sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Diário de bordo...


Aos dezessete dias, do duomilésimo nono ano da graça de Vossa Presidência, inphormou-me o grumete, don Cabezza Lopes, que a nau do grupo dos treze sophreu uma grave embhoscada...Consta que nas tratativas de paz que mantinham com o líder da trybo dos chuchu-cabeças-de-bacalhau, sofreram um ataque inesperado...Os selvagens já mantinham, em segredo, uma negociação com a chephe da capythania denominada campo majoritário, para libertar duzentos e cinqüenta selvagens da sua etnia, e que também o nomeará como seu preposto na vila pt nessas plagas planas...Assim, Vossa Presidência, saiba que boa parte dos integrantes da tripulação do grupo do treze ficou refém dessa traição...Alguns dos nossos estão a sofrer torturas terríveis, de corpo e espírito, mas outros, como é do espírito dessa raça, já se alinharam aos novos poderosos...Resta saber se os que sobraram, como nós, e ainda leais a sua causa, e a missão que nos foi designada, afundarão a nau, para evitar que tais recursos sejam utilizados por nossos inimigos, ou se nos renderemos sem luta...A situação, com bem vês, ó Vossa Ignácia Presidência, é delicada, e não há, dentre os navegantes da nau do grupo dos treze, quem se ofereça a tão despropositado sacriphícyo, ainda que em Vosso Augusto Nome...Essa nau do núcleo Lenilson Chaves, como também sabes, está à deriva, com vários buracos no casco, e tudo indica com inimigos inphiltrados, e tudo que posso adiantar, é que esses traidores têm sobrenome de árvore e muita cara-de-pau...Para nosso desgosto, lhe informo que nossa missão, outrora cercada de bons ventos do otimismo, falhou...Deixo esse registro, e comunico a Vossa Presidência que afundaremos essa nau, a do núcleo Lenilson Chaves, para que a tripulação se disperse, e talvez, se Vossa Presidência assim concordar e determinar, tornarmos a nos reunir, quiçá com novos tripulantes e vontade nova...Mantenho em minha guarda a bandeira e os selos da nau núcleo Lenilson Chaves...É a mais dura e triste verdade, e perdoe-me o termo chulo: estamos phodidos...

É o que nos cabia registrar, e nada mais havendo, vai por mim assinado...

Aos vinte e um dias do duomilésimo nono ano da graça de Vossa Presidência...

xacal dos açores, torpedeiro, empalador oficial e escrivão de bordo...

2 comentários:

Anônimo disse...

O que isso, companheiro, desânimo tão cedo. Na guerra é assim mesmo. Uns vão até o final, mesmo que inferiorizados, outros batem em retirada, seja por conveniência ou vaidade, já que contrariado foi o seu projeto.

Xacal disse...

não, imbecil...só os idiotas continuam, por vaidade ou por conveniência, mesmo que inferiorizados, e em situação adversa...

foi assim com napoleão, foi assim com hitler e foi assim com alexandre, o grande...todos mortos...

uma boa e estratégica retirada permite o reagrupamento das tropas para novas batalhas, é claro...

logo se vê que o idiota nada entende de guerras ou batalhas...

bom, deixa para lá...informação também é item fundamental, e pelo que demonstrou, o "idiota companheiro" tá desinformado...


PS: inteligente aprende com os próprios erros, já os sábios, aprendem com os erros alheios...
e creia, imbecil, durante toda a guerra que foi, e é minha vida, aprendi a escolher as batalhas nas quais lutar...e tenho certeza que lutar ao lado de gente como você não me trará nada, além do infortúnio...boa sorte, ó mártir...!!!