sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Terra do nunca...

Pobre Rio de Janeiro, um estado em estado lastimável...Espremido entre arrogância incompetente do governo leblon neoudenista, e a oposição do populismo neocon ultra-evangélico...

Podemos dizer que nosso Estado se transformou em um espaço de "faz-de-conta"...

Hoje, temos um governo que faz de conta que tudo está bem...

1. faz de conta que a educação é uma beleza;
2. faz de conta que a saúde está atendendo aos contribuintes com eficiência;
3. faz de conta que sua política de segurança pública dá certo;
4. faz de conta que valoriza os servidores;
5. faz de conta que as realizações do governo federal são suas;
6. faz de conta que não usa as desapropriações, com dinheiro público, para favorecer seus "sócios", como eike batista e daniel dantas;

E enquanto isso, a mídia, cúmplice e subserviente, faz de conta que conta a verdade...

E nós...? bom, fazemos de conta que acreditamos...


Atualização às 10h51min: O governador leblon fez de conta que era importante estar aqui...Fez de conta que vinha, e não veio...Enquanto isso, a população fez de conta que podia esperar pelas viaturas...

4 comentários:

Anônimo disse...

Perfeito...Sabe tudo esse menino...kkk
beijos

"Helena"

Xacal disse...

obrigado pelos comentários generosos, embora eles não correspondam a realidade, minha cara "Helena":

o xacal não sabe nada...!

abraços...

Anônimo disse...

Esse governador é um ENGODO!!!

Anônimo disse...

Muito bom o texto, se me permite, vale a pen aseus leitores lerem:

Lula empenhou seu cacife político na campanha do Rio 2016.

Se o Rio perdesse, o PiG (*) e a elite branca, especialmente a de São Paulo, que é separatista, cairiam em cima de Lula, como se fosse um coitadinho, um operário metalúrgico que tentou ir além dos sapatos.

Lula, logo após a vitória de 66 a 32, ressaltou que o Brasil devia isso ao Rio.

Ao Rio, que já foi capital da República, que foi politicamente esvaziado, e passou a freqüentar as paginas podres do PiG (*), o Brasil devia ao Rio – disse Lula.

(Nessa hora, Lula olho no olho do repórter da Globo …)

Ninguém mais do que o Presidente Lula trabalhou para re-fazer esse mapa geopolítico.

A distorção começou com Juscelino, que tirou a capital do Rio e abriu o ciclo da inflação.

Tirou a capital do Rio para isolar a capital do povo.

Levou a indústria só para São Paulo – e botou o resto do Brasil para trabalhar para São Paulo.

Depois, o regime militar esvaziou o Rio, porque o Rio era brizolista.

E a Globo, por causa do Brizola, estigmatizou o Rio e transformou o Rio numa Medelín.
Acabou hoje a minoridade política do Rio.
Como disse o Presidente Lula, em lágrimas, esse é o atestado de cidadania do Brasil.
É a prova de que o mundo reconhece que o Brasil chegou lá.
E que o Rio é o Rio.
Capital do Brasil !

Paulo Henrique Amorim