sábado, 17 de outubro de 2009

Especulações...

Na esteira da mídia tradicional e dos blogs, que se dedicaram a analisar a corrida sucessória presidencial, a partir das dúvidas/dificuldades do demotucanos, e das possibilidades da construção de um ou outro cenário, com serra ou aécio, vamos nos aventurar, e também expor nossa rasa e rala opinião...

Primeiro é bom que se confirme a natureza das análises...São todas opinativas...As nossas e dos outros, embora, o arcabouço teórico(falta dele) e a pouca experiência em assuntos eleitorais e políticos nos deixem em desvantagem, e diminuam a qualidade dos nosso palpites...

Dito isso, vamos a "trabalho"...

Havendo segundo turno, o candidato do governo estará nele...Isso é 99,99999% certo, salvo alguma tsunami, ou hecatombe nuclear...Há chances de haver um único turno, e os balões de ensaios pré-campanhas, lançados pelo governo, como Ciro, e a própria Dilma, que ainda está sob "teste de estresse de material", autorizam-nos a dizer que os índices decrescentes de serra, permitem a construção dessa remota possibilidade...

A própria presença de aécio no páreo é uma sinalização disso...aécio construiu seu cacife como um anti-tucano, ou seja, é mais conhecido e admirado por se aproximar do PT, do governo e de Lula, do que fazer oposição...A foto em que aparece junto com Dilma e Ciro, no início da "caminhada" de Lula pelo Nordeste e dos canais do "velho Chico", é também outro sinal forte dessa tendência: a oposição demotucana está raquítica e desorientada...

A operação política para construir a candidatura presidencial de serra é delicadíssima...Os riscos são altíssimos, e não há muito otimismo com as chances de vitória...Derrotado, serra está fora do jogo, quase que definitivamente, pois qualquer que seja o resultado da eleição ao governo do seu estado, SP, seu capital político será demolido: se ganha o PT ou o PSB de Ciro, pelos motivos óbvios, se ganha o psdb de geraldinho "chuchu" alckimin, serra perderá espaço dentro da luta pela hegemonia do tucanato paulista...Será o início do fim, inclusive pela própria idade, que já tolhe os ímpetos de poder...Ficaria sem mandato, sem máquina partidária, e cercado por inimigos...

Por isso, serra oscila tanto, vacila tanto...Se mantiver o posto de governador, se for reeleito, o que seria mais fácil, ganharia a condição de liderança partidária inconteste, uma vez que teria "cedido" a vez para aécio, em nome da unidade, e esse último estaria abatido pela derrota...Com o governo Dilma ou Ciro, as dificuldade de oposição seriam diminuídas, pois o gigantesco carisma de Lula estaria fora do Planalto...

Há outro que favorece aécio...Na ausência de um palanque forte no RJ, nas eleições presidenciais de 2002, quando serra ainda tinha uma presença nacional, pelo fato de ter sido ministro da saúde, os demotucanos penaram com números eleitorais risíveis, com 8% dos votos...Em 2006, o desempenho de alckimin também não forma muito melhores...Some-se a isso, que em Minas, outros enorme e decisivo colégio eleitoral, as dificuldades seriam enormes com o "preterido" aécio, hoje mais próximo do governo do que da oposição...

aécio seria o candidato do psdb com mais "cara de carioca"...Encarna o perfil zona sul-leblon, com jovialidade e estampa(playboy com sucesso entre as meninas) e por fim, conta com a fama de bom gestor, vinda lá do seu Estado de Minas, com sucesso nos números da segurança pública(22,45 menos homicídios em 2008, por exemplo), dentre outros...Ao contrário de serra, enrolado com ambiente de guerra civil nas ruas da periferia paulista, problemas com a construção do metrô, escândalos com a Alstom, fornecedora de trens francesa, etc, etc, etc...

Mas sabemos que o jogo não se resolve apenas por esses motivos...O fator determinante está nas mãos de serra, é ele quem manda na máquina do partido...aécio seria um outsider, dentro do prórpio ninho tucano, inclusive pelo trânsito que mantém com o PT mineiro...

As chances de aécio são reais, pois embora a "bola" esteja com serra, ele mesmo pode decidir passá-la...


Nenhum comentário: