terça-feira, 3 de novembro de 2009

A herança do muda campos...

Não adianta espernear...Os argumentos para a alteração da distribuição dos frutos da exploração da camada pré-sal, ou do redesenho dos pagamentos de indenizações de royalties aos municípios e estados produtores são políticos em sua essência...Os critérios técnicos são meros "adornos"...

Dentro desse contexto, não há a menor chance de que Estados e municípios, que "torraram" bilhões de reais, sem que os objetivos que consubstanciam o pagamento dessas indenizações fossem cumpridos, ou seja, abrandamento dos impactos sócio-ambientais provocados pela exploração dessa atividade extrativista, com a concomitante preparação de condições estratégicas de superação e autonomia dessas regiões para o pós-esgotamento, consigam mobilizar qualquer movimento para manterem intactos os seus interesses...

Qual a legitimidade de arnaldo vianna e rosinha garotinho, parlamentar e prefeita(ex-governadora), que se alternaram no poder nos últimos anos, e construíram uma plataforma de desperdício e politicagem com os recursos disponíveis...?

Qual a legitimidade de veículos de mídia que sugaram e continuam a querer sugar essas verbas, para entregarem seu verbo...?

Enfim, qual a legitimidade nossa, eleitores, que por anos, pactuamos e nos acumpliciamos a esse modelo corrupto...?

É certo que não somos o "único povo" que joga pelo ralo o dinheiro de royalties de atividade extrativista...Há cidades no Norte, Nordeste e em outras regiões que sofrem do mesmo mal...

Mas o Rio de Janeiro padece, para o bem e para o mal, de ser a "caixa de ressonância nacional"...Portanto, é natural que as nossas "vergonhas" sejam ampliadas em escala planetária...Mas de nada adianta, reclamar contra esse "fato"...

É preciso mostrarmos que somos capazes de gastar bem esse dinheiro...Infelizmente, com o resultado das últimas eleições, e com o andar da "carruagem" do atual governo, nada nos autorizará a dizer que aprendemos a lição...

Se sobrar algum, do pré-sal, dêem-se todos por satisfeitos...

Nossa falta de credibilidade é o legado do movimento que começou lá em 1988...

8 comentários:

Ricardo de Freitas disse...

Concordo plenamente com você ae aproveito para colocar mais uma questão. Onde são aplicados os recursos dos Royaltes arrecadados pelo Governo do Estado. Acho que o atual Governador e ex-governadores devem ser incluídos na condição de quem não tem credibilidade para contestar.

Anônimo disse...

O dinheiro da prefeitura é gasto com
cotratados,com pagamento de indeinizações milhonarias a fiscais e procuradores,com aumento de demanda com saúde sem a contrapartida de criacao de fontes de recurso para a manutenção desta estutura paro o futuro

Claudio Kezen disse...

Xacal, concordo com seu post.

Já espero a chorumela que virá quando as coisas mudarem.

Vai ser um tal de "preconceito contra o interior" e coisas do gênero.

Abraços.

Anônimo disse...

Caro Cláudio Kezen
Se fosse só isso já seria bom, o pior vai ser jogar a culpa de tudo que é desgraça que acontecer na falta de royaltes, enganando com desculpas cafajestes parte da população que os elegeram.

fernando torres disse...

Xacal, merece ser pubicado no jornal nacional!!!
Congratulações.
Fernando Torres.

Victor disse...

Parece até brincadeira o q a Rosinha escreveu para o jornal O Globo de ontem falando sobre a modificação da distribuição dos Royaltes.

Parece que ela se esqueceu que ela e o marido dela contribuíram e muito com o que esta acontecendo agora, pois depois de tanto R$ mal empregado por gestores como ela o marido e a corja que lhes acompanha .

Anônimo disse...

Afinal, depois de tantos anos ainda foram acreditar neles!!!!!!!!!!!
O que esperar agora????????

Jonathan Moreira disse...

Gente sem vergonha esses campistas!!! Agora todo mundo reclama mas na hora de receber o cinquentinha e apertar o nome da rosa na máquina não pestanejaram.O que adianta agora? Eles já estão no poder...Vamos torcer para que Campos saia ganhando algum benefício já que em termos de escolha estamos mesmo .fu..........
Jonathan