domingo, 7 de junho de 2009

Além da conta...

Para além das firulas técnicas, fica o óbvio...Não existe possibilidade de explicar o inexplicável...

Não há análise que resista a descobrir como um team possa sofrer quatro tentos em 10 minutos, ainda no first half time, e pior: quando vencia o match por dois goals...

Dizer que a ausência do center half Kléberson deixou a squadra rossonera da Gávea capenga, e que os arranjos com os substitutos pareciam mais desarranjos, é pouco...

Dizer que os backs(ou alas, como gostam os "mudernos"), Léo Moura e Ruan nada ou pouco fizeram, é pouco...!

Dizer que Íbson pouco viu a "cor da bola", é pouco...!

Dizer que o "imperador" andou em campo, e pouco serviu, ou pouco foi servido, é...pouco...!

Dizer que Bruno e Ronaldo Angelim "bateram cabeça", é pouco...!

Enfim:

Quatro a dois é muito...diz tudo, e basta...

Um comentário:

Mesper disse...

Quem disse que eu morri seu bosta, muito pelo contrário estou mais em voga que nunca ( vide capa da Somos ), nada como Salton e uns tirinhos pra gente soltar o verbo.