domingo, 5 de julho de 2009

Inimigo íntimo...

O professor Renato Barreto já nos deu as chaves para entender boa parte dos mistérios que envolvem as câmaras legislativas, e sua tendência inexorável a submissão aos poderes executivos municipais...

Os textos "verear, pero no mucho 1 e 2", publicados no monitô-nem aí, e repercutidos no blog do Fábio Siqueira, são papa fina...

Não podemos deixar de pensar sobre o nosso caso, aqui na planície lamacenta, onde a câmara municipal tem sobre si um incômodo telhado de vidro, sob o qual também circulam patetas de toda a plumagem: patetas históricos, patetas-cristãos-novos, patetas inimigos...

Em meio a isso tudo, um parlamentar do PT...

Ao seu redor a possibilidade histórica de construir um campo de oposição orgânica, aglutinado os setores organizados da sociedade já enfastiados com o modelo de gestão praticado nos últimos vinte anos, desde o "muda campos"...

Um governo frágil, de pouca capacidade e qualidade de gestão, reproduzindo e aprofundando práticas nefastas de descontrole e falta de transparência, que balança entre o populismo oco, e a privatização dos recursos públicos para atender a seus parceiros de poder...

Perguntamos, por que o vereador do PT não reage...Alguns dizem: ué, ele não foi eleito para ser oposição...?

Aqui arriscamos um palpite: o vereador do PT, Renato Barbosa não foi eleito para ser oposição...Ele foi eleito para ser a situação, ou melhor, para defender a CONTINUAÇÃO, de um modelo que perdura há 20 anos,e que hoje, é disputado por dois grupos antagônicos...

O imobilismo do vereador, pensamos, se dá pelo fato de que ele na verdade festá preso aos laços do grupo que o originou, e que nesse caso, perdeu a eleição em 2008, mas tem, na sua essência o mesmo modus operandi dos patetas da lapa...

Em Campos dos G., não há oposição...Há sim, dois lados de uma mesma SITUAÇÃO...

Se considerarmos que arnaldos, macabros e patetas são galhos da mesma árvore envenenada, está aí uma parte da resposta para a inação do vereador petista...

O próprio PT já dá mostras que superou essa divisão de 2008, e há um consenso de que é necessário fazer oposição aos patetas da lapa, e mais, apresentar uma agenda de políticas públicas que catalisem os anseios da sociedade civil, e as demandas da população, sem que para isso nos rendamos ao imediatismo caudilhesco...

O vereador parece perdido nesse ambiente...

É inteligível, pois afinal não é fácil sair da condição de um partideco fundo de quintal, onde reinava absoluto, e passar a operar em uma partido cheio de erros, acertos, idas, vindas, e múltiplas forças em permanente disputa, como convém a Democracia interna e externa ao partido...

Para fazer oposição aos patetas da lapa, o vereador do PT precisará fazer, antes, oposição a si mesmo, e romper com sua cultura política anterior...

Bem-vindo a outra realidade, vereador...

12 comentários:

Anônimo disse...

"Aqui arriscamos um palpite: o vereador do PT, Renato Barbosa não foi eleito para ser oposição...Ele foi eleito para ser a situação, ou melhor, para defender a CONTINUAÇÃO, de um modelo que perdura há 20 anos,e que hoje, é disputado por dois grupos antagônicos..."

Parabéns! Por isso, tenho dito que o citado vereador é omissão; agora vou mudar: omi$$ão.

Anônimo disse...

Renato Barbosa oposição???
Quando?
Onde?
Figurinha carimbada plantada dentro do PT para continuar fazendo tudo comop dantes e desqualificar o partido... E lembrar que com a permissão de um grupo do PT, que mais uma vez perde a oportunidade de eleger alguem com condições moral para exercer o papel... Renato não foi eleito com voto de petistas...

Xacal disse...

comentarista das 12:19,

é verdade que o vereador é conseqüência de uma aposta política de um grupo do PT, porém, essa estratégia foi aprovada pela maioria do partido...

goste-se ou não, esse resultado cumpriu o rito interno da legenda...

o problema não é reconhecer esse limite do vereador...

é ultrapassá-lo...

a eleição ficou para trás, e é preciso e urgente ocupar esse campo político da oposição...

acredito que o vereador pode (e deve)fazer esse movimento...todo mundo é capaz de reciclar sua práxis política...

minhas críticas não são pessoais ao vereador, e talvez isso não tenha ficado explícito...

minha crítica e quanto a sua vacilante postura...

ratifico: acredito que ele pode fazer esse movimento, mas antes de nada: é preciso querer...

um abraço...

Anônimo disse...

Xacal,
Discordo de algumas coisas e concordo com outras sobre o que você escreveu, mas antes de tudo acho muito bom você trazer ao debate a postura (política) do vereador Renato Barbosa, pois queiram ou não, ele é esperança de uma oposição séria nesta cidade. Primeiro, ele se filiou ao PT, mas antes disso já tinha feito um ótimo trabalho na câmara, e mais, não é porque ele não era do PT, que ele não era honesto e capacitado, e mais importante, defendia (como defende hoje, independente do PT) uma outra política, diferente dos dois grupos. Segundo, na eleição anterior ele apoiou Arnaldo, mas não é por causa disso que ele (até por ser Renato Barbosa) necessariamente tinha que ser "continuação ou situação" de alguma coisa, ou fazer parte e ficar refém da política de Arnaldo. Até porque, uma parte do PT, como por exemplo o sr. Félix Manhães (e outros que não vou nem citar o nome) apoiou Rosinha GAROTINHO na eleição passada, inclusive desrespeitando estratégia do partido, e nem por isso são do grupo de Garotinho. Então, como já disse, queiram alguns ou não, Renato Barbosa é sim uma esperança real de mudança de verdade em nossa cidade.

Xacal disse...

Caro comentarista,

a esperança é a última que morre, mas é sempre a primeira que adoece...

veja você, que não falo da "honestidade" do vereador...muito menoe realço a questão de quem apoiou quem nas últimas eleições...

esse corte já foi importante, e não se trata de esquecer erros do passado, tanto de uns, como de outros...

o importante é aprender com essas experiências e avançar...

o problema é que nós concordamos(pelo menos, eu acho): o renato não superou sua origem, e por isso tem dificuldades de romper com ela...

embora sua postura seja "ética"(até que se prove o contrário), nao podemos esquecer que ele sempre esteve na base de sustentação desse modelo que condenamos...bom, pelo menos eu condeno...

o pt precisa de renato na oposição...ele que não enxerga, ou não quer enxergar...

como eu não vejo coincidência, e sim conseqüência, me inclino a pensar que há uma motivação por trás dessa inação...

e desde já fique claro: não ponho em dúvida a lisura do vereador...seu problema é falta de capacidade política de entender o momento, e se colcar à altura dele...

esse debate deve ir além de fulano apoiou sicrano, beltrano esteve no palanaque de sicrano, embora essas referências sirvam de ponto de partida...

o pt precisa de mais, e Campos dos G. também...

um abraço, e obrigado pelo debate...

Anônimo disse...

O PT, com essa omissão do vereador Renato Barbosa, está apoiando o governo de Rosinha...

Anônimo disse...

Na pior Câmara de Vereadores de todos os tempos, Renato Barbosa e´o único que se salva. Seria bom se na Câmara tivesse maia Vereadores como êle.

Anônimo disse...

"Seria bom se na Câmara tivesse maia(sic) Vereadores como êle(sic)".

Confesso que não entendi!

O citado vereador é do PT, partido de oposição à Rosinha, e não fala nada dos desmandos dela:

a) Saúde - postos de saúde e hospitais sem a mínima condição de atendimento;

b) Educação - 247 unidades escolares em ruínas físico-pedagógicas;

c) Procuradoria - obras sem licitação;

d) Transporte público - "passagem a um real", as contas não batem(Xacal ja provou);

d)Nepotismo - De acordo com determinação do SupremoTribunal Federal, é proibida a contratação sem concurso de familiares de até 3º grau na administração pública.
Foi mais escândalo da Rosinha
Fonte: clebertinoco.blogspot.com(Sábado, 18 de Abril de 2009).

Renato Barbosa é uma vergonha para o PT.

Anônimo disse...

O governo da prefeita Rosinha continua tratando as organizações não governamentais que exercem atividades que deveriam ser desenvolvidas pela administração pública como se estivesse distribuindo dádivas e não cumprindo seu dever, sua obrigação.


Mais que isso: trombeteia liberação de recursos para entidades com as quais assinou convênio de parceria como se não soubesse que teriam custos imensamente maiores se tivesse que administrar diretamente esses setores.


Para as entidades ligadas à área de saúde o assunto ainda é mais sério porque parte dos recursos distribuídos vem do Sistema Único de Saúde (SUS) e a PMCG é mera repassadora. Ou não?


É o caso da Liga Espírita de Campos, com o seu Hospital Psiquiátrico Dr. João Viana, que realiza, conforme carta publicada (da professora Cristina Lima), 2.800 consultas/mês e é o maior do interior do Estado do Rio de Janeiro.

É preciso tratar essa questão da saúde com seriedade.

Fonte: Ricardo André.

Pena que vereador do PT seja tão omisso...

Anônimo disse...

Alguém se lembra que, na campanha eleitoral, uma das mais cabeludas denúncias contra o turma de Mocaiber foi quanto à aquisição, por parte da Secretaria de Educação, de um software no valor de R$ 5 milhões.
Pois bem, a Secretaria de Fazenda do atual governo(Rosinha), comprou um software para a Secretaria de Fazenda por R$ 4,4 milhões.
Sei não, mas tenho a impressão de que esse pessoal do governo Rosinha ainda vai fazer o (des) governo Mocaiber ganhar diploma de honestidade.

Fonte: Ricardo André(Eu penso que).


Pena que o vereador do PT seja tão omisso!

Anônimo disse...

Me desculpem,mas mesmo com seus erros do passado Bacellar tem sido o unico a falar alguma coisa contra o governo dos mil patetas.
Então por favor todo resto da oposição,vocês precisam se unir em prol de uma mesma causa.
É VERDADE OU NÃO É?

Xacal disse...

Caro comentarista,

permita-me discordar...no texto está claro:

há a necessidade da consolidação de um campo de oposição que rompa com as práticas denunciadas...

o vereador bacellar não pode ser coonsiderado um opositor, justamente porque foi um dos pilares desse modelo que combatemos...

suas denúncias se prestam muito mais para desqualificar as investigações que podem atingí-lo do que pela intenção de corrigir seus erros passados...

assim como rejeitamos o discurso dos patetas da lapa em associar todas as denúncias ao descontentamento dos telhadeiros alijados do poder, não podemos vincular a agenda política dos que desejam uma Campos dos G. melhor com as demandas do vereador...

uma oposição que se prentende como tal, não pode referndar quem se utiliza dos mesmos expedientes dos napoleões da lapa...

um abraço...

se ele sabia de tudo isso, durante tanto tempo porque se calou...?
onde estão as provas...?