terça-feira, 17 de novembro de 2009

TRoLHa de FOra...!!!

A TrOLHa "tá" com vocês...

4 comentários:

BERNADO disse...

XACAL

Nao aguento maism essa historia de monitor campista
Esses jornalista q defendem causa propria, pois vao ficar desempregados, querem agora transformar isso em uma campanha a nivel "mundial"
Nao vou descutir mais isso
Bernado

Anônimo disse...

Sempre fui.

Sempre fui lula e lula.
Discuti, quebrei o pau, apanhei, tambem porrei e tal...
...sempre pelo meu sonho, que tinha o lula como figura maior.
Durante seus mandatos, fatos aconteceram na minha vida.
Em todos eles eu, enquanto brasileiro trabalhador não ganhei uma.
- apesar de uma lesao(infarto)cronica no sistema cardiovascular, perdi(o inss recusou) minha aposentadoria por invalidez, faltando apenas 2 meses para consumar o que a lei prega.
- na minha aposentadoria o inss nao aceitou o ppp(sb40)emitido pela minha empresa.Como resultado minha aposentadoria ficou com um valor abaixo da média na minha função.
- o ministério da fazenda cobra o imposto de renda em cima de uma aposentadoria complementar cujo pagamento de IR foi feita na época da contribuição(bitributação).
- uma acão trabalhista minha e uma empresa(nacional)terceirizada se arrasta uns cinco anos(já em terceira instancia).


Em todos os casos, foram acionados recursos (justiça federal) e outros mecanismos permitidos.
Em nenhum dos casos até hoje, nada foi resolvido em termos de direitos do trabalhador.
Descrevo esses fatos para mostrar o quanto estamos enganados com relação aos "direitos do trabalhador" ou do cidadão.
O governo tira e retira tudo que pode e não pode do cidadão, principalmente daquele que trabalhou uma vida pelo seu pais !?.
É um gasto enorme de energia por parte do cidadão fazer valer seus direitos.
Eu imaginava que no governo do partido dos trabalhadores (pt) os trabalhadores seriam tratados de maneira mais digna.
Engano meu...grande engano meu !

Anônimo disse...

O Gilmar Dantas pensou que fosse colocar o Lula outra vez contra a parede e lhe chamar às falas, ocorre que os outros ministros já estão com o saco cheio da presença do Gilmar na mídia e todos lembram que o ministro Barbosa foi o único que têve peito de encarar o “coronel de Diamantino”.
Assim, os ministros menos incompetentes do Tribunal, lhe deram um tapa com luva de pelica.
N.B.- Pra mim o Lula já sabia e só estava esperando o encerramento da decisão.
Acho que o Gilmar Dantas nunca mais se levanta.

Anônimo disse...

O professor Marcelo Neri, economista e chefe do Centro de Pesquisas Sociais da FGV-RJ, para o Entrevista Record, que vai ao ar hoje à noite, pela Record News.
Leia abaixo os principais pontos da entrevista:
. Em 1992, a classe média era um terço do total da renda brasileira.
. Hoje, é mais de 50%.
. Entre 2003 e 2008, 32 milhões de brasileiros, ou seja, metade da população da Franca, ingressou no conjunto das classes A, B e C. O principal fator dessa ascensão não foram os programas assistenciais, mas a renda do trabalho.
. Entre 2003 e 2009 foram criados 8 milhões de empregos com carteira assinada.
. Pode-se dizer também que essa é uma década da redução da desigualdade.
. Entre 2000 e 2008 a renda dos 10% mais pobres da população cresceu 72%. Ou seja, o crescimento da renda dos pobres no Brasil é um crescimento de tamanho chinês.
. A renda dos 10% mais ricos cresceu 11%.
. Todo mundo cresceu.
. É uma bolha?
. Não, frisou Neri. Esse processo já dura cinco anos: de 2003 a 2008 a renda do brasileiro cresce 7% ao ano. Ou seja, não é bolha porque a renda sobe por causa do trabalho e porque os brasileiros passaram a estudar mais.
. Trabalhar e estudar são coisas que ficam, não vão embora como uma bolha.
. A queda na desigualdade é inédita.
. No anos 60 o Brasil viveu o período mais desigual da sua história. O Brasil tinha a terceira pior distribuição de renda do mundo.
. Hoje é o décimo. Quer dizer, é um país ainda muito desigual, mas se a desigualdade continuar a cair, será um país de desigualdade tolerável.
. É o que mostra uma pesquisa feita por ele sob o título “Produtores e Consumidores da Nova Classe Média”. O nordestino botou o filho na escola, conseguiu emprego com carteira assinada e a renda dos produtores cresce mais que a renda dos consumidores.
.Ou seja, o brasileiro é mais formiga do que cigarra.
. As mulheres são o maior sucesso dessa história.
. Elas fizeram uma revolução há 30 anos. Foram para a escola e conseguiram salários que começaram a se aproximar do salário dos homens.
. A história da ascensão das mulheres nordestinas é a mais significativa. Um exemplo disso é que as mulheres são as principais clientes do Crediamigo, o programa de microcrédito do Banco do Nordeste, que detém dois terços do mercado nacional de microcrédito.
O Crediamigo promove sobretudo no Nordeste uma revolução nos pequenos negócios. Os empréstimos começam com R$ 400 e o avalista é um grupo de três a cinco pessoas em que um se responsabiliza pela dívida do outro.
. Entre o primeiro empréstimo e dezembro de 2008, aumentou em 42% o lucro dos que tomam dinheiro no Crediamigo. Sessenta por cento deles deixaram de ser pobres.
Concluiu o professor Marcelo Neri: o Brasil muda rapidamente para melhor e muita gente não percebe.