quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Pensando bem...

Não lhes parece estranho que a melhor fase capitalista(em TODOS os fundamentos sócio-econômicos) da História do Brasil aconteça sob um governo que os brancos de olhos azuis insistam em chamar de populista, ineficiente e "aparelhador do Estado"...Afinal, o que querem as viúvas do General McArthur...????


xacal, o caçador de WASPs e outras bruxas...

4 comentários:

Gustavo disse...

Xacal, esse é um pensamento que certamente incomoda aos brancos de olhos azuis, mas também é perturbador para a esquerda. Ou pelo menos deveria perturbar. Afinal, Lula demonstrou que a melhor receita para o desenvolvimento do povo é a social-democracia capitalista, e não o socialismo.

Xacal disse...

Gustavo,

É bem verdade, mas apenas se enxergarmos o período lulista como um fim em si mesmo, ou no gosto dos fukuyamistas, um "novo fim da História"...

não creio nisso...creio que a responsabilidade da esquerda local e mundial é aprofundar essa experiência para superá-la...

como...??? não sei...mas o caminho para a elaboração teórica está aberto, e é preciso fugir às tentações das "facilidades comparativas" que esse período virtuoso nos trouxe...mas, por outro lado, é preciso reforçar o campo político que possibilitou esse avanço, e refutar o retrocesso que, ora se apresenta como o "ovo da serpente paulista", ora como a versão "light" demotucana mineira...

um abraço, e obrigado pela participação...

Gustavo disse...

Esta bem, Xacal. Enquanto a esquerda faz a sua elaboração teórica, espero que pragmáticos como o Lula continuem a governar.

Xacal disse...

Caro Gustavo, confesso que não entendi...

Há algum demérito em avaliar, e pensar sobre o que se faz...???

Há, necessariamente, que haver um oposição excludente entre pragmatismo e formulação de conceitos e princípios...???

Creio que não, inclusive penso que pragmatismo sem teoria é a canalhice oportunista, e a teoria sem pragmatismo é a arrogância estéril academicista...

Mas eu posso ter entendido errado sua proposição, nesse caso, desconsidere...