sábado, 12 de dezembro de 2009

TrOLha HumOR...

Divirta-se com Bira...

Bira e as enchentes

Bira, encjentes SP

2 comentários:

Anônimo disse...

Lá no Rio a vereadora Clarissa Garotinho (PR) "gritou" e o Ministério Público notificou o município do Rio, para que apresente esclarecimentos quanto à cobrança da taxa de iluminação pública.
O Promotor Rodrigo Terra, Titular da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Comarca da Capital, vai se reunir com a vereadora na próxima segunda feira para tratar do tema. De acordo como o promotor a taxa é abusiva. “Tentaremos trabalhar em linha com o Executivo, o Legislativo e a sociedade civil, buscando soluções que não prejudiquem a população do Rio de Janeiro. Porém, caso o Prefeito mantenha a sanção, pediremos ao Judiciário que impeça sua cobrança”, frisou o Promotor de Justiça.
Em Campos, cidade em que a mãe da vereadora Clarissa Garotinho é prefeita, a mesma taxa é cobrada.
Ô povo passivo!!!

Anônimo disse...

Chico Pinheiro chama Zé Alagão(Serra) às falas. Dois meninos morreram afogados. A culpa é da Sabesp.(Paulo Henrique Amorim)

No SP-TV de ontem, da Globo, Chico Pinheiro foi ao Jardim Romano, no extremo da Zona Leste.

E mostrou que o alagão continuava, mesmo debaixo do sol, porque as bombas da Sabesp não funcionavam.

E a Sabesp só ia enxugar a cidade da Zona Leste – são 21 bairros debaixo d’água -, depois que a água baixasse.

A Sabesp, como se sabe, é a agência de publicidade do Zé Alagão.

Ela faz campanha de esgoto do Zé Alagão no Acre.

A Sabesp demite funcionários quinze dias antes do Natal.

Provavelmente os funcionários que agora fazem falta para impedir que dois meninos morressem afogados.

Chico Pinheiro dizia aos moradores dos Jardins, dos bairros nobres, onde Zé Alagão tem 100% dos votos: é, vocês jamais viverão uma situação como a que eu mostro agora.

Ele estava indignado, ao vivo, no local, diz a minha amiga.

Dizia: “e ainda põem a culpa na chuva !”.

(O Zé Alagão pôs também a culpa nos pobres que jogam sofá no rio )

Chico não viu autoridade nenhuma ali – nem do Zé Alagão, nem do poste que ele colocou na cidade de São Paulo.

Claro, o Zé Alagão socorria um flagelado da Rede Globo

Zé Alagão fugiu do alagão, como fugiu da cratera do metrô e da viga do Robanel dos Tunganos.

Ele foge.

Chico Pinheiro usou como trilha sonora “O Haiti é aqui”, do tempo em que Caetano ainda não era da Globo.


Em tempo: O emprego do Chico Pinheiro corre serio risco. Isso, o Zé Alagão faz como ninguém: perseguir jornalista que fale mal dele.