terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Obituário da TRolHA nº7....

Chegamosbem mais longe do que supúnhamos...Recebemos muito mais carinho que merecíamos...Mas aprendemos quase tudo o que precisamos...Nossa gratidão a generosidade do texto de quem está nessa estrada há mais tempo, e que abriu as picadas na selva densa dos interesses "escuros", onde fizemos nossa caminhada...Leia as palavras do Professor Roberto Moraes, em nosso obituário...

Terça-feira, Dezembro 22, 2009

Xacal, o necessário!

Já fui (e quem não foi?) alvo da sua crítica avassaladora. Discordando algumas vezes e concordando em outras, majoritariamente, vejo que fora diversos outros adjetivos através do qual ele merece ser elogiado, entendo que mais que tudo: Xacal é, o necessário!

Necessário porque propõe outras questões para fugir do debate raso e superficial. Joga por terra as hipocrisias do cotidiano, especialmente, as da classe média. Apesar da acidez e da ferina crítica com a qual defende seus argumentos, ele nunca deixou de ser humano e solidário nas relações que estabelece.

Nunca usou no blog o fato de ter sido abordado em cooptação explícita, inclusive com pseudônimo, pelo filho do dono que o queria para articulista.

Ainda assim, por mais que eu escreva sobre o Xacal serei sumulático, em relação ao tratado integralmente endossado, que o universitário e articulista deste blog, Bruno Lindolfo, escreveu (veja aqui) sobre este personagem que alvoroçou nossa planície.

Sem a titulação da academia, sem o respaldo de sobrenomes e outras exigências provincianas tão comuns nesta planície, Xacal, contribui com a mudança de comportamentos e da forma de pensar de setores importantes desta almadiçoada e ao mesmo tempo abençoada terra.

Seus excessos são para lá de perdoáveis, a não ser por aqueles que pretendem apenas ganhar dinheiro e controlar a sua admirável verve ou mesmo domá-lo para seus interesses particulares.

Sem que você saiba ou se aperceba Xacal o ajudou de alguma forma, a assimilar críticas, atributo pouco comum em sociedades de gente soberba.

Por tudo isso e muito mais, não receio dizer que Xacal é necessário. Sob formas ainda não ditas você verá que ele renascerá de maneira ainda incapaz de ser imaginada, diante da múltipla criatividade, já amplamente conhecida de todos... Até breve Xacal, o necessário!
posted by Roberto Moraes

4 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns pelo comentário, Roberto.Muito legal ter exposto o "assédio" que o filhote da folha fez ao Xacal... só serve para respaldar a fidelidade do Xacal aos princípios
do que defende... Quanto ao filhote, bem, manda ele dar o c$ para o capeta ou então pra quem pagar mais!!!

Anônimo disse...

Xacal seu Demônio,vai com Deus.Pegue a sua viola e enfia no olho do C...tuvelo!!!Beijinho na bundinha ser desnecessário!Alex,O Crítico.

Marcos Oliveira disse...

Ótimo o artigo do Prof. Roberto. Nunca antes na história dessa Planície Goytacá tivemos tão bom analista das policagen$ regionai$.
Um Xacal incomoda muita gente. Tinha que ter outros no mesmo nível crítico. Mas não podemos ficar sem nenhum!
Xacal e Roberto, abraços.

Anônimo disse...

O filhote da folha acha que tudo pode, que o mundo é vegetariano (só go$ta do verde Dolar),mas enquanto essa cidade for esse Cú que aí está o chacal tem que ser o KY !!!
PS- Ao das 10:39= Quanto ao filhote ele não dá nada....só gosta de TOMAR,, e com força!!