quarta-feira, 3 de junho de 2009

Pensando bem...

"Para que serve uma assessoria de imprensa, que rosna para a crítica democrática, enquando abana o rabinho para os achincalhes dos poderosos barões da mídia...?
Pensando bem, quem tem uma assessoria tão ímpar, não precisa de inimigos..."

xacal & blade runner, caçador de andróides e outros tipos de replicantes...

.............

Obituário....
Bom, para colocar uma pá de cal nesse assunto, ou seja, os chiliques da assessoria de imprensa(???)do IFF, que estrilou aqui nesse blog, contras as críticas que lhe foram dirigidas, sem no entanto, apresentar nada além do que a tentativa de desqualificar os críticos, como se possível fosse acabar com as más notícias, matando o mensageiro, vamos promover o enterro da assessoria tão ímpar, que a julgar pela postura medíocre na defesa do IFF, já estava em morte cerebral faz tempo...

Assim, os valorosos, corajosos e eficientes assessores poderiam a começar pelo dever de casa, e nos informar como se deu a sua contratação pelo IFF, sob que tipo de modalidade licitatória, desde quando, por qual valor, etc, etc, etc...
Outro ponto importante é que páiram suspeitas de que uma das "pilotos" da prestimosa assessoria é apenas testa-de-ferr0 de seu esposo, que é figura de proa da comunicação de um município vizinho, na condição de secretário municipal...

Tanto zelo pelo anonimato, deve se dar ao fato de que na condição de representante do poder público de um município de região que pode, ou já receba, ações públicas do IFF, fica evidente o "conflito de interesses"(para dizer o mínimo)de também ser o dono(de fato, pelo menos)da assessoria do órgão com o qual seu município pode vir a manter vínculos institucionais de toda natureza, e que envolvam verbas públicas...

Imaginem vocês que o IFF possa ter que fazer um convênio com o tal município, para realizar um seminário de jornalismo, por exemplo, e aí, o bom e inocente jornalista/assessor/secretário figuraria em todas as pontas do processo...Coitado, ficaria tão sobrecarregado...!

Quem sabe os ímpares assessores possam vir a público mostrar a coragem que cobram dos outros, e que lhes faltou quando tiveram que mostrar contra seus ex-donos, os folhas...

Por tudo isso, daqui por diante, não mais nos referiremos aos ímpares jornalistas...Que descansem em paz...
E na sua lápide estará: Lutaram o bom combate, mas erraram sempre o alvo...

5 comentários:

Anônimo disse...

Você é muito atrevido porque não tem medo da verdade.Beleza pura.
"Assim, os valorosos, corajosos e eficientes assessores poderiam a começar pelo dever de casa, e nos informar como se deu a sua contratação pelo IFF, sob que tipo de modalidade licitatória, desde quando, por qual valor, etc, etc, etc..."
Beleza pura, amigo Xacal!

Tramem disse...

Ué e tem assessoria de imprensa???

Anônimo disse...

Ui, quanta verdade junta. O Xacal é realmente o máximo. Ui,ui,ui.

claudiokezen disse...

Caro Xacal:

Como ex aluno do ginásio e técnico da antiga ETFC e em respeito a excelente formação recebida gratuitamente, além dos óbvios laços afetivos, gostaria de dar o meu pitaco nesta questão.

Nunca, em período algum da antiga ETFC, CEFET e agora IFF se atingiu o grau de excelência de ensino como na época do ex diretor Renato Mario Aquino. Numa época de repressão política e opressão comportamental, a ETFC era um oásis de liberdade, respeito á formação cidadã dos alunos e principalmente foco no bom ensino. Felizmente, naquela época, grupos não aparelhados à partidos políticos e/ou ideológicos eram os principais agentes de ensino e encaminhamento dos rumos da instituição.

Evidentemente não compactuo com as manobras da Folha, que de forma odiosa tenta lançar seus tentáculos sempre com intereses ocultos em seara alheia.

Muito menos, prego aqui a existência de uma sociedade desmobilizada e omissa nos seus debates inerentes per se.

No entanto, como não sou partidário de tribos, grupos ideologicamente alinhados à algum tipo de política partidária ou coisa que o valha, acho o momento oportuno para lançar algumas questões.

Há muito tempo a ETFC/CEFET/IFF deixou de ser um estabelecimento voltado para a excelência do ensino e exemplo de lisura no processo de contratação de professores por exemplo.

Tenho pessoas do meu círculo familiar próximo que estudaram/estudam/trabalham no IFF e me relatam fatos escabrosos no que diz respeito à serieade com a qual muitos professores se comportam em sala de aula enquanto vetores de educação qualificada, e formadores de cidadãos.

Também é notório o favorecimento de professores contratados temporariamente em concursos para aquela instituição. Eu mesmo conheço pessoalmente vários casos de profissionais bem mais qualificados em termos de formação curricular, tempo de militância e experiência que perderam a oportunidade de trabalhar ali em concurso onde profissionais recém formados e sem experiência alguma, mas já contratados temporariamente passam em 1º lugar. Os critérios de admissão via concurso nestes casos são subjetivos e o corporativismo acaba imperando.

Quando estudante de Arquitetura e Urbanismo na UFRJ eu vi o crescente aparelhamento político dos quadros que entre professores e serventes só se mobilizavam em torno de campanhas de reposição salarial - um direito constitucional, diga-se de passagem. Nunca, em nenhuma ocasião,eu pude presenciar movimentos ou mobilizações por parte destes mesmos quadros para lutar por uma melhor qualificação dos professores em termos de performance em sala de aula.

A democracia nos apresenta certos desafios, e é preciso ter a coragem de apontá-los, mesmo sob o risco de sermos mal vistos por certos segmentos "politizados".

A empreitada dos grupos engajados nos "avanços democráticos", o que todos nós desejamos, está cheia de vícios conceituais e formais, cultos de personalidade, aparelhamento ideológico e absolutamente não os exime de críticas.

A visão "política" do ensino não é a única via capaz alcançar a excelência. A pasteurização do pensamento e por consequencia da atitude política é um caminho obscuro e frequentemente equivocado.

Onde está o MÉRITO?

Sem isso, a questão que permanece central é: como fica a qualidade do ensino?

Allah salam aleikum!

Anônimo disse...

Mester acompanha Xacal - a nota abaixo já foi publicada AQUI!

08/06/09 (O Diário)
Aríon
Aquele que faz previsões exclusivas para Mester tem tanta certeza do que diz que, dessa vez, escreveu o que vai acontecer em várias folhas e distribuiu-as entre pessoas de sua confiança. A análise da conjuntura astral indica que um grupo que já teve diminuído seus extraordinários ganhos, por conta da mudança no poder, levará outro grande baque, quando, em breve, os jogos de futebol passarem a ser transmitidos por rádio FM. A do grupo é AM...