terça-feira, 10 de novembro de 2009

Diga-me com quem andas...

O deputado Chico d' Ângelo não é um parlamentar qualquer...Trata-se de alguém que fez um trabalho razoável a frente da secretaria de saúde de Niterói, na gestão Godofredo Pinto, e por isso mesmo, auferiu votos nas urnas capazes de alçá-lo a Câmara Federal...

Ao mesmo tempo, Chico d'Ângelo mantém na cidade de Campos dos G., uma pequena, mas importante base eleitoral, que também lhe conferiu sufrágios em quantidade significativa, algo em torno de 5.000 votos...Não é pouco... Chico goza do prestígio do clã d'Ângelo da cidade, e circula com desenvoltura no eleitorado classe média "esclarecido", bem como conta com apoio velado de meios de comunicação locais, por mais paradoxal que seja um político petista ser apoiado pela mais conservadora e retrógrada mídia em nossa região...
Em boa parte, essa, aparente contradição, se explica em uma "solidariedade de classe", muito em voga nessas paragens, destinada a médicos, advogados e outros profissionais liberais, associado ao fato de que Chico ocupou o primeiro escalão da administração da submetrópole, Niterói, um "atestado de superoridade" política e intelectual, admirado pela cabeça tacanha dos nossos cosmopolitas de província...

Assim, quando Chico se esforça para ampliar seu leque de alianças, e seu capital político, ou enfim, sua "base social", ele o faz "por cima"...Não há traquejo de interlocução com a sociedade civil, e muito menos ainda, com os setores mais pobres da população...

Respeitamos essa escolha...Afinal, ela deu certo até agora...

Mas há senões poderosos na trajetória do Chico, que não podemos deixar de apontar, até porque é nossa preocupação cobrar certa coerência do partido ao qual "ainda" estamos filiados...

O deputado Chico d'Ângelo, recentemente, se esforçou com todos seus préstimos para o estabelecimento de um preço mínimo, um subsídio estatal para os agricultores da lavoura canavieira que atendesse nossa região...

Nada demais, afinal já declaramos aqui que a lavoura canavieira deve ser tratada como um setor estratégico, em todos os sentidos...

Mas Chico, com sua atuação, nos dá a impressão(não é certeza)de que se trata de apenas mais uma tentativa eleitoreira de "ampliar" suas bases...À revelia de qualquer coerência...
Vejam bem, não há nada demais em defender os interesses de grupos que, potencialmente, podem retribuir apoio e votos...Esse é o jogo da Democracia...

O problema é que essas tentativas conflitam com tudo o que dizem acreditar, e o que pregam seus correligionários...
Mais uma vez, o interesse público ficou subordinado aos interesses de uma PARTE do público, nesse caso os grandes agricultores e os seus parceiros na cadeia produtiva, os nossos usineiros, quem em algumas vezes se confundem...

O primeiro absurdo é ter um subsídio que não leve em conta o tamanho das propriedades, ou seja, quando se escalona o subsídio só pela tonelagem de cana, sem considerar o tamanho do lote, beneficia-se o maior produtor, e portanto,aumentamos a concentração que se diz querer combater(pelo menos esse é o discurso dos defensores da medida)...

Depois, não vimos, (será que veremos...?)a atuação firme do deputado para evitar que produtores e seus "parceiros" contem com dinheiro público para "traficar gente" e submeter a mão-de-obra a condições análogas a escravidão...

Na morte da lavradora Cristina Santos, e agora com as recorrentes "batidas" do Ministério do Trabalho que flagraram os horrores da mais vil exploração desses trabalhadores em terras de fornecededores da Usina Sapucaia, e agora da Coagro, não se viu ou ouviu a voz do deputado...

Na questão das queimadas, idem...

O que será que está havendo com o deputado...????

Uma coisa é colocar seu projeto político a serviço desses setores, outra coisa é se confundir com eles...

Lastimável...Mas ainda é tempo...o Chico pode mudar o rumo dessa prosa...

4 comentários:

Anônimo disse...

era de esperar, adfinal os d´angelo que, como garotinho, mas não extamente diziam combatrer as oligaqrquias locais, ruraliustas também o são. quem é luciano, senão um proprietário?
excelente texto, parabéns por criticar um grupo ao qual vc parecia cego...

Anônimo disse...

Falando da COAGRO, o clima aqui ta cada dia pior, Frederico Paes e Paulo Bastos estão se matando, cada dia tá pior...

Xacal disse...

meu caro,

a cegueira dos que enxergam só o que querem á causada pela ausência de raciocínio...

veja o seu caso:

há diversos posts aqui na TROlha, e comentários do xacal em outros espaços a debater o clã dos d'ângelo...

mas veja, é um debate respeitoso, e POLÍTICO...só...

proprietários de terras, trabalhadores rurais, médicos, pacientes, editores de blogs e comentaristas podem ter opiniões e posturas políticas e devem ser coerentes a elas...

não há preconceito contra ninguém...se é ruralista, ótimo, desde que respeite a lei e não use nosso dinheiro(impostos)para cometer crimes...esse foi a discussão colocada aqui...

o que não pode é torcer os fatos para impor seu limitado ponto de vista...como você faz, em desrespeito a todos que querem um debate qualificado...

sobre o tema, nenhum comentário, mas sobre as pessoas...ahhh...sua questão deve ser pessoal...

bom, envie um e-mail para eles e marque uma conversa e resolva isso...

aqui não...

Flávia disse...

Não preciso nem falar nada deste comentário, né Xacal!Vc inteligentemente já respondeu!