quarta-feira, 26 de agosto de 2009

TrOLhadas mundiais...

Clima tenso...
Some a temperatura para a Reunião de Cúpula da América Latina, que acontecerá daqui a três dias, em Bariloche, Argentina...O presidente venezuelano Hugo Chávez disse, ontem, sem meias palavras, em sua aparição na TV Bolivariana, Telesur:"Ahora nos acusan a nosotros de injerencia (...). ¡Qué Gobierno tan cínico, tan inmoral! (...) Vayámonos preparando porque esa burguesía colombiana nos odia y ya no hay aquí posibilidad de un retorno o un abrazo, esas siete bases yankis son una declaración de guerra contra la Revolución", ha proclamado.(Agora nos acusam de ingerência(...). Que Governo tão cínico, tão imoral!(...)Estamos atentos porque essa burgeusia colombiana nos odeia e não há aqui a possibilidade de um retorno ou um abraço, essas setes bases yankees são uma declaração de guerra contra a Revolução", proclamou.


O último dos moicanos...
A família Kennedy, símbolo estadunidense e de boa parte do mundo ocidental, personagens de histórias e lendas, todas pontuadas por tragédias, sofreu mais uma perda...Morreu aos 77 anos(uma exceção na família, onde as vidas são breves e intensas), um dos bastiões da esquerda dos EEUU, o senador Edward Kennedy, conhecido por sua influência e sua enorme capacidade de costurar acordos no Congresso dos EEUU...Jurista, titulado em Harvard e pela Virginia University, Ted Kennedy, como era conhecido, mantere-se distante da linha de sucessão presidencial, desde a morte de Robert Kennedy, em 1968, cinco anós após a morte, em Dallas, do mais famoso dos Kennedy, o presidente John Kennedy...


Enquanto isso...
Em Honduras, nada de novo, e permanece sentado na cadeira de presidente, o golpista Roberto Micheletti, com a leniência cúmplice de Washington...


Fontes: El País, The Independent...

Nenhum comentário: