sexta-feira, 2 de outubro de 2009

O passado já chegou...!

Com o avançar dos meses, a temporada se chuvas de aproxima, e as prometidas intervenções da administração pública, prometidas em campanha do atual governo, que evitariam novas catástrofes, inacreditavelmente, ainda estão em seu início, o que coloca em risco, novamente, as populações atingidas pelo período de cheias...

A despeito das discussões sobre de quem seria a "atribuição" dessas intervenções, é, no mínimo, imoral que uma prefeitura que "nade" em bilhões de royalties, a cada ano, não promova, a seu custo, que inclusive poderia ser cobrado depois, na Justiça, aos outros entes responsáveis e ineptos, as medidas exigíveis para evitar o sofrimento das famílias e o prejuízo do setor produtivo agropecuário...

Na defesa do indefensável, os secretários municipais se revezam em programas de rádio, para cumprir a tarefa cara aos "magos de comunicação": minta mil vezes, e transforme a realidade...

Acontece que o tempo, como dissemos, é implacável: a "herança maldita" já é do próprio atual governo, ou seja, como mais de 08 meses de administração, é possível dizer que já há uma "herança de omissão e incompetência do próprio governo"...

Outro aspecto que revela tamanho cinismo de algumas "autoridades", é falar em carência de recursos, quando se vê a generosidade do poder público em contemplar projetos de terceirização caríssimos e injustificáveis, ainda que ratificados pelos tribunais superiores, onde estão, estrategicamente colocados, os magistrados indicados na gestão estadual(1998-2006) do casal de prefeitos...

Resta lamentar...

3 comentários:

Anônimo disse...

Xacal,
Sem falar que há previsão de epidemia de dengue, devido às chuvas.
Conversei com os agentes da dengue alguns dias atrás, perguntei como estava a situação e eles responderam tão desanimados, que acabei ficando preocupado. Disseram que na gestão do governo anterior, havia um programa de monitoramento dos focos da dengue, por trinta mil reais mensais, que o governo atual extinguiu por considerar muito caro. Além disso, reduziram a quantidade de agentes trabalhando.
Responsabilidade com a saúde, o governo acha caro, mas as licitações absurdas correm soltas.
Lastimável mesmo.

Bicho Possuído disse...

A tática está armada.
Estçao esperando as chuvas chegarem, inundarem tudo para decretar emergência e assim contratar uma empresa (empreteira) conhecida para executar os serviços sem licitação.
Quem quer dinheiro!!!
E assim, a água que transbordar do rio ururaí vai sair no ralo da Lapa cheia de "onças" e "garoupas".

Bicho Possuído

Anônimo disse...

Pergunte a esta corja cadê os Agentes Comunitários de Saúde.