quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Órfãs de pai, filhas de um monstro...

Notícias de um escabroso caso do pai que estuprou suas duas filhas, na cidade de São Fidélis...
Infelizmente, nos últimos dias se multiplicam os casos de abuso sexual de crianças...
De toda forma, esse aparente crescimento da notificação, embora horrorize à todos, pode significar que esteja chegando ao fim o terrível silêncio que soterra o sofrimento desses vulneráveis...

De acordo com as informações, Roberto Dias Guimarães, 50 anos, morador da zona rural de São Fidélis, estuprava suas duas filhas, X., hoje com 18 anos, e Y., com apenas 10 anos... X. foi abusada desde os onze anos...A violência se manteve durante todo esse tempo, e, de acordo com a vítima X., a última ocasião na qual foi violentada, foi quarta-feira da semana passada, dia 07.10.2009...

O laudo do IML comprovou a conjunção carnal de Roberto com X...No caso da Y. não houve violação, e sim a prática de atos libidinosos...

Durante todo esse tempo, Roberto manteve X. sob toda sorte de ameaças...X. temia que seu pai pudesse atentar contra sua vida e de sua irmã...Com riqueza de detalhes, ela descreveu para os policiais, uma assistente social e uma conselheira tutelar, presente para auxiliar no depoimento de sua irmã de 10 anos, também abusada pelo pai, como seu pai lhe molestava, o ciúme possessivo dele, que lhe dizia que era ela sua propriedade, bem como sua premeditação, quando interrompia o coito para evitar uma indesejável gravidez da filha...

Toda a história de terror das duas meninas veio à tona, quando o pai passou a assediar a filha menor, Y., que contou a uma colega...Essa colega de Y., ao chegar na sua casa, que fica na vizinhança, falou para sua mãe...De imediato, a mãe da colega de Y. ligou para a polícia, que, então levou as vítimas e sua mãe para a 141ª DP...Mais tarde, os policiais retornaram a localidade, na zona rural de São Fidélis, para encontrar Roberto...O detalhe é que ele avistou de longe a viatura da PM, tentou fugir dos policiais militares, foi detido após longa perseguição à pé por diversas propriedade rurais...

Durante todo os dias de anteontem e ontem, os policiais civis interrogaram as vítimas, a mãe da vítima, os policiais militares, e outras testemunhas, e conseguiram reunir indícios suficientes para que o Delegado, Hugo Werneck Campos,titular da 141ªDP, pudesse requerer a prisão do estuprador, no inquérito policial 141-00698/2009...

Nesse inquérito, consta também a confissão do autor, que admitiu, para espanto de todos, que abusou de sua filha X., embora negue que tenha praticado os atos libidinosos contra Y., sua filha menor...Nas suas declarações, Roberto disse que sua filha "o provocava"...Pretende assim, em sua cabeça doentia, transferir a responsabilidade dos atos para a vítima...

A Meritíssima Juíza da 2ª Vara Criminal de São Fidélis, Juliana Andrade Barrichello, através do processo n.º 2009.051.002478-2, decretou a prisão preventiva de Roberto Dias Guimarães, que foi recolhido a Casa de Custódia Dalton Castro...

Roberto Dias Guimarães teve sua conduta tipificada pelo artigo 217-A, com redação alterada pela nova legislação, que tornou mais altas as penas, como também aumentou a proteção as vítimas menores, e enfim, transformou a ação em pública incondicionada(independe da representação das vítimas)...

7 comentários:

Anônimo disse...

A eficiência de Barrichello

Seria interessante que os referidos policiais, a assistente social e a conselheira tutelar fossem designados para Campos(meninas de Guarus). Senão, tudo vai ficar como dantes...

Herval Junior disse...

A filha o provocava? Como assim?
Cadeia nesse monstro!

Anônimo disse...

"E se somos Severinos
iguais em tudo na vida,
morremos de morte igual,
mesma morte severina:
que é a morte de que se morre
de velhice antes dos trinta,
de emboscada antes dos vinte,
de fome um pouco por dia
(de fraqueza e de doença
é que a morte severina
ataca em qualquer idade,
e até gente não nascida)."
Triste mesmo são essa Severinas, mortas em vida, mortas na alma, na dignidade e nos seus sonhos

Mariana

Anônimo disse...

A criança, além de todo o sofrimento durante o abuso sexual, pode sofrer danos a curto e longo prazo; e uma simples intervenção precoce e efetiva pode modificar todo o desenvolvimento da criança. O “poder masculino” na relação de gênero, ou seja, o fato do homem ainda possuir o papel de patrão, de dono e de ser superior à mulher, é fator determinante da violência contra crianças, baseada numa cultura adultocêntrica (o adulto sabe tudo, pode tudo).
O pedófilo é um verdadeito monstro, deveria ser impedido de viver em sociedade!

Anônimo disse...

Cadê os políticos que seduzem menores de idade? Tem gente muito graúda, com parentes mais graúdos ainda nessa história que se vim a tona vai desabar o castelo de areia de algumas carreiras políticas. Será o fim de um ciclo, um nefasto ciclo, mas esta cidade, o povo campista perdeu o brio historico, não vai denunciar nada, ficará tudo sob o manto da hipocrisia. êta cidade, eta povozinho infeliz

Anônimo disse...

Carne nova no pedaço.Os presos vão se dar bem.Mais um pedófilo que vai virar lavadeira!ATENÇÂO: Vamos cuidar melhor de nossas crianças e ficarmos atentos a todos os detalhes do seu dia-a-dia.

Anônimo disse...

Quando se trata de pessoas influentes em Campos das Meninas de Guarus não aparece ninguém para resolver os crimes contra estas crianças. Será porque são pessoas poderosas? Próximas ao poder?