quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Sem estofo...

A professora Odisséia tem se esforçado para ocupar todos os espaços midiáticos possíveis...Isso é louvável, é claro...Mas é preciso que ela entenda que não basta forma, é preciso conteúdo...Explico...

Hoje pela manhã, no programa caolhos da cidade, foi instada a falar de vários assuntos, inclusive das discussões sobre LOA e PPA(Lei Orçamentária Anual e Plano Plurianual)...Mesmo diante da exigüidade do tempo, que impede discussões mais abalizadas, ficou patente um fato: a vereadora, por enquanto, se limita a repetir os chavões, ou seja, as críticas reverberadas sem o necessário conhecimento de causa, que, conseqüentemente, afasta a correção das distorções provocadas pela péssima gestão municipal...

No caso das bolsas de estudo, até agora, ninguém tocou em um ponto importante, e se o fez, não houve a repercussão devida, por motivos óbvios, a saber: a boa parte dos envolvidos, interessa a manutenção de tudo como está, para que se troquem apenas os nomes dos beneficiados...

Na prefeitura de Nova Iguaçu, por exemplo, existe um programa de bolsas universitárias que bem poderia servir de referência...
Por lá, os alunos são vinculados a um programa de estágio, onde em troca de uma carga horária que não prejudique seus estudos, desenvolvem atividades nas distintas áreas da administração...Isto é: são subsidiados por toda a sociedade, mas dão sua contrapartida aos seus "patrocinadores", os contribuintes...

Outro ponto relevante: o dinheiro é do beneficiado, e não há essa figura escabrosa da escola, faculdade conveniada...
Esse ponto é o mais grave no programa de bolsas municipais, quer seja ele para alunos do ensino fundamental ou superior...
É uma privatização descarada do dinheiro público, e mais grave ainda: O Estado, nesse caso, o município, utiliza recursos públicos para alterar as leis privadas de concorrência e para desequilibrar o patrimônio dos administrados, uma vez que as escolas preteridas no "programa", estarão condenadas a falência...Qual é o critério para que uma escola seja conveniada e outra não...?

Ora, ora, ora, no caso dos universitários, a concessão da bolsa também não pode estar vinculada a uma instituição, e sim ao beneficiário, que deve, em condições previamente acordadas, restituir os valores, como forma de criar um círculo virtuoso, de auto-financimento do programa...

Sobre isso, a vereadora nada falou, o que nos deixa a impressão de que lhe sobra vontade, mas falta uma boa assessoria...

Uma pena...!

11 comentários:

Anônimo disse...

Xacal,

Gostei da sua análise. A vereadora Odisséia, realmente demonstra despreparo para o cargo. Ela está mais preocupada em prestar contas a grupo Folha da Manhã, do qual ela é grande blogueira, afinal de contas a nossa companheira me parece que se deslumbrou pelo poder rápidamente, ou seja, caiu de pára-quedas na Câmara. Vamos dar um desconto!!! A Grande Companheira Odisséia já está picada pela Mosca Azul!!!

Um Abraço.

Anônimo disse...

É...pelo jeito parece que vc tá querendo fazer parte da assessoria dela, não é?
Só mesmo assim para entendermos sua crítica por criticar, quando a Vereadora foi empossada já no mesmo dia da audiência pública do plano plurianual. Tenha mais embasamento e fale de coisas que possuí (ou deveria) conhecimento.

À propósito: quando é que esse blog acaba mesmo?

Xacal disse...

caro comentarista,

já que você "mordeu a isca", vou lhe dar o benefício da resposta:

gritar ou espernear contra os fatos, não os mudará, a fim de que beneficie o que você crê, ou a quem você "segue"...aqui discutimos idéias...fé é para as religiões...

o seu problema pode assim ser dividido, e só piora a situação da sua "patroa":

1.a preocupação com os temas de políticas públicas não deveria se resumir a assunção do mandato, ou seja: quando você condiciona as informações e o trato com o debate a uma questão de precocidade do mandato, ofende a mim, e a sua própria "chefe", na medida que faz parecer que ela "desembarcou" no assunto hoje, ou ontem, ou melhor, semana passada...eu creio que não...ela já está na política faz tempo, e esse argumento(pobre)não cola...
2.quem não gosta de ser criticado tem dois caminhos: faça a coisa certa ou vá para casa...não há espaço para "amadores", nem "refresco" para ninguém: "o barato aqui é lôco, e o processo é lento"....ou seja: quem não tem competência, não se estabeleça...
3.quanto ao programa das bolsas e as críticas que teci, não vi nenhum comentário....cadê...? hummm, aí seria pedir demais para quem á pago só para retrucar...sem qualquer base teórica...sei não, desse jeito vai ficar igual ao patetado da lapa...

4.enfim, meu caro, sou concursado, realizado com minha profissão, apesar das dificuldades, e posso afirmar sem dúvidas, sou um dos melhores no que faço...a vereadora pode contar com minhas críticas quando quiser, agora, não estou disposto a "emburrecer" para ser assessor dela, que pelas suas palavras, parece que é "requisito fundamental"...

vou utilizar um tipo de português que talvez você entenda:

boa "çorte...", ôces vaum pricizá...!!!

Xacal disse...

PS: só um detalhe, pobre comentarista:

realmente, agora entendi o porquê da "bronca"...como a vereadora vai criticar um programa de bolsas que teve início no governo que ela defendia...?

é isso...como criticar algo que só mudou de gestores, embora o modelo permaneça...?

desculpe, agora entendi sua reação...juro, não era essa minha intenção...rsrrs...

Xacal disse...

PS2:
quanto ao fim do blog, não se preocupe...ele pode "acabar" para você agora, é só deixar de ler...pronto, simples assim...

Xacal disse...

ué, já desistiram...? tão cedo...? então, que venham os próximos da fila...

demorô...sorry, periferia...mas vocês não dão nem pr'o cheiro...

Anônimo disse...

Uma Odisséia no Espaço Campista, empolgada como(= igual) a filha de Garotinho depois é só festa e ostentação ou tentaçõe$, mais do mesmo.

Anônimo disse...

É...mordeu a isca!!! Ficou aborrecidinho porque suas intenções emergiram! Fique não...é sempre bom que exista oposição, inclusive na oposição, pois assim, ainda que as vezes gratuita, demonstra a evidências das discussões e dos pensamentos. Quanto a ser concursado...bem...prefiro não comentar este assunto nebuloso...Boa sorte para sua, nossa, dos munícipes nova Vereadora (conceda-lhe o benefício não da dúvida, mas da oportunidade).
Sorry periferia!

Xacal disse...

blá, blá, blá, e nada de argumentos...é bom isso, evidências daquili, e nada...malabarismo para reduzir tudo a uma questão pessoal, ou querelas menores...

essa, como dissemos, é a única possibilidade que eles têm de enxergar o processo político e sas discussões...

espero seus argumentos sobre o programa de bolsas...ahhh, como...? não ouvi...é claro, não têm nenhum...

quanto as questões nebulosas, não se apoquente, apresente todas...todas elas, e aqui discutiremos, muito embora eu não tenha mandato, nem tenha sido eleito para nada, que fique claro...

digo, e repito: concurso público, todos os bens declarados no IRPF, e um dos melhores no que faço...onde quer que tenha atuado...

mas como disse, o assunto é programas de bolsas....cadê o argumento...?

tsk, tsk, tsk...vai mal, assim vai mal...

Anônimo disse...

1- Programa de bolsas: repasse realizado aos conveniados com responsabilidade exclusiva, com cláusula de não-constrangimento (em caso de não pagamento não é possível interromper o curso do aluno), cálculo de custeio pelo índice remuneratório, conforme planlha estabelecida, até porque em havendo pacote do Estado, o custo deve ser menor. Controle por comissão municipal interpartidária reconhecida. Prestação de contas pública.

2- Encampar o projeto de eleições para diretorias e sub-diretorias das escolas municipais, nos moldes mais democráticos, inclusive com participação da associação de pais de alunos.

3- Análise, agora, com mais vagar, das alíneas orçamentárias, inclusive quanto ao dispêndio exarcebado paa merenda, sem paridade em todos os cantos do município, cumulado com ausência de projetos de capacitação inerentes ao corpo docente.

4- Perceba que pelas informações técnicas que possuímos, da competente assessoria, existe planejamento (veja estamos apenas sugerindo a emérita Edil)creio que com o tempo necessário, com sua equipe técnica assessorá a contento a Vereadora Odisséia. No mais, "os cães ladram, mas a caravana passa!". Sorry periferia!

Xacal disse...

ótimo, viu como nem doeu...? bastou uma leve provocação, e já correram para copiar e colar, para apresentar como proposta...não é nada, não é nada, mas já é algo...

vamos ao debate, embora prejudicado, pela falta de clareza do texto, típico de quem replica com resumos prontos, sem conhecimento...mas como disse, já é algo, então, como acho que vocês não apresentarão nada melhor, aproveitemos esse esforço enorme(hercúleo) que fizeram...

1."1- Programa de bolsas: repasse realizado aos conveniados com responsabilidade exclusiva, com cláusula de não-constrangimento (em caso de não pagamento não é possível interromper o curso do aluno), cálculo de custeio pelo índice remuneratório, conforme planlha estabelecida, até porque em havendo pacote do Estado, o custo deve ser menor. Controle por comissão municipal interpartidária reconhecida. Prestação de contas pública."

vejam vocês: nossa crítica se baseia justamente na forma de repasse...a bolsa é individual, e não da instituição conveniada., portanto o dinheiro não pode servir para o caixa das instituições, de forma direta, pois favorece fraudes...as bolsas são um direito do aluno subsidiado, inclusive para lhe garantir o direito de escolher e mudar de instituição de ensino, caso a que ele estude não atenda\ suas expectativas...isso já está consagrado em todos os programas (sérios)de subvenção universitária, como o de Nova Iguaçu,por exemplo...a responsabilização exclusiva pelo inadimplemento(que é o que eu acho que vocês falaram na tal cláusula de não constrangimento, não ficou claro)pode ser discutida, embora o modelo melhor para e erário seja a de responsabilização solidária...não esueçam que se trata de impsotos de quem não estuda também...

o não constrangimento não é novidade, já está implícito e explícito em todos os contratos(é um PRINCÍPIO, quer seja pelo código do consumidor, civil ou penal)...

o cálculo remuneratório, é claro, obedece a uma planilha...o problema é que vocês não citam quais são os parâmetros da planilhas...a comissão não é interpartidária é interparitária(váriaqs instituições e igual peso sociedade e governo)...pacote do Estado, o que é pacote do Estado...copiaram e esqueceram de explicar...isso não ajuda ao debate...mas continuemos...

"2- Encampar o projeto de eleições para diretorias e sub-diretorias das escolas municipais, nos moldes mais democráticos, inclusive com participação da associação de pais de alunos."

esse ponto nem pode ser citado como algum avanço, é obrigação da vereadora como sindicalista e petista defender a autogestão escolar...ou ela gostaria de pregar diferente, e enxerga nessa anuência alguma "vantagem comparativa"...?

3- "Análise, agora, com mais vagar, das alíneas orçamentárias, inclusive quanto ao dispêndio exarcebado paa merenda, sem paridade em todos os cantos do município, cumulado com ausência de projetos de capacitação inerentes ao corpo docente."

hã...?!?! vamos tentar traduzir: mais tempo para dissecar o orçamento e suas rubricas...ok, ok, ok, eu não me lembro de termos cobrado proeficiência nesse sentido, falamos aqui de aproveitar as oportunidades para colocar ao público(dos veículos de coleira, onde a vereadora tem estado quase que de forma onipresente)os princípios que deveriam ser caros a ela, como: não terceirização, a contrapartida dos beneficiados pelas bolsas com prestação de serviços a comunidade, em regime de estágio, etc, etc...

são esses pontos que a vereadora não quis, não soube, ou tem medo de tocar(talvez por achar que melindrará o público classe média das "folhas dos ares", páginas viradas, e dos caolhos, por exemplo...

valeu a tentativa, parabéns...mais tem que melhorar um pouquinho..só uns 98%...

se gostaram do bordão do Ibrahim Sued(sorry,periferia)vou até abrir mão dele na despedida...

no caso de vocês, os cães ladram, e a carava atola(na burrice)...

lembrem-se: não desistam por essas espinafradas que tomam por aqui...é tudo para o "bem" de vocês, e enfim, de nossa cidade...