quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Vida dura...

A vida de jornalista de coleira deve ser dura...Ou será que não...?
Afinal de contas, se você trabalha para a secretaria de comunicação de sua cidade, e trabalha também no jornal paraoficial da prefeitura, suas chances de dobrar os rendimentos é quase certa...Será...?

Bom, mas a despeito dessas questões trabalhistas, fica o impedimento ético, a confusão escrachada entre público e privado, até que não se possa mais distingüir quem é quem...

Veja os trechos da reportagem que fala da "maratona da terceirização (das ambulâncias)", novo esporte praticado pela prefeita, junto com o "lançamento de pedra fundamental", onde ela já revela toda sua expertise...

Os trechos estão em dois veículos distintos(um público e outro privado???), e em um deles, o sítio da pmcg, eles são assinados por uma jornalista... No jornal paraoficial da prefeitura, está lá o mesmo trecho, ipsi literis, sem qualquer menção de autoria, o que nos autoriza a dizer que: ou o jornal privado "pirateia" a pmcg(e utiliza, indevidamente, a mão-de-obra pública, e os recursos materiais para "produzir" material que venderá=peculato), ou não se pode mais dizer quem escreve o que, e para quem, nessa promíscua relação...Leia aí, e confira...para sua comodidade, grifamos os trechos idênticos:

Trecho extraído do sítio da pmcg:
A Prefeita Rosinha Garotinho fez uma verdadeira maratona nesta quarta-feira (07), para entregar as 10 primeiras novas ambulâncias que foram locadas pela administração municipal. Ela saiu em comitiva e, de manhã, fez a entrega da primeira ambulância na comunidade da Baleeira. Em seguida, uma carreata formada por ambulâncias, seguiu para os bairros do Parque Aurora; Penha e Fazendinha; além das localidades de Venda nova; Poço Gordo; São Sebastião, onde também foi inaugurada UBS; São Martinho e Ibitioca. Na estrada que liga Cambaíba a Venda Nova, a comitiva presenciou um colisão entre um ciclista e um motociclista e as vítimas foram socorridas e encaminhadas para o Hospital Ferreira Machado em uma das ambulâncias.

Na Baleeira, a prefeita também lembrou que, além de receber uma ambulância zero quilômetro, a UBS passará por uma reforma em breve. "Ontem (06), entreguei duas ambulâncias na inauguração das UBSs do Parque Santa Helena e do IPS. Estamos adquirindo 56 novas ambulâncias e já recebemos 25 e, só não entregamos antes, porque pessoas que são contra nós, não deixaram quando entraram na Justiça atrasando este processo".

A prefeita também lembrou de ações do governo para atender famílias mais carentes, como a ampliação do cheque cidadão municipal, que passou de R$ 50 para R$ 100; a passagem a R$ 1; o início das obras de 5.100 casas populares do Programa Morar Feliz e a implantação da vacina Prevenar na rede pública, de forma gratuita, para os menores de um ano de vida, gerando uma economia de R$ 1.200 para os pais que, antes, tinham que pagar pela vacina. "Estamos muito alegres e satisfeitos por esta glória. Que Deus, a cada dia, fortaleça mais esta serva do Senhor", disse a dona-de-casa Neuza Maria Silva Martiniano, 62 anos, moradora da comunidade e deficiente visual.

Em todos os locais por onde passou, a prefeita lembrou, tanto aos encarregados quanto aos motoristas, sobre os cuidados que todos devem ter com os veículos e a responsabilidade que todos têm no atendimento à população. "Ambulância não é táxi. Não é para dar carona, ir a banco e fazer compras. Ambulância é para socorrer as pessoas e salvar vidas. Nós queremos uma cidade melhor e, às vezes, com pequenas ações nós fazemos a diferença. Cuidar das ambulâncias, por exemplo, é um ato pequeno, mas que pode salvar vidas", frisou à prefeita, lembrando que quem está no serviço público é para servir.

Na Penha, onde a UBS também será reformada, a prefeita ressaltou algumas obras para o bairro que estão em fase de estudo e deverão começar em breve, como uma ponte e uma passarela. "Pedi uma UPA [Unidade de Pronto Atendimento] para colocar aqui. O governo federal já liberou os recursos, que já estão nos cofres do governo do estado", disse Rosinha, ressaltando que a liberação dos recursos vai depender do governador Sérgio Cabral.

Durante a entrega das ambulâncias, a prefeita contou com a presença de moradores das comunidades, secretários e vereadores. Em Venda Nova, ela ressaltou que sabe das necessidades da comunidade, como água potável, por exemplo, e que está renegociando o contrato com a concessionária Águas do Paraíba para que atenda todo o município. "Estamos tendo que reconstruir a cidade e já temos como meta, para este ano, recuperar escolas, creches e postos de saúde. Tudo que nós já fizemos, até agora, é com menos R$ 600 milhões de royalties, porque tivemos uma queda na arrecadação este ano. Mesmo assim, já fizemos mais do que o governo passado, que tinha este recurso, e queremos fazer muito mais".

Além de entregar uma ambulância, a prefeita também inaugurou a UBS de São Sebastião, uma das maiores do interior do município. A unidade atende cerca de três mil pessoas, por mês, e recebeu intervenções hidráulica e elétrica, pintura geral e reforma do telhado. A emoção tomou conta da encarregada Lucilene Cardoso. "É muita felicidade", disse a encarregada, que reproduziu o sentimento de todos os responsáveis por UBSs que receberam as novas ambulâncias.

- Gastamos pouco e fizemos o que tinha que ser feito e com qualidade. Vamos fazer uma obra também na Estrada do Veiga, mas tem que fazer drenagem primeiro. É uma obra grande. Também vamos reformar o Hospital São José, de Goitacazes, para que possa se transformar em um hospital de verdade - adianta a prefeita.

Na mesma localidade, a moradora Aureni Domingues Viana de Souza agradeceu à prefeita pelo trabalho que vem realizando no município. "Torcemos muito por Rosinha. Só pelo que ela fez, até agora, já valeu a pena ter votado nela", destacou a moradora, feliz com a reforma da UBS e a entrega da ambulância zero quilômetro. Em São Martinho, moradores também ressaltaram a importância, para eles, da passagem a R$1. Antes, eles pagavam R$ 3 e R$ 5, dependendo da empresa de ônibus, e agora economizando.

Acidente - Durante a entrega das ambulâncias, guardas municipais motorizados iam controlando o trânsito, por isso, foram um dos primeiros a ver as vítimas da colisão entre a moto e a bicicleta na estrada. Assim que viu o acidente, a prefeita desceu do veículo onde estava para prestar solidariedade. Para ela, as vítimas tiveram sorte em ter a comitiva passando no local, naquele momento. "Deslocamos a última ambulância para que levasse os rapazes para o Ferreira Machado. Sorte deles que a gente estava passando na hora, senão, o ciclista iria ficar na estrada, jogado, naquele sol quente".

O ciclista Igor Cleiton de Santana Fernandes, 17 anos, e o motociclista Maycon Gomes Barreto, 23, receberam os primeiros socorros feitos pelo coordenador de Segurança e Ordem Pública da Prefeitura de Campos e coronel do 5º Grupamento de Bombeiro Miliatar (GBM), Alcemir Pascoutto. Os guardas fizeram a primeira averiguação no local e, ao constatarem que as vítimas poderiam ser transportadas em uma ambulância, foram levados para o veículo e encaminhados para o Hospital Ferreira Machado, onde receberam os primeiros socorros e submetidos a exames. Duas guarnições da guarda permaneceram no local até a chegada da Polícia Militar.



Trecho extraído do jornal paraoficial da pmcg, o o(r)di(n)ário:

A Ontem, as primeiras 10 novas ambulâncias locadas pela administração municipal foram entregues pela prefeita Rosinha Garotinho, que fez uma verdadeira maratona por Campos. Ela saiu em comitiva e, de manhã, fez a entrega da primeira ambulância na comunidade da Baleeira. Em seguida, uma carreata formada por ambulâncias, seguiu para os bairros do Parque Aurora; Penha e Fazendinha; além das localidades de Venda Nova; Poço Gordo; São Sebastião, onde também foi inaugurada UBS; São Martinho e Ibitioca. Na estrada que liga Cambaíba a Venda Nova, a comitiva presenciou um colisão entre um ciclista e um motociclista e as vítimas foram socorridas e encaminhadas para o Hospital Ferreira Machado em uma das ambulâncias.

Na Baleeira, a prefeita também lembrou que, além de receber uma ambulância zero quilômetro, a UBS passará por uma reforma em breve. “Ontem (06), entreguei duas ambulâncias na inauguração das UBSs do Parque Santa Helena e do IPS. Estamos adquirindo 56 novas ambulâncias e já recebemos 25 e, só não entregamos antes, porque pessoas que são contra nós, não deixaram quando entraram na Justiça atrasando este processo”.

Rosinha relatou as ações do governo para atender famílias mais carentes, como a ampliação do cheque cidadão municipal, que passou de R$ 50 para R$ 100; a passagem a R$ 1; o início das obras de 5.100 casas populares do Programa Morar Feliz e a implantação da vacina Prevenar na rede pública, de forma gratuita, para os menores de um ano de vida, gerando uma economia de R$ 1.200 para os pais que, antes, tinham que pagar pela vacina. “Estamos muito alegres e satisfeitos por esta glória. Que Deus, a cada dia, fortaleça mais esta serva do Senhor”, disse a dona-de-casa Neuza Maria Silva Martiniano, 62 anos, moradora da comunidade e deficiente visual.

Em todos os locais por onde passou, a prefeita lembrou, tanto aos encarregados quanto aos motoristas, sobre os cuidados que todos devem ter com os veículos e a responsabilidade que todos têm no atendimento à população. “Ambulância não é táxi. Não é para dar carona, ir a banco e fazer compras. Ambulância é para socorrer as pessoas e salvar vidas. Nós queremos uma cidade melhor e, às vezes, com pequenas ações nós fazemos a diferença. Cuidar das ambulâncias, por exemplo, é um ato pequeno, mas que pode salvar vidas”, frisou à prefeita, lembrando que quem está no serviço público é para servir.

Prefeita prometeu melhorias para várias localidades

Na Penha, onde a UBS também será reformada, a prefeita ressaltou algumas obras para o bairro que estão em fase de estudo e deverão começar em breve, como uma ponte e uma passarela. “Pedi uma UPA [Unidade de Pronto Atendimento] para colocar aqui. O governo federal já liberou os recursos, que já estão nos cofres do governo do estado”, disse Rosinha, ressaltando que a liberação dos recursos vai depender do governador Sérgio Cabral.


Durante a entrega das ambulâncias, a prefeita contou com a presença de moradores das comunidades, secretários e vereadores. Em Venda Nova, ela ressaltou que sabe das necessidades da comunidade, como água potável, por exemplo, e que está renegociando o contrato com a concessionária Águas do Paraíba para que atenda todo o município.

Além de entregar uma ambulância, a prefeita também inaugurou a UBS de São Sebastião, uma das maiores do interior do município. A unidade atende cerca de três mil pessoas, por mês, e recebeu intervenções hidráulica e elétrica, pintura geral e reforma do telhado. A emoção tomou conta da encarregada Lucilene Cardoso. “É muita felicidade”, disse a encarregada, que reproduziu o sentimento de todos os responsáveis por UBSs que receberam as novas ambulâncias.

- Gastamos pouco e fizemos o que tinha que ser feito e com qualidade. Vamos fazer uma obra também na Estrada do Veiga, mas tem que fazer drenagem primeiro. É uma obra grande. Também vamos reformar o Hospital São José, de Goitacazes, para que possa se transformar em um hospital de verdade - adianta a prefeita.

5 comentários:

Anônimo disse...

Mas que coisinha ridícula... o jornalista preguiço nem sequer perdeu tempo para escrever outro texto, não sei é um jornal público ou uma prefeitura privada.
Tudo acontece nesse período cor de rosa, nada me surpreende.
A prefeita ainda teve o desplante de dispensar o trabalho de Jane Nunes, só que continua remunerando a jornalista com dinheiro público, como se ela fosse a proprietária do dinheiro.
Vou denunciar... o pior é que vai sobrar para Jane Nunes, que terá que devolver o dinheiro recebido sem contraprestação laboral.

Anônimo disse...

Utilidade pública: o copia e cola do Dr. anda pedindo ultimamente a execução de um complemento ".dll".

Recomendo não executar!

Todo cuidado é pouco, o menino perdeu o rumo!

Anônimo disse...

É por essas e por outras,que acho um absurdo o anunciado blogcidio.

Anônimo disse...

E o pior é que o povo acredita...

Anônimo disse...

Mas o povo acredita!