sexta-feira, 8 de julho de 2011

Inconfidências pelos corredores da Justiça...

Frase ouvida hoje, nos corredores do prédio da Justiça, onde um radialista que saiu corrido de São Francisco do Itabapoana, e que hoje come na mão do napoleão da lapa, a quem na conversa chamou de "baixinho":

Faz a ligação: "E aí magal, tá me ouvindo"....ligação interrompida

Agora, recebe chamada, e atende:

"Magal, nós precisamos conversar, a hora 'tá chegando e eu vou ficar falando sozinho"...

"Eu sei, eu vou ficar por aqui esse fim de semana, esperando a "baixinho" chegar, eu sei que ele é quem resolve"...

"Tem uma pá de coisas, tem o negócios dos ônibus que eu tenho que falar com você, vou fazer uma lista...e aí quando você puder, eu ligo e te falo, magal, tô indo aí..."

É bom que se ressalte que essa conversa foi ouvida até pelas muretas da beira-rio, que ficam em frente ao Fórum, tal o volume do interlocutor, que parecia narrar uma partida de futebol...Logo, nada de reclamar de invasão de privacidade...

Interessante é que o programa de rádio do indiscreto senhor é beneficiário de contratos publicitários com as empresas que se esbaldam no programa fraude cidadão...

Coincidência também é o fato do Magal, caso o interlocutor que o radialista nomeou seja o vereador, tenha denunciado irregularidades no programa, nas linhas da baixada campista, que não foram apuradas pelo poder público municipal...

Será que o vereador estava criando dificuldade para se tornar o facilitador das coisas...e agora que tudo foi "acertado", ele é o novo porta-voz das empresas junto a aliados políticos e empresários de comunicação...???

Não, eu acho que não, é tudo coincidência e meu informante ouviu demais e tem a imaginação muito fértil...

3 comentários:

Anônimo disse...

A CERTEZA DA IMPUNIDADE FAZ COM QUE A BAIXADA CAMPISTA SE TRANSFORME EM BAIXARIA CAMPISTA.
O VEREADOR EM QUESTÃO É QUEM DITA AS NORMAS NO SETOR DE TRANSPORTES COLETIVO NESSA BAIXARIA CAMPISTA.

Anônimo disse...

O Vereador Magal é um artista, tem empregado na Emut, irmão, sobrinho, afilhado, a.... e outros mais chegados. Mais o impressionante é que ninguem vê nada, não sabe de nada e não comenta nada.
Saudações!

Anônimo disse...

Isso de conversar ao berros é noraml. outro dia, numa loja de xeros da Pelinca, eu ouvi: "Tô limpando tudo, só falta o serviço da BAVIERA... o resto tá certinho, ninguém vai reclamar! Agora não vou tomar mais esporro!" Aí... pensamos... Chacal vai gostar!!! "Ainda bem que nóis pode se comunicar, né?"