terça-feira, 24 de novembro de 2009

Carta ao professor...

Superada a fase democrática das eleições internas do PT, grandes desafios se apresentam ao professor Eduardo Peixoto, e ele bem sabe que entre a intenção e o gesto há um enorme abismo...

Há questões simbólicas, que remetem a essa tarefa de reunificação do Partido, como o convite a esse editor para discutir as questões que orbitam em sua cabeça, de como estabelecer no Partido um ambiente destinado ao debate franco, e a unificação de táticas em torno de um projeto de poder para essa cidade...

No entanto, ainda que reconheçamos a importância do gesto, é preciso estabelecer alguns parâmetros...

Embora alguns idiotas jamais sejam capazes de compreender, democracia é muito mais que quantitativo de votos, embora esse seja um elemento indispensável...Democracia é respeito às diferenças e às minorias, sempre...

Outra questão, é que esse editor diz, publicamente, que nada moverá em direção ao presidente do partido, enquanto esse estiver refém dos interesses do mais nefasto grupo de comunicação dessa planície...ou pelo menos se comportar como estivesse, haja vista nã externar posição em contrário...

Ofende a biografia do professor, e a do próprio partido, que essa gente desprovida de qualquer noção de convivência democrática ou de capacidade de comunicar algo que vá além dos seus interesses pecuniários, continue a funcionar como porta-voz do projeto político o qual o professor integra...

É claro, dirão alguns, que o professor não pode controlar os oportunistas que desejam embarcar na "carona" de sua vitória, e posar(como sempre, aliás)como fiadores do evento...

Mas, na medida que não verbaliza seu descontentamento com essa situação, o silêncio acumplicia as partes...

Esse editor nada representa nesse processo, e tem a exata noção disso, ao contrário de alguns imbecis que se julgam formadores de opinião...Pobres beócios, no máximo, deformam opiniões...

No entanto, se o presidente do PT, eleito com mais de 60% dos votos achou por bem efetuar o convite, não podemos, por questão de dignidade e de lealdade, deixar de dizer em que condições o aceitaremos...

Já passou da hora do professor Eduardo Peixoto colocar as coisas em seus devidos lugares...
Jornal, assim como blog, ou qualquer outro veículo, não é instância partidária de interlocução...

Um abraço, professor...

5 comentários:

Anônimo disse...

Há questões simbólicas, que remetem a essa tarefa de reunificação do Partido, como o convite a esse editor para discutir as questões que orbitam em sua cabeça, de como estabelecer no Partido um ambiente destinado ao debate franco, e a unificação de táticas em torno de um projeto de poder para essa cidade

Grande merda vc com seus pensamentos
Quem é voce cara ? o reida cocada preta ?

Esse editor nada representa nesse processo, e tem a exata noção disso, ao contrário de alguns imbecis que se julgam formadores de opinião...Pobres beócios, no máximo, deformam opiniões...

Vc se acha formador de opiniao ?

Porra xacal vai cagar no mato

Xacal disse...

Formador de opinião...????
quaquaqua...claro que não...no texto já está dito, não adianta espumar e torcer o que digo...

mas eu tenho a exata noção, como disse, do meu lugarzinho...outros seres delirantes não têm, e aí, fazem papel de idiotas, o que aliás, é a única coisa que resta para alguém que nunca viveu nada além da condição de ser herdeiro...

deve ser foda...por isso o desespero em manter as "empresas" do papai...se acabar o "castelo de cartas marcadas", vão ter que pedir esmolas...

mas pergunte ao professor eduardo o porquê do convite, quem sabe ele possa te esclarecer...

eu também não me convidaria, mas ai ver ele enxerga qualidade que eu e você não enxergamos no xacal...

pobre beócio...

PS: o problema não á cagar no mato, e cagar no pau, como você fez...aí é barra...

Anônimo disse...

Eduardo, não acredito, quer dizer então que o futuro Presidente do PT acaba de sentar na TROLHA???

Eraldo Dutra - Militante desde 1982 disse...

Xacal velho amigo.
O Dudu nunca vai te chamar para conversar.
São militantetes como voce que estragam o nosso ParTido.
Como diz o anonimo "Vai cargar onde voce quiser", mas não no nosso partido que tem hoje realmente uma proposta de pacificação.

Eraldo Dutra (Eraldo do PT)
Rua Felix Manhaes, 85 - Penha

Xacal disse...

Eraldo Dutra ( o que é eraldo dutra...?)

Pelo jeito, o tempo de militância só fossilizou suas idéias...

Sua opinião acerca de minha pessoa pouco me importa, e posso dizer que ficaria preocupado se ouvisse elogios de pessoa com tão pouca atividade cerebral...aí sim, seria uma verdadeira ofensa...

Mas vamos ao seus pobres e parcos argumentos: bom, quem se destina a "pacificar" algo, deve estar disposto a conversar com todos, e principalmente, com aqueles que discorda...Ou será que teremos uma "pacificação" tipo "caveirão", ou rolo compressor...??? Bom pode ser...

Acho que Eduardo tem uma oportunidade de superar essa fase "nefasta" que gente como você (militante desde 1982)afundou a sigla...atolado em denúncias do telhado de vidro, a reboque do popozão, da imperatrix, e convivendo com gente como neninha camburão...
Tudo sob os auspícios midiáticos da folha de embrulhar peixe podre...

Eu posso dizer sem dúvida alguma: participar de algo com essa gente não me apraz...façam ótimo proveito...

Se o Eduardo sinaliza uma mudança de rumo, pode contar comigo(goste você ou não)...

No mais, como você disse que eu posso cagar em qualquer lugar, lá vai, em espanhol:

me cago em su cabezza, cabrón...