domingo, 3 de julho de 2011

A morte, sempre redentora...

Nada como uma morte para tornar sagrado o que era profano...

Itamar é um homem honrado... Eu prefiro deixar as avaliações pessoais de lado, e analisar o seu legado político...

Itamar inventou ffhhcc...isso já lhe garante lugar no inferno...

E mais: Se para os moralóides-neoudenistas, as companhias contagiam, o que dizer de um homem que foi vice de collor e que se elegeu ao senado com zezé perrela(cartola cruzeirense atolado em escândalos de toda monta)pendurado na suplência...?

Qualquer imbecil sabe que esses acordos para montagem da chapa, geralmente, obedecem a milhõe$ de motivo$...

Mas como disse Otto Maria Carpeaux, " O mineiro só é solidário no câncer"....

12 comentários:

Anônimo disse...

ainda bem que para os imorais-petistas companhias como Sarney-Collor-Temer-Jader Barbalho-H. Meirelles - PMDB-PR, etc. não os contagiam.

Parece que os petistas são os únicos que tem autoridade para botar a mão na merda, como diz Paulo Betti. Ah! certo...o fim justifica os meios...

xacal disse...

meu caro comentarista...sua pequena observação traz muito mais para o debate que possamos imaginar...só por isso, vou ter certa paciência...

veja, esse é um eterno conflito: os fins justificam os meios...??? no entanto, eu sempre entendi que a pergunta é errada...precisamos entes saber:
quais meios, quais fins...???

é claro que toda companhia contagia...e ainda bem, não sou defensor da tese de isolamento asséptico ou supremacia racial...ou de caráter...

mas entender como funciona a política como ação humana, cheia de contradições morais e de interesses, não é, por um lado justificar o VALE TUDO, mas também enxergar que tentar se aproximar do bem comum é o desejável, ainda que falhemos no caminho...

assim eu prefiro um governo com uma agenda pública e de interesse coletivos(fim), que a promova por meios nem sempre corretos, mas que os corrija sempre que noticiadas as falhas éticas, a termos um governo que promova a exclusão e prevalência dos interesses de uma casta(fim), mesmo que sob o manto da suposta "imaculada" honestidade...em suma: prefiro um programa social cheio de problemas a uma licitação HONESTA e LEGAL para comprar um banco falido ou para enfeitar e cercar uma praça em bairro chique...

ou seja: a "autoridade" para botar a mão na merda é dada pelo consenso da sociedade sobre o que se faz ou não...isso é política...e esse consenso é que se disputa na ideologia e no debate democrático, tão atacado pelo simplismo neoudenista da mídia, por exemplo, por não nos permitir que o entendamos como um TODO, e não só a parte que interessa a eles para atacar esse ou aquele governo...matam-no duas vezes...

o problema é que idiotas enxergam o mundo em preto e branco...e são capazes de mitificar o morto sem contextualizar suas companhias, seus atos e o que isso traz a sua biografia...

é isso que torna Hitler e Churchil diferentes, por exemplo, embora ambos tenham feito aliança com o canalha do Stálin...ambos botaram a "mão na merda", mas a História lhes confere "autoridade" distinta...

entendeu, ou precisa desenhar...???

Anônimo disse...

entendi: o fim justifica os meios.

xacal disse...

bom, idiota....

se de tudo que disse, foi o que você entendeu...é, os fins justificam os meios, mas o que a sociedade deve perguntar é qual o FIM, imbecil, que vale a pena...

essas perguntas sempre mudam, e não há meio ou fim que se justifiquem por si, mas sempre devem estar relacionados a contextos específicos...logo, Hitler é tido por nós como canalha, e fez aliança com Stálin, outro canalha...Já Churchil é nosso herói, e o foi com ajuda do mesmo canalha: Stálin...

Por exemplo: ser intolerante é ruim, mas para tratar com imbecis como você, é justificável...

Anônimo disse...

Hitler não é um canalha por ter se aliado a Stalin, infeliz, foi por ter arrasado com a Europa e ter quase aniquilado os judeus.

Se você compara a Hitler a FHC ou Itamar, ou pretende colocar Lula no mesmo patamar de Churchil, nem preciso insultar você, sua idiotice aflora em cada novo comentário.

xacal disse...

Eu devo mesmo ser um idiota, afinal, olha só quanta conversa para quem é um completo asno...

veja, beócio, que no caso do debate proposto por você(?) a questão é a companhia...assim, usei o exemplo do stalin, independente do julgamento que possamos ter dos atos de churchill e de hitler...

agora se importa o personagem, e não as alianças, consideremos a guerra, e um pouquinho de conhecimento histórico sobre conflitos(coisa difícil de existir na cabeça oca de estúpidos como você), extermínios e atos covardes...aí veremos Churchill ordenando a morte de 30.000 pessoas em Dresden, apenas para se vingar de Hitler e dos ataques da Luftwaffe sobre Londres...diga-se, Dresden não tinha alvos militares e a RAF matou 30000 velhos, mulheres e crianças...

já quanto aos judeus, vale lembrar que embora TODOS os aliados, desde 1939, soubessem onde estavam os campos da morte, NADA foi feito até o final da guerra, por algumas questões, digamos, "técnicas": libertar judeus no meio do conflito traria problemas de logística( alimentá-los e arrumar lugar para eles) e outro menos "nobre": a Europa e os EEUU, de certa forma, nutria pelos judeus o mesmo desprezo que os alemães...por isso foi tão difícil, por exemplo, convencer os estadunidenses a entrar no conflito...dizem até que Roosevelt resolveu deixar Pearl Harbor "acontecer", mas eu não sou chegado a teorias da conspiração....teorias essas que dizem ser esse o "sentimento de culpa" dos aliados que deu origem a Israel e toda a "paciência" com as mesmas violência com os palestinos...

detalhe sórdido: Israel e a palestina são fruto da política imperial britânica, que massacrou e matou milhares de palestinos, para depois entregá-los ao jugo sionista...veja, de herói, churchill também pode ser visto como vilão...

eu não comparo hitler a ffhhcc...hitler era um gênio (assassino, louco, etc) mas um gênio, que saiu das fileiras do exército vencido e humilhado da Alemanha como cabo, para se tornar um dos maiores estrategistas militares da História, que sucumbiu a sua própria megalomania e loucura...

ffhhcc é um idiota soberbo, que estudou pata dizer que esquecessem o que escreveu...

itamar um idiota senil e que sempre adulou a pior direita, e depois se julgou acima do bem e do mal só porque cumpriu a receita do FMI para controlar a inflação a custa de TODO nosso patrimônio estatal, da fome, e exclusão de milhões de brasileiros... só para pagar juros ao financistas...

o resumo de itamar é quem vai assumir seu lugar no Senado...zezé perrela...

xacal disse...

fim da lição de hoje: como tratar um idiota...

primeiro alimente o debate, e ceve o idiota com auto-confiança...

depois, dê-lhe a esculachada merecida para abatê-lo no final...

infelizmente, a carne do idiota não serve para nada, e o couro vai estar muito machucado, porque eles apanham muito por causa da burrice que os faz empacar sempre...

Anônimo disse...

Perde todo esse tempo "googleando" para demonstrar que Churchil pode ter sido um filho da puta...mas menos pior que o Hitler. Que tudo é relativo, etc.

Para que? Para continuar justificando o fisiologismo do PT e o diferenciando dos outros, os "vilões" da historia.

E o mais engraçado, tudo isso para defender como se consolida o 'capitalismo popular', que você confunde com revolução socialista.

Muito triste, companheiro. Continue insultando. abraços.

xacal disse...

eu não perco tempo quando me divirto...bom, não houve pesquisa no google, embora a base de dados não desmereça o resultado, até porque, o google para imbecis como você de nada servem, pois não sabem o quê, onde e quando procurar...

é como uma enorme biblioteca para um cachorro, não serve para nada...

não há como justificar o fisiologismo do PT, e nem podemos...o que precisamos é entender que ainda que contenham facções mais ou menos fisiológicas, partidos e governos são diferentes, assim como personagens históricos, ainda que se pareçam tanto....

não há relativização do mal, idiota, mas sim uma contextualização desse mal, e a diferente percepção que cada grupo ou sociedade faz desse mal e seus efeitos, por laços de solidariedade, consenso político, ou até sadismo assassino...

é simples, ó estúpido: Churchill, Stálin, Hitler, Roosevelt e Pol Pot podem ser assassinos cruéis, ou estadistas memoráveis, dependendo da lógica de quem olha, ou do alcance de suas políticas, e enfim, e ganharam ou perderam as guerras que lutaram ou outros embates...

e quem dá esse filtro é a política e a problematização das análises e conjunturas, e não a simplificação rasteira e inútil que você propõe...

nem vou perder tempo discutindo socialismo ou capitalismo popular...uf...caçar idiotas como você dá fome...vou lá fazer uma pipoquinha...

tá bom para você por hoje...

PS: a trolha já falava de Dresden desde 13 de novembro de 2008, ver aqui:http://atrolha.blogspot.com/2008/11/at-aqui-nos-ajudou-o-senhor.html

enfim, eu não tenho culpa de saber o que sei, e creia, diante de sua ignorância, eu até sofro com isso...é chato debater com quem sabe tão pouco...mas o problema não é ser burro, afinal, todos somos sobre algo, mas se negar a aprender...

aquilo que parece tão complicado para você, e que merece uma pesquisa, seja no google, seja em outro lugar, eu retiro da minha memória, que é verdade, já foi melhor...

xacal disse...

eu sempre digo: o xacal desperta um tipo de masoquismo estranho nos idiotas...apanham...apanham...apanham...e pedem mais...

jose saad disse...

Caro Xacal
Otto Lara Resende seria o autor desse instigante frase, pois não?
Abraço
zeronaldo

xacal disse...

zeronaldo, eu também pensava que sim...mas eu li, há algum tempo, um texto de Fernando Sabino que falava que a frase, embora atribuída a Otto Lara Resende, era do Maria Carpeaux.

Pode ser que sim, pode ser que não, mas eu gostei dessa versão e adotei.

Um abraço.