sexta-feira, 10 de julho de 2009

Estamos de volta...

Bom, para o desgosto dos navegantes, e para o deleite de treze leitores(as), a TrOLha retoma suas atividades (a)normais...

Depois de uma breve viagem a capital da província, onde fomos respirar um leve aroma de sardinha velha e podre, na chegada, no balneário São Gonçalo, e tomar uma banho de civilização, com direito a visita ao Muro da Vergonha do Dona Marta, eis que retornamos a planície lamacenta...

Preferimos o cheiro de vinhoto...Pois cheiro de merda, por cheiro de merda, má gestão, por má gestão, violência urbana, por violência urbana, trânsito caótico, por trânsito caótico, e jornalismo de coleira, eu prefiro nossos produtos domésticos...

4 comentários:

Anônimo disse...

Tateando no escuro, a procura de interruptores.

Anônimo disse...

Xacal,

Sua casa tem muros?

Xacal disse...

se tem, ou não, isso só interessa a quem mora nela, ou seja, eu...

Anônimo disse...

Xacal,
Vc demonstra se contra a colocação de muros nas favelas do Rio.

Ora, muro é feito para delimitar áreas, para proteger espaços. No caso das favelas nos morros do Rio, acho que deve ser construído sim, pois, de uma forma ou de outra as áreas verdes acabam sendo aos poucos invadidas.

Se tivessem colocado muros Há mais tempo, na década de oitenta, por exemplo, as favelas não teriam o tamanho que têm hoje.

Chega o momento que tem que se adotar medidas mais rigorosas contra o avanço sobre as áreas verdes, que são do interesse de todos, de toda a sociedade,a sua preservação.

Não vejo nada de "segregação" nisso. Se assim fosse, todos que possuem suas residências cercadas com muros seriam considerados segregadores.