sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Destaque da TRolhA...

Veja aí a boa sacada do Herval Júnior...

"Caro amigo blogueiro(a) , venho por meio deste e-mail , propor-lhe uma saudável solução para o despejo de óleo de soja em nossos esgotos, poluindo nossos rios, lagoas, estuários e nosso abençoado lençol freático.

A PETROBRAS acaba de fazer a primeira compra de óleo de soja saturado no município de Quixadá (CE) através de recolhimento por uma Cooperativa composta por trabalhadores desempregados de baixa renda , visando a reciclagem do mesmo pra produção de biodiesel, já com a PETROBRAS BIODIESEL.

A produção de biodiesel em grande escala já não é mais um sonho, acaba de se tornar realidade e o Brasil saiu na frente com pleno domínio dessa tecnologia e nos tornando cada vez menos dependente de combustível fóssil e não renovável.

Minha proposta é simples e conto com a sua colaboração na elaboração de postagens ,sugerindo e incentivando a participação dos internautas de nossa região , pedindo para que os mesmos enviem as su as ao site oficial da prefeitura de Campos .

1) Do papel da Prefeitura de Campos

1.1) Incentivar a criação de Cooperativas de recolhedores dessa matéria-prima "in natura" (óleo de soja saturado) em comunidades carentes, abrangendo assim todo o nosso município.

1.2) Requerer parceria com a PETROBRAS para instalação em nosso município de uma usina de reciclagem e produção de biodiesel , já que a nossa prefeita é presidente da OMPETRO e conta com a proximidade do Porto do Açu e também com o Porto de Barra do Furado , ou seja, toda logística para exportação.

1.3) Incentivar e financiar através de fundos , a plantação e produção de oleaginosas pertinentes ao nosso solo, aproveitando conhecimentos técnicos da PESAGRO,FUNDENOR,UENF,IFF,Escola Agrotécnica e o campus avançado da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, para que não fiquemos só no reaproveitamento do óleo de soja residencial e comercial(restaurantes, bares e similares)

1.4) Campanha de divulgação e conscientização da população

2) Do papel da PETROBRAS

2.1) Criação de tanques de armazenamento nas Cooperativas e instalação de uma usina de reciclagem e fábrica de biodiesel.

Claro que tudo isso que escrevi não passa de uma sugestão, pois, sem vontade política, descrição, avaliação e execução técnica por parte da PETROBRAS de nada valerá.Nem sei se isso é possível,pois não tenho competência para tal.Será que estou sonhando alto demais ?

Espero ter contribuído de alguma maneira, pelo menos para uma futura discussão na Rede Blog.

Alguns links:http://blogdojuniorcampos.blogspot.com/2009/11/petrobras-compra-gordura-residual.html

http://www.tnpetroleo.com.br/noticia/21137/petrobras-biocombustivel-faz-primeira-compra-de-leos-e-gorduras-residuais

http://www.agrosoft.org.br/agropag/101812.htm

Agradeço por sua atenção,humildemente.

Abraços de Herval Junior".

2 comentários:

Roberto Torres disse...

Nada mais valioso do que o olhar generoso sobre a realidade, o que ve nela mais do que ela somente tem sido. Esse olhar e sempre uma juncao entre "gostar" e "conhecer"... acho que to mt metaforico, e isso nao me agrada...rs


Eu nao teria como sugerir qualquer ponto importante, e acho que qualquer sugestao seria para reforcar um vinculo que me parece muito bem fundamentado no argumento da materia e da proposta: inclusao social de novas pessoas em novas atividades que a sociedade pretende (?) reconhecer como importantes para sua existencia.

O exemplo do aluminio e do papel sao promissores, mas mostram tb como e preciso insistir constantemente na valorizacao da atividade (rude, mas vital, de valor justificavel para todos) das pessoas que devem "por a mao no oléo" e organizar uma vida cotidiana nova nos "bastidores".

Nilza Franco disse...

Prezado Herval Junior,
Muito boa a sua sugestão e como servidora pública da Uenf não posso deixar de reforçar esta iniciativa e indicar uma “pequena” saída pra este grande problema que você nos apresenta.
A Uenf tem alguns projetos de pesquisa e de extensão que contempla o problema de reaproveitamento do óleo saturado, que objetiva minimizar/evitar a contaminação de corpos hídricos. Em parceria com outras instituições de ensino e pesquisa foi implantado uma Biofábrica capaz de transformar óleo usado em biodiesel. O Problema que poucos estabelecimentos ou pessoas recolhem e destinam corretamente. Até pouco tempo a Prefeitura de Campos, através da Secretaria de Promoção Social, era parceira. Esta parceria foi desarticulada com o novo governo municipal.
Se houver interesse de outras instituições em se associar ao Projeto da Biofábrica e a uma cooperativa que está incubada na Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Populares (ITEP/UENF), que é da área da reciclagem, podem ligar para o 0800 025 2004 (Assessoria de Comunicação da Uenf) e solicitar contato com os respectivos coordenadores destes projetos.