sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Para que servirá esse diploma...?

Não é à toa que a FAFIC afunda em dívidas e péssima reputação...A despeito de ter sido "cevada" com dinheiro público nos últimos anos...

Peguemos como exemplo, embora não generalizante, a face pública do ensino daquela instituição: A sua Rádio Educativa...

Não conheço a legislação de outorga de concessão de rádios educativas, mas creio que, a 107,5 FM pode ser chamada de tudo, menos de educativa...

Os fins comerciais estão explícitos, e agora, nem disfarçam mais sob o "rótulo cínico" de "apoio cultural"...

Como se não bastasse, nos últimos anos, em troca dos "favores do Erário", a rádio cedeu espaço para programas chapa-branca, desde telhadeiros até os atuais (des)governantes...

Agora, o pior de tudo mesmo é ouvir um dos locutores-aprendizes, que não por coincidência divide espaço com seus mestres-chapa-branca, tropeçar em cada sentença que pronuncia...Engole a pontuação, "assassina" a concordância, e como se não bastasse, emite opiniões preconceituosas, onde esbanja obtusidade e falta de informação...Com todo respeito ao mundo animal, o "garoto" é um asno...!

Perguntamos: O que fazem no curso de comunicação social dessa FAFIC...? É isso que sai de lá, para produzir o que iremos ouvir, ver e ler...?

É esse o diploma que reclamam...?


Atualização: esse post é só uma lembrança que o xacal está mais polido, mas sua "natureza" continua intacta...




14 comentários:

Anônimo disse...

Sendo a rádio Educativa uma concessão Federal e estando em desacordo com a legislação vigente, que rege o funcionamento das rádios educativas, cabe representação ao Ministério Público Federal, que tem atribuição para agir nesse caso.

Anônimo disse...

O novo comandante geral da Defesa Civil, Marcos Soares, é formado em quê?

Xacal disse...

caro comentarista,

veja que seu comentário nada tem a ver com o tópico...a não ser pela palavra diploma...

mesmo assim, eu o publiquei para ilustrar algumas questões:

1.não exigimos do secretário, ou de qualquer outro integrante desse ou de qualquer outro governo(que fique claro)que ocupem seus cargos políticos com "diplomados", ou "técnicos", até porque acreditamos, piamente, que toda essa lenga-lenga de tecnicidade é para esconder as escolhas políticas que quem não quer se submeter ao debate, e se esconde em critérios "neutros", ou técnicos...

o compromisso que cobramos dele, e dos outros, é com os interesses da maioria da população, com os princípios da moralidade e legalidade administrativa...se tiver isso, utilize os "técnicos" para executarem tais premissas...

2.eu não sei se você tem diplpoma ou não(e não me interessa), mas veja que ele não afastaria sua indelicadeza de postar um comentário em um tema totalmente alheio, em desrespeito a esse publicador e aos leitores que compartilham com você essse espaço...lembre-se, você não é obrigado a estar aqui(lendo ou comentando), mas se o faz, deve respeitar as regras...é como ir em uma festa de casamento de cuecas...

um abraço...

Anônimo disse...

Pode a Difusora fazer propaganda para candidato à OAB??
Xico faz todos os dias em seu programa e pelo que sei isso é ilegal, mas aqui tudo que é ilegal é legal aos olhos das autoridades, depende só de quem faz.

Anônimo disse...

Caro, Xacal, algumas pessoas estão tendo "facilidade" para obter o diploma da
FAFIC; o "comentário" é pertinente ao "tópico" a citada instituição está sob investigação.

O mencionado comandante geral da Defesa Civil já rodou em vários cargos da PMCG, não deu certo em lugar nenhum, porque utiliza uma certificação que não possui, se é que você me entende...

QUANTO À:

01- "acreditamos, piamente, que toda essa lenga-lenga de tecnicidade"

Não estou discutindo "diploma", mas sim formação acadêmica, algo em que todos acreditam quando têm acesso, por exemplo, à pesquisa.


02- "mas veja que ele não afastaria sua indelicadeza"

Jamais cometeria uma indelicadeza com uma pessoa que tem uma visão tão crítica e profunda; não há um dia que eu não leia os seus textos(estão cada vez melhores).

Obrigado pela atenção! Um abraço.

Xacal disse...

caro comentarista,

o mal jeito, se deve a tantos comentaristas, que de quando em vez, resolvem apoquentar nossas idéias...exageros acontecem, e esse foi o caso...

mal entendidos desfeitos, voltemos a rotina...

um abraço...

Anônimo disse...

Caro anônimo das 16:11

Acho que não há legislação que impeça propaganda para a disputa a presidência da OAB ou qualquer outra entidade de classe.
Acredito que cabe à entidade proibir ou permitir a propaganda em seu próprio estatudo, pois o legislador não deverá legislar sobre essa disputa.
Os advogados costumam ser bastante esclarecidos, de forma que se alguma chapa estiver se beneficiando da amizade com o radialista que vc citou, a própria classe deverá responder deixando de votar no candidato que tentou se beneficiar do abuzo.
Espero que seja assim: abraço!

Xacal disse...

caros comentaristas,

nessa questão de uso de meios de comunicação para campanha da OAB, embora não seja advogado, e acompanhe pouco a disputa, creio que os dois principais candidatos não podem reclamar um do outro, afinal, todos têm utilizado(execssivamente)os meios à sua disposição...

um abraço...

Jean disse...

Se bem conheço o estilo, o anônimo das 12:23 e 16:59 deveria ser tratado no feminino, bem como escrever "obrigada".
Beijos, querida.

Anônimo disse...

Quanto a FAFIC está provado na pratica que o diploma daquela é uma nulidade: vide a quantidade de profissionais oriundos de lá no mercado que continuam sem exercer qualquer coisa na area de comunicação. Talvez, assim como os diplomados de Esatacio e Universo os mesmos sirvam para limpar a bunda ou mesmo fazer concursos, o que,convenhamos, já é muito para instituições caça niqueis como as citadas. Perguntas que não querem calar: Há advogados que ouvem o programa do Chico? Que marca de gente é essa? Ah, sim: Não há preconceito aqui, só uma dose de coerencia.

Marcio Pereira

Anônimo disse...

Xacal,
pelo visto os comentaristas fugiram do assunto postado.
Mas só para acrescentar, é que o dito cujo projeto de radialista usa coleira e é metido a inteligente, você já viu uma coisa dessas?
Segundo - Sobre a propaganda para eleição na OAB. Um advogado publicou em seu blog recentemente, que havia uma legislação sobre o assunto, e que ele esteve no Fórum. Denunciou inclusive que a situação estava burlando a lei, e fazendo propaganda. Mas e quanto ao programa que ele possui em um canal de tv a cabo? O tal "Direito de saber 'errado'"? Pode ir ao ar, já que ele está em campanha?
PS - em um post por aqui você colocou "essse". Eu sei que a pressa é ínimiga da razão e os dedos acabam sendo mais rápidos do que o cérebro.
Fui...

Anônimo disse...

O exercício da Comunicação não deveria ser prerrogativa exclusiva de bacharéis em comunicação. Não que as faculdade sejam inútei,mas o problema em torno do fim do diploma para o exercício do jornalismo é, na verdade, a ponta de um outro iceberg, a saber: a completa inutilidade da maior parte dos órgãos de classe que, sendo inúteis, não mais justificam esses modelos arcaicos de corporação de ofício.
o diploma não fará ninguém escrever bem, nem ter mais ética.
Temos exemplos disso aqui na nossa cidade!

Anônimo disse...

Assis, Ramos, Rosa, Lispector, Buarque dizem obrigadOS.

Eu digo obrigadO.

"Se bem conheço o estilo, o anônimo das 12:23 e 16:59 deveria ser tratado no feminino, bem como escrever 'obrigada'."


Não posso falar sobre o anônimo das 12h23min, porém sobre o anônimo 16h59min, sim; sou eu(homem). Vejo o termo sugerido("obrigada") como elogio, pois escrever é arte de dizer o que pensa sem agredir.

Texto(tecido de palavras) serve de meio para expressar um pensamento e não para ser um mecanismo de acinte.

Além disso, a minha formação me proporcionou a capacidade de dominar as palavras para atingir os meus objetivos.

Teoria literária!

E, finalmente, no Brasil existem apenas quatro escritores que produziram obras-primas: Machado de Assis, Graciliano Ramos, Guimarães Rosa e Clarice Lispector.
Parece pouco, porém, no mundo, poucos países conseguiram tantos. Os citados escreviam com a alma feminina; quem segue essa linhagem é o Chico Buarque de Holanda, haja vista as composições ao estilo trovadoresco; nesse sentido eu estou em boa companhia.

Obrigado pela atenção! Um abraço.

Xacal disse...

com o perdão da discordância:

"(...) pois escrever é arte de dizer o que pensa sem agredir.

Texto(tecido de palavras) serve de meio para expressar um pensamento e não para ser um mecanismo de acinte."

essa, na minha quase-teoria literária, não é senão, um viés da comunicação escrita...

podemos sim, atingir objetivos(dar sentido ao que falamos), e, inclusive, agredir ou utilizá-la como(em suas palvras)"um mecanismo de acinte"...

se é verdade que a escrita é uma das formas de dar forma ao pensamento, onde ficam os pensamentos acintosos...? não será capaz de tê-los...

és então um ser "neutro", sem ódios, ou sem capacidade de verbalizá-los...?

não creio...não creio...mas sou capaz de aceitar que você acredite sê-lo assim...

uma pena...do ódio e do acinte, às vezes, vem tanta boa escrita...

o próprio Buarque, com raiva e ódio por toda forma de autoritarismo nos brindou com pérolas...

um abraço...