sábado, 2 de julho de 2011

Rir para não chorar...

Copiado do blog do Pedlowski.




Sérgio Cabral governa estado emprestado por Eike Batista




GLÓRIA - Após dois goles de café na caneca preferida, na qual se lê as iniciais EBX impressas na porcelana, o governador Sérgio Cabral iniciou a entrevista coletiva em que explicou suas relações com empresários. "Quem me conhece sabe que sei separar muito bem quem me empresta um jatinho de quem me hospeda na casa de praia", defendeu-se. O encontro com os jornalistas aconteceu no iate Pink Fleet, atracado na Marina da Glória.

Cabral reconheceu que tem mais de 5 mil amigos no Facebook. "Mas nem todos são bilionários. Não discrimino e me dou muito bem com milionários”, explicou. O governador admitiu que ouve CDs indicados por Luiz Carlos Calainho, fumou um charuto recomendado por Boni e fez uma série depolichinelos que lhe foram propostos por Alexandre Accioly. "E também governo um estado que o Eike Batista me emprestou. Não vejo nada demais nisso. Eike é um homem generoso."

Acusado de oferecer benefícios fiscais a um salão de cabeleireiros, Cabral quase perdeu a compostura: "Isso é mais uma prova de que uma coisa não tem nada a ver com a outra. Quem vê o penteado do Eike não pode, em sã consciência, me acusar de estar beneficiando a estética capilar."

Nenhum comentário: