina!!!!!!!!! safadão!!!!!!!!!!!!!!!!!!!