quinta-feira, 12 de novembro de 2009

A dança das cadeiras...

Não que o vereador que será retirado para a entrada da ex-última dama seja algo melhor...

Mas é vergonhosa a defesa que alguns fazem da imperatriz, como se restasse alguma coerência para propor alternativas, ou combater os erros dos quais ela mesmo se beneficiou, e que se materializam com sua eleição...

É mais do mesmo, mais do mesmo...

O que dizer de uma cidade que deposita suas "esperanças" de oposição em uma figura dessas...???


14 comentários:

YFH disse...

Xacal Caralho
Sei q ela e uma merda e tudo mais aquilo q vc diz
mas porra ela ganhou a eleicao
ela toma posse e se nao corresponder como odisseia nao ta correspondendo porrada nela
Ja dizia o ditado de corda para ver se vai longe ou se enforca
YFH

Anônimo disse...

Realmente....e tem gente iludindo uns poucos idiotas para acreditarem que algo vai mudar com a entrada dessa pessoa, acha mesmo que ela quer entrar para fazer apenas oposição, a imprensão que dá é que tem muita gente querendo voltar para uma boquinha, seja ela qual for, uma boquinha com a bocona, vamu trabaiar genteeeeeee!!!!

Xacal disse...

Caro comentarista,

não sei o que pretende seu comentário, mas posso analisá-lo, a partir, apenas, pelo que me parece:

1.o fato de ganhar eleições não é uma sentença definitiva, ou um "habeas corpus" preventivo para apagar todas as irregularidades praticadas, embora muitos candidatos enxerguem nos mandatos essa "imunidade"...
2.é verdade que é preciso se respeitar a vontade das urnas, mas, por outro lado, não se pode deixar de analisar em "quais" condições nossos representantes foram eleitos, e qual o nível de lisura do processo, isso melhora a democracia e a qualidade dos mandatos...nesse ínterim, a imperatriz não é um exemplo de probidade, logo, não lhe resta credibilidade para falar ou cirticar seus pares...
3.o problema de "dar corda", é que o "corda" nesse caso é o dinheiro público...eu não estou disposto a "continuar a dar corda" nessas condições...

o que você não enxerga, ou não quer enxergar, que não basta ir para a câmara fazer o papel do porco a criticar o toucinho...

é preciso propor alternativas a esse modelo de gestão e corrosão do Erário, coisa que ela, a imperatriz, nunca fará, pois sua esperança é apear do poder os atuais donos do cofre, para que ela possa apnahar, de volta, as chaves do cofre...

aí sim, ela ficará com a "corda toda"...

um abraço...

Anônimo disse...

xacal...
sei q a sua ideia e a sua formaçao politica nao o deixara enxergar e muito menos admitir...
mais enfim vou tentar saber qual eh a sua agora...
Pq o MP agiu com tanta eficacia nesta ato de impedimento a posse da Imperatriz.
O que vc acha deste mesmo MP nao trabalhar com tanta eficazia em relaçao a essas terceirizaçao milionarias e que nada fazem...
com essas licitaçoes asfalticas onde nao existe um buraco se quer...
Onde esta esse mesmo MP que nao quer enxergar esse derrame de dinheiro que este governo 22 governa, uma coisa posso garantir a vc no meu e nem no seu tenho certeza que esta!
Sei que vc nao concorda que so pq a outro governo fez e roubou nao merece perdao, entao pq os direitos de um tem que ser igual aos do outro se o napoleao da lapa tomou posse pq nao a ilsan tb podera nao tomar!
Gostaria de uma logica sua pra isso, se possivel.

amc

Xacal disse...

Meu caro(a):

Desde quando esse blog diz que o MP, a Justiça ou qualquer outro órgão esteja imune a interesses políticos...???

É justamente o contrário: aqui sempre denunciamos isso, e melhor: defendemos que essas ingerências venham sempre à tona, para que possamos nos orientar...

Não se esqueça que sempre dissemos: imparcialidade não existe...

Agora: a lógica do MP, você deve argüir ao órgão ministerial, e não a TrOLha...

Mais ainda: eu defendo uma tese(complicada e polêmica)de que, na verdade, o interesse de um grupo, ou pessoal, quando não conflita com o interesse público, É LEGÍTIMO, em outras palavras:

Se o MP, o promotor, ou quem quer que seja tenha suas motivações para perseguir(lato sensu) o mandato da imperatriz, e se ela cometeu irregularidade que eivam de vícios seus votos, ótimo...!!!
No final, todos temos convicções pessoais para exercermos nossas funções públicas ou privadas...

o que não pode é, nessa persecução, cometer irregularidades, ceifar direito a ampla defesa ou contraditório, e tenho certeza, que isso o MP não se arriscaria a fazer ...

a sociedade deve então, para reequilibrar as coisas, exigir do MPE que investigue os adversários da imperatriz, que hoje ocupam a pmcg...

se eles se negarem a fazê-lo, sem as devidas justificativas, que respondam por isso...

se a polícia, ou o MP perseguirem adversários de "a" ou "b", que cometerma crimes, ótimo...a alternância de poder permitirá que outros "a" ou "b" sejam investigados...desde que dentro da Lei e das garantias fundamentais...o que não podemos é pararmos apurações porque a polícia ou MP está "a serviço" desse ou daquele grupo...

Chega de hipocrisia: os chefes de polícia, comandantes de polícia, procuradores gerais e desembargadores dão indicações políticas(ainda bem, pois é uma submissão desses poderes, enfim, ao poder do voto)...ora, como se esperar que não se cumpram "acordos"...o que não pode é que esse "acordos" estejam à margem da Lei...

o que não pode, meu caro, é querer desmerecer a atuação do MP porque você imagina que ele não aja com uma "imparcialidade" impossível...

o aparelho de Estado(é bom saber)sempre funciona para punir uns e guardar outros(já dizia Foucault)...

cabe a sociedade fiscalizar e pressionar para que essas ações se equilibrem, como já disse...mas não dá para querer a impunidade para a imperatriz, só porque os casal de prefeitos continua com as suas "peripécias"...

é o contrário: lutemos para que a Lei valha para todos, e não aproveitemos as "falhas" para reivindicar impunidade...

Anônimo disse...

tudo na vida é uma questão de escolha; tem gente que prefere rosinha e garotinho; tem gente que gosta da ilsan e do arnaldo; tem até quem goste de alexandre mocaiber; e tem outros, como xacal, que morrem de amores pelo delegado armond; Qual é mesmo a diferença entre todas essas pessoas? não precisa responder, todo mundo já sabe.

Xacal disse...

tudo é uma questão de escolha...

mas há distinções importantes, que canalhas não desconhecem, mas escondem para turbar a discussão...é uma questão de escolha, o debate ou a canalhice, vejam:

1. é comum aos canalhas escolherem misturar as pessoas com os atos que praticam, quer dizer, trazer a discussão do aspecto público para o privado...como dependem umbilicalmente dessas escolhas(vivem pendurados nas irregularidades praticadas por seus "padrinhos"), e pautem suas relações sob essa estranha mistura de subordinação e subserviência, daí, tendem a reproduzir essa lógica e a imaginar que todos a repitam, o popular: julgando por si mesmo...

2.o que faz o delegado, não é da minha conta, desde que ele não me peça para fazer nada ilegal(nunca me pediu), e que eu não viva às suas expensas, ou dependendo de suas decisões(não vivo), desde que isso não influencie minhas decisões e atos públicos(não influencia), escolho minhas amizades como quiser...

3.isso não significa dizer que me acumplicie, ou seja: se fez, e quando fez, pague pelo que fez...

4.mas veja, que um delegado, por mais poderoro que seja, não pode ser comparado a um integrante do poder político, com mandato e com a "caneta" para tirar ou colocar "milhões de argumentos" na boca de seus defensores...

5.repito, tenho amigos, colegas, conhecidos que têm suas escolhas(públicas e outras íntimas), o que não implica que defenda ou adira às suas condutas...

6.o delegado em questão, pelo que me consta, não responde a nenhum inquérito ou ação, não subtraiu dinheiro público, não desfilou na imperatriz, e pelo que sei: todos seus bens estão declarados em seu imposto de renda...mas ainda assim, se ele fez algo errado, você pode ir ao MP, ou a corregedoria e fazer sua denúncia, ou se preferir, pode entrar em contato com ele, e discutir o assunto...
ao contrário da imperatriz, que tem seu "cargo público" questionado pela Justiça, pelo que sei, o delegado é aprovado em concurso, sobre o qual não pesam suspeições...
é tudo, como disse, uma questão de escolha:

escolhi o serviço público, fiz concurso, passei...
escolhi a probidade, e assim, me mantenho até hoje...
escolhi meus amigos, e nunca tive que visitá-los na cadeia, o que não quer dizer que não faria...mas até hoje, posso dizer: dos meus poucos amigos, que escolhi, tenho orgulho de todos...

um abraço, e obrigado por ter escolhido ler nosso blog...uma pena que eu não possa escolher deixar de contar com comentários idiotas como o seu...

pensando bem, por isso escolhi acabar com o blog...

Anônimo disse...

sei, sei... e já vai tarde

Xacal disse...

felizmente, a opinião como a sua só nos demonstra que, embora de saco cheio, temos a satisfação do dever cumprido...

saiba: a repulsa de escória como você me permite saber que continuo a acertar...

obrigado pela contribuição, ainda que involuntária...

Anônimo disse...

Grande Xacal:
Tenho acompanhado seu blog até com mais frequência do que ele merece, e o mais interessante è que vc Tem Lapso de Inteligência mas na maior parte das vezes sua Matéria é Raivosa e se sua nota tinha alguma razão, deixa de ter pela sua falta de palavras apropriadas, inclusive de Educação.
Qual a diferença do seu Blog pro Jornaleco do Aluísio "O Jornalista e Poeta Paraguaio Sem Canudo", será a falta de VERBA pra melhorar seu VERBO ( ou melhor sua Educação?)...
Quanto seu amigo "delegado",, veja o quanto ele faturou no Governo Anterior com GERADORES...será que vc escreveria o total que ele recebeu?????
PS- FECHA SEU BLOG E DEIXA O MONITOR...muito melhor !!!

Anônimo disse...

de nada; mas qdo é mesmo que vc vai fechar a tampa dessa latrina aqui?

Xacal disse...

Caro comentarista,

Pelo que sei, os dados referentes ao faturamento das empresas, nas quais o delegado pode ou teria participação(como, inclusive, garante a lei)estão disponíveis no orçamento...

Ou se for o caso: em seu sigilo bancário e fiscal, caso a Justiça resolvesse quebrá-lo, o que não foi o caso, apesar de suas calúnias...

Como falei, caso tenha alguma notícia crime, faça seu papel de cidadão e comunique às autoridades...e eu garanto, publico aqui o resultado, a sentença, enfim, toda a História...

Querido(se quer polidez, vamos lá):

eu já deixei de me preocupar com a "forma"(o que você chama de educação)há muito tempo, para mim o que importa é o conteúdo e sua coerência...

raivosa, ou não, tanto faz...como já disse, o julgamento de imbecis como você só me mostram que o rumo está certo...

ainda que você disfrace o despeito em expressões ambíguas como: visito seu blog mais que ele merece...

é algum tipo de ritual masoquista...???

é pode ser, como disse, quem sou eu para questionar suas escolhas...

deve ser duro ter que conviver com a "memória" de ter escolhido patetas da lapa, e depois virar telhadeiro de vidro, e vice-versa...

Xacal disse...

PS: e por hoje, chega de incomodar meus treze leitores(as)com tipos como esse...

George Gomes Coutinho disse...

É.. os grupos políticos de "altíssimo nível" (sic) com sua postura aqui nos dão uma pequena prova do que pode ser a oposição desta senhora.

Entre a nulidade propositiva de uns e a baixaria de outros...