quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Pêndulos...

A banca nunca perde...

É interessante observar a movimentação política, e a forma como essa movimentação repercute na mídia, e como cada veículo "escolhe" a "forma" de publicar sua "versão dos fatos"...

Muito embora a prefeita Carla Machado não esteja mais no rol de "amigos" do casal napoleão da lapa, e que um de seus opositores, o ex-prefeito Betinho, o herdeiro da oligarquia política local dos Dauaire, agora seja cortejado como "cristão novo", não há, tanto no discurso desse "novo aliado "Betinho, nem nos meios de comunicação alinhados ao patetado da lapa, o grupo o(r)di(n)ário, uma linha sequer contra os mandos e desmandos do "apadrinhado" do governador, o Eike Batista...

Mesmo diante do escândalo que reside no fato do Governo do Estado comprar e doar terrenos para a inciativa privada, nesse caso, grandes conglomerados econômicos, misturados a investimentos estrangeiros, em um híbrido de subvenção e "exportação das nossas divisas", os napoleões da lapa, e seu mais novo aliado sanjoanense fazem uma complicada caminhada sobre o "fio da navalha"...

Afinal, Eike Batista cerrou fileiras junto ao casal da lapa, e portanto, é poupado das críticas, mesmo que na sua ação e apetite pelo dinheiro público, que repouse boa parte dos problemas que assolarão SJB...

Está aí mais um item da receita de "sucesso" do barão de SJB: aposte em "todos" os "cavalos do páreo"...


Bêbados e equilibristas...

Por outro lado, os caolhos da cidade, que tem um de seus integrantes como articulista de um ex-jornal local, acostumados a embriaguez que o poder e as verbas publicitárias governamentais trazem, e desesperados por um balcão que lhes cure essa abstinência, "pulam" de um lado para o outro, se "equilibram" e dão "piruetas"...Agora, que a prefeita sanjoanense faz parte do círculo de "amizades" do governador, que mantém o ex-jornal e o grupo de comunicação ao qual estão filiados sob a rédea curta, os caolhos da cidade poupam a prefeita e batem duro no barão de SJB...

É a miopia seletiva dos nossos líderes e seus jornalistas de coleira...

E o interesse público..??? Interesse público, o que é isso...??? Isso é coisa de gente ranzinza e frustrada...!!!

3 comentários:

Claudio Kezen disse...

Se não fosse trágico eu diria que mais parece o "samba do crioulo doido".

Luiz Felipe Muniz disse...

Xacal, deixo aqui também a minha impressão sobre este dia em que a Prefeita Carla falou publicamente em Brasília sobre o Complexo do Açu:

Não se trata, absolutamente, de uma questão tão rasa como a posta pela Sra. Prefeita:
"Estamos tendo o cuidado possível para acomodar a questão ambiental e principalmente a população.”

"Acomodar"? Este não é o verbo que deveria fazer parte desta vital discussão - que deveria ser muito mais democrática -, mas sim o verbo "Inserir".

A pouca transparência e o excesso festivo entorno do "Complexo do Açu" somente produz desconfiança e preocupação, não somente entre os que já conhecem bem as mazelas sócio-ambientais promovidas por investimentos similares mundo afora, mas também entre as humildes e despreparadas comunidades rurais e urbanas de nossa região, que já estão sentindo os efeitos deste processo em implantação surda e veloz.

Mesmo com a ação oportuna e corajosa dos membros do Ministério Público Federal, sinto dizer que não creio que chegaremos a um cenário mais equilibrado, seguro e sustentável para as atuais e próximas gerações regionais.

A intervenção empresarial proposta, parece ter proporções bem mais amplas e complexas do que as estruturas atuais do Poder Executivo - de fiscalização e controle sócio-ambientais -, municipal, estadual e federal podem dar conta, com isso, vigora o império da omissão coletiva e pública, onde a maioria dos cidadãos e cidadãs apenas se orgulham com a idéia de que finalmente o "progresso" nos alcançará, incapazes de supor o grau de transformações que será imposto nesta macro-região brasileira nos próximos meses e anos.

Este é um empreendimento gigantesco que não tem rosto e nem
bandeira oficial que se responsabilize pelas consequências reais que já ocorrem. A tática foi colocar a cara do Estado na frente da população para dialogar o mínimo com ela, enquanto os projetos e os trabalhos são tocados velozmente por diversas empresas dia e noite...
Um "Pool" de companhias que não conhecemos sua história e nem os seus compromissos com a região...a grande maioria de nós somente continua adorando aquele sorriso mágico e meio irônico do mega-especulador Eike Batista, que muito em breve sairá de todo o complexo pela tangente...pois a sua questão é vender informações privilegiadas e colher fartos lucros por onde chega...
Ainda veremos muito mais!!

Anônimo disse...

o pior é que bibas como um desses caolhos ficam se apegando a questões menores...
veja hoje o caso do artigo do caolho sem cargo no governo municipal atual, que, escorado pelo que disse uma colega dela de "sindicato" resolveu escrever sobre a prefeita...
não bastasse a cara de pau de criticá-la, tendo feito parte do governo da biba mor, resolveu atacar focando o repertório escolhido pela prefeita-consorte nas apresentações com Elymar |Santos etc.
é muita falta do que dizer...