sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Responda rápido!

Com a ressalva para as duas crianças, quem é o quadrúpede dessa foto?

NADA SUPERA UM MOMENTO COMO ESSE

E atenção...antes de reclamar, vejam: só se ofenderá quem tiver dúvida da resposta, portanto...rs

8 comentários:

Anônimo disse...

Nem precisa responder,está tão visivel.

Anônimo disse...

Do blog Reflexões de Gianna Barcelos

BATE BOCA NA RÁDIO, NA CÂMARA DOS DEPUTADOS
Tudo isto revela um deputado despreparado para o cargo que exerce.
Anteriormente ele havia dito que ia pedir quórum e obstruir votações e, está fazendo exatamente isto. Não há preparo técnico, não há argumentos, usa de chantagens e esquemas ardilosos.
É vergonhosa a participação que se seguiu, onde foi sugerido até que na Câmara tem "curso de preparação".
A obsessão pelo Governador Sérgio Cabral não tem limites.
Extraí daqui.

http://www.camara.gov.br/internet/sitaqweb/TextoHTML.asp?etapa=2&nuSessao=281.1.54.O&nuQuarto=30&nuOrador=3&nuInsercao=0&dtHorarioQuarto=12:34&sgFaseSessao=OD%20%20%20%20%20%20%20%20&Data=11/10/2011&txApelido=PEPE%20VARGAS&txFaseSessao=Ordem%20do%20Dia%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20%20&dtHoraQuarto=12:34&txEtapa=Sem%20supervis%C3%A3o

Joãp Barreto disse...

Caro Blogueiro, a rede blog precisa se manifestar com que está acontecendo com o colega blogueiro Noel Júnior de São Francisco de Itabapoana. Óficiais de justiça invadiram sua casa e apreenderam todos os seus equipamentos. O sertão de SFI ainda vive os desmandos do coronelismo corrupto. Censura Jamais!!!

CAMPISTA disse...

Respondendo a seguinte postagem do Blog Pimentel " Professora Odete clama por melhores condições no Hospital Ferreira Machado", a postagem já se inicia dizendo que a Professora, se encontra no HFM como um cidadã qualquer, fica a dúvida, a professora que diz lutar tanto pela igualdade social, não se considera uma cidadã qualquer? Pois contrariando a sua vontade e a de seus puxa-sacos, ops, digo acessores políticos, infelizmente devo lhe informar, professora Odete, que a senhora é um cidadã como qualquer outro cidadão campista. Nós, meros cidadãos da planície goytacá, convivemos todos os dias com a precariedade do sistema de saúde do nosso município , a diferença é que não fazemos política com a nossa desgraça ou com a saúde de nossos familiares. Existem momentos para se protestar e existem momentos de dor que são só nossos e de nossos entes queridos. É lamentável, a atitude da Professora Odete, com relação a sua mãe, uma senhora já com idade avançada e que foi vitimada por um infarto, que necessita do apoio da família e dos filhos nesse momento de dor, mas que no entanto, oportunistas como a professora, aproveitam para fazer política ao invés de se convalecer com a doença de sua mãe. Se mesmo tendo como vítima a sua mãe, a professora se aproveitou desse momento para fazer política, imagina sendo um de nós pobres cidadãos campistas , meros mortais. Ah me esqueci que o momento não é para se importar com valores familiares, afinal as eleições estão chegando e o que vale são as propagandas. Por isso estão usando as convalescências como propoganda política.
Só mais uma coisa, o novo slogan do pc do b ( está em letra minúscula propositalmente, pois esse partido que se diz de esquerda e na verdade é de extrema direita não merece respeito) " um partido do tamanho das nossas ideias", com certeza o crescimento do partido é notável, no ramo da corrupção rsrsrs... Isso tanto a nível nacional, como também aqui no diretório de Campos, presidido por ninguém mais ou ninguém menos que a professora que faz propoganda política dentro do hospital onde sua mãe está convalescendo.

Luis Bento disse...

Saudades deste espaço. Está renovado, com uma imagem moderna. E o humor corrosivo...Uma maravilha!

xacal disse...

Ó Luís, seja bem-vindo...o blogueiro anda renovando suas energias, para retornar ao ataque...

É que tudo parece tão óbvio, que até desanima de fazer pilhérias...tenho medo de banalizar os sentidos...

Mas não desista...nós ainda respiramos, embora todo o cheiro ainda seja podre...

Ava disse...

O tempo passa, e vez ou outra, as lembranças nos assaltam, como fantasmas, assustando o que julgava esquecido...

xacal disse...

olá, minha cara, bom te ver...