sábado, 15 de agosto de 2009

Paz, amor e rock'n'roll...

Geralmente, slogans de gerações, de movimentos, acabam capturados pelo mercado e pela indústria cultural...Não foi diferente com a gerção beatnik, que teve na poesia, na literatura e na música, expoentes como Ginsberg, Burroughs, Kerouac, Jim Morrison, Robert Plant, Hendrix, Joplin, Santana e tantos outros...

Mas reduzir toda essa torrente criativa a um rótulo é simplificar demais as possibilidades que foram inaguradas por aqueles cabeludos-sonhadores-viajantes...

No entanto, cada geração tem, de uma forma e de outra, um evento que marque, para o bem ou para mal o ápice ou a decadência de seus valores e sua estética...

Assim, a geração babyboom estadunidense(e mundial) teve sua "inocência" sepultada com Kennedy, a luta pacífica pela tolerância racial sucumbiu com Martin Luther King, e a geração desbunde teve seu auge em Woodstok, ao mesmo tempo que soterrou seus sonhos com o assassinato de Lennon...

Woodstock é um desses momenos míticos...mágicos...que só nos deixa esse sentimento fake de sentir saudade do que não vivemos...

O desejo era deles, mas o legado é nosso: viver em harmonia...

Deleite-se com as imagens que o blog UENFezado(uenfezado.blogspot.com)colocou no ar...






Nenhum comentário: