quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Em nome do pai...

Um breve passeio pela História das religiões...Não há um compromisso linear nessa pequena trajetória:

1. Cruzadas...Milhares de mortos na luta por Jerusalém...

2. Tratado de Latrão...O papa "vende" a alma ao diabo do fascismo(Mussolini)para ratificar a soberania do Vaticano...Sobre o massacre judeu nos fornos nazistas, silêncio...

3. Pedofilia entre padres nos EEUU...Igreja silencia e os casos só vem à tona, décadas depois...Indenizações tentam comprar consciências...Nenhuma censura pública aos padres...

4. Galileu Galilei é morto pela Inquisição, por defender teses científicas(depois comprovadas)que desafiavam o saber eclesiástico...

5. Tim Jones se mata, e leva com ele, em suicídio coletivo, centenas de fiéis...

6. Com a morte de João Paulo II, assume a Igreja um papa que serviu a Hitler...

7. A Inquisição mata milhões de pessoas na Europa, com destaque para a atuação de Torquemada, bispo espanhol que profissionalizou e sistematizou os métodos de suplício...

8. Igreja Católica de Pernambuco excomunga os pais, e os médicos que fizeram o aborto na menina grávida, em virtude de um estupro...

9: Na África, milhões de pessoas morrem, enquanto a Igreja prega que o uso de preservativos é errado, e defende a "castidade" como método preventivo...

10. A Igreja Universal do Reino de Deus é envolvida em denúncias de lavagem de dinheiro...

11. A TFP, e a Igreja Católica apóiam o golpe de 1964...

12. Extremistas islãmicos matam mais de 3000 pessoas nas torres gêmeas...

13. Em Oklahoma, um fanático direitista religioso, estadunidense, branco e sulista, mata mais de 300 pessoas em um atentado...

14. Igrejas não pagam impostos, mas adquirem concessões de TVs e Rádios...

15. O Irã pune com a morte os homossexuais...

16. Mais de um milhão de armênios foram mortos pelos turcos, no início do speculo passado, por questões étnico-religiosas...O episódio ficou conhecido com a diáspora armênia...

17. Israel massacra palestinos desde 1948...

18. Mais de 100 mil pessoas já morreram no Afeganistão...

19. Fernando Lugo, presidente paraguaio é acusado de ter mantido relações sexuais com menores enquanto era bispo da Igreja Católica...

20. Cortez, conquistador espanhol trouxe a cruz, a espada e a pólvora...Levou vidas e riquezas...

21. Na Guerra dos Balcãs, os muçulmanos sofreram as mais atrozes barbaridades, em uma limpeza étnica sem precedentes...

22. Holocausto: 06 milhões de mortos...

23. Joana d'Arc é morta na fogueira da Inquisição...

24. A venda de indulgências provoca a Reforma...Calvino e Lutero racham a Igreja e criam o Protestantismo...

25. Padre Cícero, charlatão e déspota de batina está a um passo de ser "perdoado" por ratzinger, ou bento XVI...

26. No século XIX, durante a conquista do Oeste, fanáticos Mórmons trucidam uma caravana de desbravadores que passaram pelo Estado do Arkansas...Se vestiram como índios, para culpar os pele-vermelhas...Roubaram tudo o que as vítimas levavam, e só pouparam crianças com menos de sete anos, que foram "adotadas"...

27. Durante séculos, a Igreja não só anuiu, como utilizou mão-de-obra escrava, trazida da África...

28. Clínica no interior de SP trata de padres alcóolatras, por abuso de ingestão de vinho utilizado nas missas...

29. Os talibãs, extremistas religiosos muçulmanos, reativaram a rota da heroína, que financia sua logística terrorista no Afeganistão...No Islã, a bebida alcoólica e as drogas são punidas com a morte...Mas o tráfico sustenta a Jihad(guerra santa)...

30. Escolas judias ortodoxas, nos assentamentos, e patrocinadas pelo Estado de Israel, com verbas públicas, pregam a morte de crianças palestinas cujos pais sejam terroristas...


Enquanto isso, deus, de cima da sua onipresença, onisciência e onipotência, ri, sádico e diz: é tudo obra do livre arbítrio....

4 comentários:

Roberto Torres disse...

Pois é os exemplos macabros sao enormes. Mas, como fenomeno humano, a religiao tambem tem sua ambiguidade.....assim como tem a ciencia que, com menos estrada, já promoveu tambem tanta desgraca.

Alguns padres foram muito importantes na construcao das lutas camponeses no Brasil e na America Latina, e por isso, claro, foram perseguidos pelo Vaticano, que onde tem poder instituído, lá está.

O movimento dos direitos civis dos negros americanos, desde o comeco do século passado, teve em organizacoes religiosas um fator muito importante.

Acho que um balanco como voce fez, so revela mesmo a predominancia da desgraca, da barbárie produzida pelas religioes. Mas, em alguns casos de envolvimento com a esfera pública (nao com o Estado, como sempre faz o Vaticano), é curioso notar que o sentido produzido pela religiao tenha animado movimentos republicanos, a favor de direitos civis, sociais.

Xacal disse...

Mas como você mesmo observou, esse traço é sempre uma inferência privada, ou não-institucional...

Diríamos que foi quase uma apropriação da imagem pública que o fato de ser clérigo conferia, para movimentar as injunções políticas a favor dos interesses coletivos e progressistas...

Mas havia sempre um limite implícito, uma contradição grave...Na maioria dos casos, essa contradição os fez trilhar uma escolha: ou permaneciam em suas congregações e aceitavam os limites impostos a suas lutas, ou se desligavam...

O contradição maior: Religiões não coadunam com idéia de Democracia...religiões são estrturas anti-democráticas por gênese...

Por isso, ainda que haja clérigos enganjados em lutas democráticas, as suas denominações religiosas sempre apresxentarão a impossibilidade de aprofundar e radicalizar essa luta...

Um abraço...

Roberto Torres disse...

Esse e o ponto. A institucionalidde religiosa nao é democrática, logo toda vez que ela se estatiza resulta em autoritarismo. Portanto, a validade do Estado radicalmente laico é incostetável. Mas, paradoxalmente, por mais que constrangidas pela institucionalidade anti democrática de religioes, a preocupacao "sagrada" de lutar por nocoes de bem comum em muitos casos supre a falta de "republicanismo" deixada pela enfase unilateral na "liberdade negativa", de nao se incomodado ou nao se incomodar com nada, que o liberalismo acaba privilegiando.

abraco

Xacal disse...

Eu tenho uma inclinação a concordar contigo...

Mas veja: esse sentimento de coesão "humanista" também sofre as interferências do sentimento "liberal", ou do egoísmo laicista...Na mesma medida que o influencia em sinal trocado...

De certa forma, a ruptura da Reforma Calvinista trouxe a idéia de meritocracia liberal(a salvação é sua obra diária, deve merecê-la)para o seio institucional das religiões, como prenúncio filosófico do período de transição pré-capitalista, que avizinhava a tomada do poder pela, então, incipiente burguesia, que mais tarde, daria contornos a essa coesão de classe...

Ótimo debate...