domingo, 30 de agosto de 2009

Da série: ou rima ou sai de cima...

A poesia é morta...

Não há poesia na dor,
Não há poesia nas palavras,
Não há poesia no amor,
Não há poesia nos poemas,
Não há poesia na felicidade,
Não há poesia nos problemas,
Não há poesia no sexo,
Não há poesia no simples,
Não há poesia no complexo,
Nem há poesia nessa pobre rima...

Não há poesia no dia,
Não há poesia na noite,
Não há poesia no tempo...
Não há poesia no sol,
Não há poesia na lua,
Não há poesia nos astros,
Não há poesia em deus,
Não há poesia no diabo,
Não há poesia no paraíso,
Não há poesia no inferno,
(embora esse último seja inspirador)...

Só há poesia no fim,
Só há poesia na morte,
Que sempre vem,
No sul,
No leste,
No oeste,
No norte...

Cedo,
Tarde,
Dia,
Noite,
Violenta,
Natural,
Premeditada,
Casual,
Motivada,
Ou banal...
Sofrida,
Suicida,
Ou atentada...

Só há poesia na morte,
Que sempre vem,
Sem azar,
Sem jogo,
Sem sorte...
Ela sempre vem
Para o rico,
Para o pobre,
Para o fraco,
Para o forte...

E se é verdade que,
a vida tem sempre razão,
A morte é a única que não nos abandona...

Xacal, aos 30 de agosto de 2134, quando estaremos todos mortos, queiramos ou não...

9 comentários:

°•~ ∂ąnnι °•~ disse...

Esse poema é uma facada de realidade no meu coração. Mais ainda, não foi dessa vez... tenho muito que viver!

Bom domingo Xacal!

Bjs!

=)

Anônimo disse...

Sabe, vc está coberto de razão. A poesia é um artifício que empregamos quando necessitamos de ver a vida mais colorida. Na verdade, a grande poesia é a morte porque na realidade é experiência única de todos nós. A rima negocia com o homem o seu estado de espírito e, como poeta que somos, cada fragmento da vida quase sempre não dispõe do significado tão feliz assim. Viver é aprendizado sempre.

Anônimo disse...

Tá deprimido, vai tomar um remedinho amigo....

GAOTINHO disse...

Xacalzinho Viado
So hoje pude ler sua postagem
Vc e um pseudo intelectual q foi posto e jornalista incompetente q foi posto pra folha da manha e do diario e tem raiva disso.
va se fuder vai ser homem deixe de ser viado .
ou vc acha q nao sei qm e vc seu babaca gordo, escroto
Vem aqui falar mal dessas merdas de jornais q campos tem prq vc foi expulso deles

terminando
vai tomar no olho do seu cu - seu frustado - vai ter q continuar pagando a meninihos para te comer o resto da vida ... q destino
peca perdao a diva abreu aluizinho e volte pro seu reduto.
publica isso macho(Macho?)

Gaotinho

GAOTINHO o analista disse...

Ah Esqueci
Coisa de viado esse poema - lidar com o obvio
Vai procurar menininho pra sair com vc - deve estar se mordendo pela sua situacao deseperadora de "ser ou nao ser"
Do Gaotinho - seu seguidor fiel, analista, psicoanalista,neuropsiquiatra

Xacal disse...

só publiquei essas sandices para expor o óbvio: recalque sexual de último estágio...fixação anal...dentre outros traumas...

ahhh, meu amigo, pode ter certeza de algo: se tiver que trabalhar para a folha de embrulhar pexe podre ou o ordinário prefiro ficar tetraplégico, pois ao menos, serei digno de pena...

o que não é o caso de quem lá trabalha, que nos provoca asco...

um abraço, e continue a ler e espumar por aqui...sua presença é pedagógica: sabemos sempre quão rasteiro pode chegar um ex-ser humano...

Anônimo disse...

Não liga não Xacal, tem pessoas que nunca vão entender os argumentos sutis ou não que os poetas usam quando investigam a verdade das coisas!

Mariana

Xacal disse...

eu não sei quem é mais idiota:

eu por escrever essas idiotices, ou os idiotas que acham que ela revela algum estado de espírito meu...

não falo das críticas ou dos elogios...elas são o resultado que se deve esperar, afinal, se não quer opinião, guarde para si...

nem falo dessas idiotices do tipo, xacal viado, isso ou aquilo...

falo dessa coisa de depressão, e tomar "remedinho"...meu amigo, das 13:14:
não sou chegado a auto-medicação(não mais), mas tenho certeza de uma coisa:

se estivesse deprimido, e buscasse seu conselho para me "medicar", preferiria sua irmã, sua mãe, sua esposa, ou quem sabe todas elas juntas, num tremendo bacanal comigo...

ahhh, e você que gosta de "remedinhos", poderia assistir tudo com um supositório extra-large-top-plus-invader-tabajara, enfiado em seu brioco...

isso sim, seria a cura para os males de minha sofrida alma...

Anônimo disse...

Há comentários irritantes , que são feitos sem embasamento, só para instigar. Aprendi com a vida nos meus 65 anos de idade que o SILÊNCIO é o melhor argumento e a melhor arma contra os que vivem com pedras palavras, pedras gratuitas atirando em um e outro.A contestação muitas vezes não é o melhor caminho.