terça-feira, 11 de agosto de 2009

Silêncio ensurdecedor...

Perguntar não ofende:

Por que a maioria da imprensa local não perguntou a um nobre e tonitroante vereador sobre a prisão, pela Polícia Federal, de um dos seus auxiliares mais próximos, ex-policial militar, expulso da corporação, acusado de executar três jovens na área central da cidade, dentre outros crimes ligados a grupos de extermínio...

Afinal, esse parlamentar causou tanto rebuliço ao mencionar grupos policiais, supostamente, envolvidos com práticas nefastas, e agora, nenhum pronunciamento bombástico, nenhum dossiê...???

E por que será que a imprensa local manteve tanta discrição sobre esse caso...???

6 comentários:

Antonela disse...

XACAL,
NÃO CONSEGUI IDENTIFICAR O VEREADOR.
VEJO A CÂMARA INTEIRA,MAS NÂO CONSIGO IDENTIFICAR QUEM.
PODE DAR UMA DICA?

Xacal disse...

minha cara, de qual planeta você caiu...? dê uma olha na imprensa entre os dias 22 e 27 de junho...

ahhh, e se quiser e conseguir, nas atas das sessões da câmara...

Anônimo disse...

É bom lembrar que este mesm ex-policial, até me prove o contrário sujeito gente boa e muito prestativo também prestou serviço de segurança ao ex-político Garotinho. Pessoas destemidas (e armadas até os dentes) como ele são sempre procuradas por politicos para compor suas seguranças. por que será?

Bicho Possuído disse...

Difícil identificar este vereador no meio de uma câmara cheia de vereadores suspeitos.
Onde está o Wally?


Bicho Possuído

Anônimo disse...

Caramba!
Ninguém ainda percebeu que se trata do pig-spirit. O mesmo cuja família tem um laboratório e vende o teste contra gripe porquina a R$ 105,00?

Anônimo disse...

Caro comentarista das 16:25, procure saber mais da árvore genealógica alheia (coisa de campista que adora a vida extra muros) e perceba, para evitar o arroto de bobagens, que o do laboratorio nada tem em relação ao eletricitário. Siga a regra ditada em para choques: " Na dúvida não ultrapasse!".

Marcio Pereira.