domingo, 11 de outubro de 2009

TrOLhadas mundiais...

"Pique esconde" trágico...
275.000 pessoas...Esse é o número anual de desaparecidos na Inglaterra...A maioria deles, retorna voluntariamente, ou é encontrada, mas o jornal inglês The Independent apurou junto às autoridades britânicas que entre 16 e 20.000 permanecem desaparecidos por um ano ou mais...Junto a fatores como surtos psiquiátricos, violência(mortes não esclarecidas e não divulgadas), tráfico de gente, etc, estão os fatores relacionados a crise econômica, que aumenta a pressão sobre essas pessoas, que decidem, então, abandonar tudo...
Na outra ponta dessa dramática situação, outra estatística sombria: há cerca de 1.000 corpos não reclamados por parentes e amigos nos necrotérios britânicos...


Duro de matar, 18...
"Yo, Romell Broom, preso en el corredor de la muerte de Lucasville (Ohio), fui llevado a mi ejecución por inyección letal el pasado 15 de septiembre. Tras sufrir 18 pinchazos fallidos a lo largo de tres horas, la ejecución fue suspendida. Ésta es mi declaración jurada de aquellos hechos"
Esse é o relato de Romell Broom, 53 anos, condenado a morte, cuja sentença deveria ter sido cumprida em 15 de setembro, em Lucasville, Ohio...Depois de ser "furado" por 18 vezes, quando enfermeiros do SOCF, Southern Correctional Facility, tentaram sem sucesso acessar suas veias para a inoculação da solução letal, Romell teve sua sentença suspensa pelo Governador Ted Strickland...


Il Cavagliere, o palhaço-cínico...
"O patriotismo é o último refúgio dos canalhas", já dizia alguém cujo nome não me lembro...Enredado em inúmeros escândalos de corrupção, até agora não esclarecidos às custas de uma lei, recentemente revogada, que lhe dava vergonhosa imunidade, afundado em travessuras e crimes sexuais que lhe desmascaram a hipocrisia, e abalam sua imagem de católico praticante, o primeiro-ministro italiano Berlusconi "se confunde com o próprio Estado que representa, e encarna a única possibilidade democrática do país"(El País)...De acordo com o bufão, os jornais estrangeiros, aliados e domesticados pela imprensa italiana oposicionista, atacam o povo e a Itália quando reportam suas intempéries, que ele, convenientemente, chama de calúnia e difamação...

Nenhum comentário: